terça-feira, fevereiro 16, 2016

PAPA DIZ QUE A EUROPA DEVE MUDAR... E RECEBER OS IMIGRANTES...

"A Europa deve e pode mudar e deve e pode reformar-se. Se não é capaz de ajudar economicamente os países de onde vêm os refugiados, então tem de pensar no problema de como enfrentar este grande desafio que é, em primeiro lugar, humanitário e não só", afirmou.
A esperança do papa é que um dia "a Europa sorria aos imigrantes".
Para Francisco, a Europa "tem de encarar este desafio com inteligência" porque "por detrás [dele] está o terrível e enorme problema do terrorismo".
O papa considera também que "se quebrou um sistema de educação: aquele que transmitia os valores de avós para netos e de pais para filhos e é preciso pensar no problema de como o reconstruir".
Francisco voltou a referir-se a uma "Europa idosa que já não é fértil nem vivaz", comparando-a a Sara, a mulher de Abraão idosa que não pode ter filhos mas milagrosamente consegue procriar aos 90 anos.
O papa já havia usado aquela expressão sobre a Europa no discurso que proferiu perante o Parlamento Europeu e contou agora, nesta entrevista, que depois da sua deslocação a Estrasburgo lhe ligou a chefe do Governo da Alemanha, Angela Merkel, "zangada" pela comparação da Europa com "uma mulher estéril".
"Perguntou-me se eu pensava mesmo que a Europa não podia ter filhos e eu respondi que sim, que a Europa ainda pode ter filhos porque tem raízes sólidas e profundas, porque teve e pode ter um papel fundamental (...) e porque os momentos mais escuros mostraram que tem sempre recursos", contou.
Na entrevista, Francisco revelou a sua admiração pelas "grandes personagens esquecidas" na Europa após a segunda guerra mundial, citando o alemão Adenauer, o francês Robert Schuman e o italiano Alice De Gasperi.
Por outro lado, considerou que "o Ocidente tem de fazer autocrítica" em relação à forma como lidou com a situação na Líbia "antes e depois da intervenção militar".
*
Fonte: http://www.sapo.pt/noticias/papa-diz-que-europa-deve-e-pode-mudar_56b85f3c30709eb61eb97413

* * *

Mais uma vez, a suprema autoridade da Cristandade ocidental a apoiar a iminvasão do Ocidente, aproveitando para frisar que a Europa está «estéril», já está a morrer - repare-se que diz «já está» e não «passa por uma fase crítica» ou assim, parece assim de repente que quer dar a marcha para a morte demográfica europeia como um adquirido irreversível... - e portanto deve aceitar imigrantes, se calhar para que os Europeus tenham concorrência demográfica na sua própria terra... e as igrejas se voltem porventura a encher, já que o Cristianismo está a morrer na Europa mas a expandir-se entre os Africanos...
Isto é a Igreja novamente a contribuir para a desgraça dos Europeus, tal como no seu início, continuando a representar por isso o maior inimigo do Ocidente.


6 Comments:

Blogger Afonso de Portugal said...

De facto, os defensores da imigração estão um pouco por toda a parte. Da extrema-esquerda à "direitinha" ultra-capitalista, nos mé(r)dia, no sistema (des)educativo, no desporto e até nas grandes religiões abraâmicas... nada nem ninguém parece escapar à doutrina suicida do mundo sem fronteiras e do amor incondicional pelo alógeno!

Só mesmo o Nacionalismo é solução! Tudo o resto está apostado na imposição do totalitarismo universalista.

16 de fevereiro de 2016 às 22:53:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Na imprensa internacional e tuga viu-se há dias notícias a dizer que só havia três refugiados entre os abusadores sexuais de Colónia, mas AFINAL a esmagadora maioria deles eram de facto refugiados:


http://news.yahoo.com/cologne-prosecutor-majority-suspects-asylum-seekers-135156726.html

"The overwhelming majority of persons fall into the general category of refugees," Bremer told The Associated Press, saying recent reports describing only three of the suspects as refugees were "total nonsense."

16 de fevereiro de 2016 às 23:02:00 WET  
Blogger Caturo said...

http://www.express.co.uk/news/world/644379/Cologne-attacks-German-prosector-New-Years-Eve-rapists-migrants-refugees

Pois... para os Nacionalistas, de resto, vai praticamente dar ao mesmo: a esmagadora maioria dos ditos «refugiados» é composta de imigrantes com um nome mais «sério» e convincente, a ver se o Europeu se compadece, dado que o apoio à causa da anti-imigração já estava a crescer muito... e continua.
Chame-se-lhes portanto «imigrantes», «refugiados» ou um assobio - Europeus é que não são. E a esmagadora maioria não está na Europa para fugir à guerra. Basta isso.

17 de fevereiro de 2016 às 01:58:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Left-wing woman gang-raped by 3 migrants apologizes to them for Germans being racist. I truly despair.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10153957574941171&set=a.10150984646076171.483365.686031170&type=3

17 de fevereiro de 2016 às 02:11:00 WET  
Blogger Renato Santon said...

O Papa Francisco é de um teor muito suspeito, já foi visto a usar símbolos comunistas, reuniu-se com o Patriarca ortodoxo em Havana e por aí vai.

A solução para os imigrantes passa por integrá-los na Turquia, Egito e Arábia Saudita, incluso é bom lembrar que para o reino Saudita muito poucos refugiados ( não são refugiados - a maioria vem da África, o que os média não falam) vão, entretanto eles são os financiadores do ISIS juntamente com a Turquia e Qatar.

Esta política suicida de Merkel já está a fazê-la perder a popularidade rapidamente na Alemanha e esperamos algo melhor nas próximas eleições.

18 de fevereiro de 2016 às 11:23:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

A propósito do Papa:

In response to the Pope:

If and when the Vatican is attacked by ISIS, which as everyone knows is ISIS’s ultimate trophy, I can promise you that the Pope would have only wished and prayed that Donald Trump would have been President because this would not have happened. ISIS would have been eradicated unlike what is happening now with our all talk, no action politicians.

The Mexican government and its leadership has made many disparaging remarks about me to the Pope, because they want to continue to rip off the United States, both on trade and at the border, and they understand I am totally wise to them. The Pope only heard one side of the story - he didn’t see the crime, the drug trafficking and the negative economic impact the current policies have on the United States. He doesn’t see how Mexican leadership is outsmarting President Obama and our leadership in every aspect of negotiation.

For a religious leader to question a person’s faith is disgraceful. I am proud to be a Christian and as President I will not allow Christianity to be consistently attacked and weakened, unlike what is happening now, with our current President. No leader, especially a religious leader, should have the right to question another man’s religion or faith. They are using the Pope as a pawn and they should be ashamed of themselves for doing so, especially when so many lives are involved and when illegal immigration is so rampant.

Donald J. Trump

18 de fevereiro de 2016 às 20:25:00 WET  

Enviar um comentário

<< Home