quarta-feira, março 02, 2016

GENERAL IANQUE ACUSA MOSCOVO E DAMASCO DE FOMENTAREM A ENTRADA DE REFUGIADOS NA EUROPA - RÚSSIA CONTESTA-O

"O fluxo migratório para a Europa mascara o movimento de criminosos, terroristas e combatentes. E no meio disto, o Estado Islâmico está a espalhar-se como um cancro, aproveitando caminhos de menor resistência e ameaçando as nações europeias, e a nossa também, com ataques terroristas”, afirmou o chefe das forças da NATO, Philip Breedlove, citado pelo The Guardian.
O responsável avisou ainda que Moscovo e Damasco utilizam deliberadamente a crise dos refugiados para enfraquecer a unidade europeia e as suas infraestruturas: “Juntos, a Rússia e o regime de Bashar al-Assad usam deliberadamente a migração para tentar dominar as estruturas europeias e acabar com a sua determinação”, afirmou o general na Comissão das Forças Armadas no Senado norte-americano.
O general norte-americano garantiu que Damasco utiliza barris de explosivos e Moscovo bombas não guiadas com o claro objectivo de empurrar os sírios para fora do país. “Não vejo outra razão” para utilizar aqueles métodos, que “colocam em movimento os refugiados e garantem que se tornam um problema para outra pessoa”, afirmou.
Breedlove adiantou ainda que a Rússia é uma “ameaça existencial a longo prazo para os Estados Unidos” e para os seus “aliados e parceiros europeus”. Isto porque, segundo o responsável, está a aproveitar o cessar-fogo na Síria para tomar posições chave, nomeadamente junto às fronteiras turcas, no apoio aos Curdos.
E cita o exemplo da Ucrânia, onde Putin “continua a utilizar” todo o seu poder para desestabilizar o país, disse. Os separatistas, apoiados por Moscovo, aumentaram os seus ataques recentemente, tendo sido registados 71 nas últimas 24 horas, acusou o general.
A administração do Presidente norte-americano, Barack Obama, reforçou a presença militar na Europa para dissuadir qualquer ataque contra Moscovo aos países da NATO, particularmente do Báltico, e pretende continuar a fazê-lo.
*
Fonte: http://economico.sapo.pt/noticias/estado-islamico-esta-a-espalharse-como-um-cancro-pela-europa_244129.html

* * 

A Rússia não pode ser ligada à actual crise migratória na Europa, uma vez que a sua campanha anti-terrorista na Síria começou muito depois de a crise atingir o continente, conforme declarou o Ministério da Defesa russo nesta Mércores, 2.
Na última Martes, em discurso no Congresso norte-americano, o Comandante da OTAN na Europa, Philip Breedlove, acusou Moscovo de colocar mais lenha na fogueira da crise migratória para desestabilizar a União Europeia. 
"A Rússia iniciou a sua operação na Síria em 30 de Setembro, muito depois de a crise migratória europeia ter irrompido, e, por isso, não tem nada a ver com isso", declarou o porta-voz da Defesa russa, major-general Igor Konashenkov, em conversa com jornalistas. 
"O que é mais importante é o facto, reconhecido pela ONU, de que a operação russa resultou numa redução substancial do número de refugiados da Síria e no início de um processo de reconciliação", destacou o militar. 
*
Fonte: http://br.sputniknews.com/mundo/20160302/3727687/Defesa-Russia-nao-responsavel-por-crise-migratoria-na-UE.html#ixzz41mP9kgpD

* * *

Dificilmente punha as mãos no fogo pelo governo de Putin, mas que a intervenção russa no Médio Oriente se afigura claramente mais favorável à Europa do que a norte-americana, que diversas vezes apoiou islamistas, isso parece óbvio...

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

"O responsável avisou ainda que Moscovo e Damasco utilizam deliberadamente a crise dos refugiados para enfraquecer a unidade europeia e as suas infraestruturas:"

Não, a culpa é somente dos governos de ideologia multiracialista genocida que a Europa ocidental tem.
Esses é que quiseram meter aqui os refugiados.

2 de março de 2016 às 23:54:00 WET  
Blogger João José Horta Nobre said...

«Dificilmente punha as mãos no fogo pelo governo de Putin, mas que a intervenção russa no Médio Oriente se afigura claramente mais favorável à Europa do que a norte-americana, que diversas vezes apoiou islamistas, isso parece óbvio...»

Sem dúvida!

3 de março de 2016 às 01:12:00 WET  

Enviar um comentário

<< Home