segunda-feira, julho 13, 2015

MEMÓRIA DE VITÓRIA DA VERDADEIRA EUROPA SOBRE UMA INVASÃO DE TEOR MUNDIALISTA - BATALHA DE DURBE



A Batalha de Durbe travou-se a 13 de Julho de 1260 entre os Cavaleiros Teutónicos ao serviço da Cristandade e os Samogícios, autóctones pagãos antepassados dos Letões e dos Lituanos. O confronto deu-se no contexto da Crusada Livoniana, parte da Cruzada do Norte, também conhecida como Cruzada do Báltico. A vitória dos indígenas não deixou margem a dúvidas: os Samogitianos bateram por completo as forças da Ordem Teutónica e da Ordem Livoniana juntas, matando cento e cinquenta cavaleiros, incluindo o Mestre Burchard von Hornhausen e o Marechal Henrik Botel, da Prússia. Morreram também centenas de outros cavaleiros, laicos, e soldados de baixa patente. Esta foi a maior derrota desta ordem de cavalaria no século XIII.
O resultado da batalha levou à Grande Insurreição Prussiana (terminada em 1274) e à rebelião dos Semigálios, dos Couronianos e dos Oeselianos. Fez regredir duas décadas de conquistas da Ordem Livoniana, ramo autónomo da Ordem Teutónica, que precisou de trinta anos para restaurar o controlo dessa região.
A 25 de Janeiro esta ordem de cavalaria tinha conseguido uma bula papal do papa Alexandre IV abençoando a cruzada. Preparava-se para reforçar a fortaleza sitiada de Georgenburg, sob ataque dos Samogícios, mas preferiu enfrentá-los na Courlândia, onde esta resistência autóctone reinava. O recontro deu-se na costa meridional do Lago Durbe.
À batalha seguiram-se insurreições pagãs e mais uma vez os gentios bateram os cavaleiros teutónicos, em Lielvarde, a 3 de Fevereiro de 1261.
Conta-se que na sequência desta vitória indígena o famoso duque Treniota, líder lituano, convenceu o seu tio Mindaugas, rei da Lituânia, a renunciar ao Cristianismo e a romper a paz com a Ordem Teutónica, vindo depois a abatê-lo, em 1263, apoderando-se do trono e fazendo a nação retornar ao Paganismo, isto é, à religião étnica do Povo.
*
Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Battle_of_Durbe

* * *

Mais tarde as hordas da multinacional religiosa que era a Cristandade acabaram por impor o seu credo em todo o Báltico. Mas este episódio mostrou que não eram invencíveis, permitiu aos autóctones ganharem tempo e deixarem mais testemunhos da sua herança religiosa ancestral, que hoje dá corpo a uma das restaurações religiosas identitárias mais sólidas da Europa.

9 Comments:

Blogger KVRGANIVS NOSTRATORVM said...

AS DATAS SÃO CLARAS O INVASOR ISLAMICO ACABOU POR GERAR AS CRUZADAS QUE APENAS ACELERARAM O FIM DA EUROPA ORIGINAL

13 de julho de 2015 às 23:14:00 WEST  
Blogger KVRGANIVS NOSTRATORVM said...

FINALMENTE A RESISTENCIA PAGÃ DURA OFICIALMENTE ATÉ QUANDO?CONQUISTA DA SIBERIA?LAPONIA?

13 de julho de 2015 às 23:17:00 WEST  
Blogger KVRGANIVS NOSTRATORVM said...

E QUAL A DATA?

13 de julho de 2015 às 23:17:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Rússia desenvolve zepelins equipados com radares de mísseis antibalísticos

Leia mais: http://br.sputniknews.com/defesa/20150713/1550474.html#ixzz3fofPSTLN

14 de julho de 2015 às 00:14:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Vice-ministro russo diz que teste de bomba nuclear dos EUA é uma provocação

Leia mais: http://br.sputniknews.com/mundo/20150713/1550243.html#ixzz3fofd3s3t

14 de julho de 2015 às 00:14:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Rússia desenvolve sistema de comunicação inédito para futuros caças

Leia mais: http://br.sputniknews.com/defesa/20150713/1554028.html#ixzz3fofiH8Au

14 de julho de 2015 às 00:15:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Batalhão ucraniano se recusa a acatar ordens de Kiev e não devolverá armas (VÍDEO)

Leia mais: http://br.sputniknews.com/defesa/20150713/1552248.html#ixzz3fogG5Efj

14 de julho de 2015 às 00:17:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Kremlin acusa Kiev de crimes contra a humanidade em Donbass

Leia mais: http://br.sputniknews.com/mundo/20150713/1548831.html#ixzz3fogZXHmd

14 de julho de 2015 às 00:18:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

O que os midia Ocidentais procuram não noticiar.Aos poucos a Europa está a se tornar novamente um barril de polvora ao estilo da I grande Guerra.

A Hungria reforçou a proteção da fronteira com a região ucraniana da Transcarpátia e reduziu a entrada de cidadãos ucranianos no seu território, relata o jornal Novosti Zakarpatya (Notícias de Transcarpátia).


Leia mais: http://br.sputniknews.com/mundo/20150713/1546502.html#ixzz3fogmXzZN

14 de julho de 2015 às 00:21:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home