terça-feira, novembro 13, 2007

NACIONALISMO, SIONISMO E EVIDÊNCIAS

Daqui, tópico de discussão do fórum Terceira Via, retira-se um interessante e esclarecedor artigo de Daniel Pipes, famoso apoiante do Sionismo, artigo este que um anti-sionista aí colocou por pensar que o teor da mensagem apoiava o seu modo de pensar:


Resumo: Se Israel conseguir atravessar e prosseguir além de todos os seus problemas, isto ainda deixaria o país em face de seu maior desafio: uma população judia crescentemente desencantada, até mesmo constrangida, com a ideologia fundadora do país, o sionismo, o movimento nacional judaico.
(...)
Vista num contexto mais amplo, esta reviravolta no sionismo ecoa tendências de outros países ocidentais, onde o patriotismo à moda antiga e o orgulho nacional também tiveram um declínio. Na Europa Ocidental, os cidadãos tendem a ver pouco valor especial em sua própria história, costumes e tradições. No mês passado, a Princesa Máxima, da Holanda, e mulher do herdeiro ao trono, anunciou, para grande aplauso, que ”A identidade holandesa não existe”. Esse declínio do patriotismo por todo o Ocidente agrava os apuros de Israel, sugerindo que o que lá acontecer se encaixa numa tendência mais ampla, tornado-a mais difícil de resistir ou de reverter.
(...)

Independentemente de não ser verdade que o Nacionalismo esteja a cair no seio das populações europeias, é todavia curioso observar que até já nas fileiras dos anti-sionistas começa a haver quem comece a começar ponderar começar a pensar que é talvez conveniente perceber duma vez por todas que o combate sionista é da mesma natureza que o combate dos nacionalistas europeus.

Uma vez que uma das máximas do Nacionalismo é a de que
o Nacionalismo não consiste em odiar os outros povos, mas em amar o nosso - por isso, o nacionalista quer que todas as nações tenham o seu próprio Estado
então só pode haver dois tipos de nacionalistas europeus no que respeita à questão sionista:
- os coerentes, que reconhecem que o Estado de Israel tem todo o direito de existir e de resistir aos seus múltiplos inimigos, sendo que tal atitude e resistência indicam uma possibilidade de aliança entre os nacionalistas europeus e os nacionalistas israelitas, visto que ambos os grupos partilham de um ideal doutrinal afim (salvaguardadas as devidas distâncias) e enfrentam o mesmo grande inimigo, coisa que os nacionalistas hindus por seu turno já perceberam, daí que se mostrem especialmente solidários para com Israel;
- os incoerentes, para os quais todos os povos têm direito à sua soberania menos os Judeus, justificando-se tal excepção com o argumento de que «os Judeus são maus», e assim afundam-se num maniqueísmo irracional e injustificado, que só pode ter efeitos negativos para a Europa quando/se Israel cair e estes nacionalistas incoerentes perderem, perante a população, a credibilidade moral e intelectual para dizer que é preciso resistir às forças iminvasoras do Islão.
Os nacionalistas europeus, os nacionalistas hindus e os nacionalistas israelitas estão pois todos no mesmo barco e se o não perceberem e entrarem em conflito entre si, correm o risco de irem parar ao fundo do Oceano da dissolução e do esquecimento.

60 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Os Protocolos dos Sábios de Sião foram forjados ou não,Caturo?

13 de novembro de 2007 às 21:37:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

E o caso Dreifus foi ou não foi uma jogada do governo francês para difamar os judeus franceses?

13 de novembro de 2007 às 21:39:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

É mais correcto dizer-se anti-sionismo ou anti-semitismo,estou-te a perguntar isto porque os Árabes são semitas e sempre detestaram os Judeus.Dá-me a tua douta opinião,oh Caturo.

13 de novembro de 2007 às 21:44:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

TRAIDOR!!! A ESPADA NAZI VAI CAIR SOBRE TI!

14 de novembro de 2007 às 09:20:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

mais uma boa resposta do caturo ao salazarento do strasser/josé lúcio

14 de novembro de 2007 às 10:26:00 WET  
Blogger Caturo said...

Os Protocolos dos Sábios de Sião foram forjados ou não,Caturo?

Não li «Os Protocolos dos Sábios do Sião», pelo que não tenho uma opinião formada sobre o assunto. Noto apenas que há passagens duvidosas, nomeadamente as que se referem ao Classicismo e à Democracia como agentes do Sionismo internacional, o que, de facto, tresanda a esturro, tem mesmo pinta de ter sido escrito, não por um judeu, mas por algum cristão ultra-conservador, anti-sionista e fanático de todo. Mas, se o texto é autêntico, isto é, se foi de facto redigido por judeus, então é preciso perceber que os Judeus não serão todos iguais... efectivamente, o judeu que alegadamente escreveu isto
http://theunjustmedia.com/Jewish%20Zionists/The%20Jew%20Commissary%20to%20the%20Gentiles.htm
e mais isto
http://theunjustmedia.com/Jewish%20Zionists/A%20Real%20Case%20Against%20the%20Jews.htm
afirma que o Cristianismo foi uma arma com que os Judeus submeteram os Europeus, deitando abaixo a verdadeira religião e o verdadeiro génio da Europa, de índole pagã; em contrapartida, o autor dos Protocolos diz que os Judeus têm um plano para destruir o Cristianismo...

Parece-me até que o autor dos artigos cujos links apresentei merece bastante mais credibilidade do que o dos Protocolos dos Sábios do Sião.

14 de novembro de 2007 às 10:46:00 WET  
Blogger Caturo said...

Sim, anónimo que busca saber a minha douta opinião, «anti-sionista» é neste contexto um termo mais correcto do que «anti-semita», precisamente pelo motivo que indicas.

14 de novembro de 2007 às 10:47:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

A VERDADE, é só uma.
Os malandros dos judeus são os responsáveis pela decadência demográfica dos povos indo-europeus, a refeição do sabat continua a ser criancinhas estufadas. E ninguém consegue por termo a isto.

14 de novembro de 2007 às 13:38:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

a refeição do sabat continua a ser criancinhas estufadas.

Pois,pois.E os comunistas também...
Agora imagina comunistas judeus.

14 de novembro de 2007 às 17:24:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

"a refeição do sabat continua a ser criancinhas estufadas.

Pois,pois.E os comunistas também...
Agora imagina comunistas judeus."

Fonix, que horror, nem quero imaginar!

14 de novembro de 2007 às 17:30:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

"Diz que o Marxismo é uma espécie de magazine judaico."

O novo e sensacional dvd do quarteto "Judeu Fedorento".Não perca!

14 de novembro de 2007 às 17:40:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

mais uma boa resposta do caturo ao salazarento do strasser/josé lúcio

CALA-TE CRIMINOSO!

14 de novembro de 2007 às 19:43:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Parece que o ANÓNIMO/ARQUEOFUTURISTA quer voltar para o xelindró.

14 de novembro de 2007 às 19:59:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Por falar em nacionalismo de salientar este excelente video feito pela TIR:
http://br.youtube.com/watch?v=gXJRk9GCzLg

14 de novembro de 2007 às 20:30:00 WET  
Anonymous SolAzul said...

Tenho o livro "Os Protocolos dos Sábios de Sião.

Li o livro mais do que uma vez.



(SolAzul)

14 de novembro de 2007 às 20:30:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Ah, bom. Então isso explica tudo.
É pena que os autores não tenham colocado um rótulo no livro avisando os leitores de perigo de diarreia mental.
Pois é, minha linda. Já não vais a tempo de recuperar. Quanto muito, só podes adiar a progressiva degeneração mental e moral lendo alguma literatura mais saudável. As Origens do Totalitarismo de Hannah Arendt, por exemplo.

14 de novembro de 2007 às 21:04:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

"Tenho o livro "Os Protocolos dos Sábios de Sião.
Li o livro mais do que uma vez.
(SolAzul)"

Sim, não me digas? E esse teu brilhante cerebro de galináceo chegou a alguma conclusão?
Por favor, partilha com o povo.

14 de novembro de 2007 às 21:07:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

SR Anónimo a temporada que passaste na pildra não chegou?
Queres regressar?
É só dizeres!

14 de novembro de 2007 às 21:17:00 WET  
Anonymous sis said...

Parece-me que o consul honorário do Irão anda por aí, não sentem o cheiro?

14 de novembro de 2007 às 21:22:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

"e mais isto
http://theunjustmedia.com/Jewish%20Zionists/A%20Real%20Case%20Against%20the%20Jews.htm
afirma que o Cristianismo foi uma arma com que os Judeus submeteram os Europeus, deitando abaixo a verdadeira religião e o verdadeiro génio da Europa, de índole pagã;"

Mais um que não anda a tomar a medicação.

14 de novembro de 2007 às 21:25:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Mas afinal onde está o Zagas?

14 de novembro de 2007 às 21:49:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

"Tenho o livro "Os Protocolos dos Sábios de Sião.
Li o livro mais do que uma vez.
(SolAzul)"

Vai,agora xuta a tua bola.Não desiludas as tuas congeneres femininas Silvia Santos e TresurSeeker.Descasca esse raciocinio bem descascado,se fores capaz.Estamos à espera.

14 de novembro de 2007 às 21:50:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

As outras duas ao menos ainda vão dizendo alguma coisa de jeito.

14 de novembro de 2007 às 22:04:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Quando alguém do contra aqui manda uma boca (cosa rara aliás)o senhorio aqui da espelunca vem logo com a lenga lenga da falta de argumentos. Afinal, agora veio aqui a SolAzul dizer que tem e já leu os Protocolos mas não adianta mais nada. Ora porra, grande merda, agora que eu pensava que ia aprender alguma coisa, ficamos assim?
A isto chamo um mau serviço prestado ao "nacionalismo". Estou mesmo desiludido

14 de novembro de 2007 às 22:05:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

"Mas afinal onde está o Zagas?"

Fez um exame genético e descobriu que está contaminado com U6 e L1.
Coitado, dizem que está à beira do percipicio.

14 de novembro de 2007 às 22:11:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

metenojus, não sejas ordinário.

14 de novembro de 2007 às 22:35:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Estou aqui amigos e camaradas!

Miazuria

14 de novembro de 2007 às 23:01:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

o caturo não é branco, tem antepassados hindus. por isso é que tem amigos/as indianos/as e está sempre a palrar em sua defesa.

14 de novembro de 2007 às 23:04:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Regressou o Mishima!

14 de novembro de 2007 às 23:26:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

"Regressou o Mishima!"

Onde está, onde está?

14 de novembro de 2007 às 23:31:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

segundo uma fonte fidedigna, de seu nome gato-pingado,
o mishima ingressou no movimento nacionalista, é a nova aquisição da nova democracia.
o nelo monteiro que se cuide....ainda pra mais estão previstas novas aquisições, dentro da mesma linhagem, para a próxima época.
o campeonato irá ser renhido

14 de novembro de 2007 às 23:51:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

o caturo disse que não leu mas observou que há passagens duvidosas na obra.
pá! tenho que confessar que o cabrão é genial,e deve ser por isso que andou no meio dos lobos durante anos e anos a fio,e ainda não foi comido

15 de novembro de 2007 às 00:00:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

O padrinho é o DR Castro amigo do Emanuel desde sempre.

15 de novembro de 2007 às 00:18:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

O Abrantes é homem para cantar canções de embalar?

15 de novembro de 2007 às 00:26:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

O Abrantes é homem para cantar canções de embalar?


Se o tivesses ouvido cantar a Grandola vila morena nem perguntavas.

15 de novembro de 2007 às 00:34:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Olha o Abrantes:

http://www.youtube.com/watch?v=PBK7bd3UYow

15 de novembro de 2007 às 00:52:00 WET  
Anonymous SolAzul said...

Cá vamos nós...

Para este 1º Anónimo das - Quarta-feira, Novembro 14, 2007 9:04:00 PM


Isto se não desatarem para aí a falar com os minúsculos cer..... e falarem aquelas coisas que fazem desarmar gente educada.

Mas pronto... Já que isto está assim....

Resposta:

Explica, o quê?! Explica-te. Ou não tens capacidade para acto tão simples?! Tenta. Tu consegues.

Querem ver, que me conheces?!

Saltou-me à vista isto que dizes:... "diarreia mental..."

Pois é... incomodo-te assim tanto?! Porquê?! - Acho que essa também já tem barbas. Conheces?! - Agora percebo, pelo menos este teu comentário, completamente desprovido de conteudo. Já tive oportunidade de ver a tua inteligencia.

Quanto à degeneração moral e mental. Ó idiota, diz-me onde está ela. Para seres o primeiro. Mostra, lá isso!

- Parece que começo a perceber.... És muito esperto. Muito moralista e nada degradante.

De facto é preciso mais do que paciência para olhar o que aqui escreveste.

- Nem sei o que dizer mais a uma coisa como tu.

Resumo: Falta de conteudo. Isto é ridiculo! Estou pasma!

(SolAzul)

15 de novembro de 2007 às 00:55:00 WET  
Anonymous SolAzul said...

APara o Anónimo: Quarta-feira, Novembro 14, 2007 9:07:00 PM

Era isso que eu pensava fazer. Mas mudei de opinião. Os vossos brilhantes comentários, ajudaram-me a decidir.

Depois, vocês não estão aqui para "discutir" coisa nenhuma. Apenas estão para importunar, quem está.

- Quanto ao meu cérebro, não te apoquentes, porque não o trocaria em nenhuma circunstância pelo teu.

(Acho que estou para aqui a perder o meu tempo...)

15 de novembro de 2007 às 01:00:00 WET  
Anonymous a mim não enganas tu said...

Oh SolAzul, deixa-te mas é de merdas. Afinal leste a porra dos Protocolos ou não? É que se leste, faz aí um resumo para estes analfabrutos ficarem a saber do que se trata.

15 de novembro de 2007 às 01:05:00 WET  
Anonymous SolAzul said...

Anónimo

Vai,agora xuta a tua bola.Não desiludas as tuas congeneres femininas Silvia Santos e TresurSeeker.Descasca esse raciocinio bem descascado,se fores capaz.Estamos à espera.

Não estou aqui por essa razão. Desilude-te. Os meus motivos, não tens capacidade para alcançar. Só não sou capaz do que não quero. Vais esperar muito e longo tempo até perceberes todos os porquês.

Resumindo. Não te vou fazer a ventade. Apenas porque não quero. Porque se quisesse, realmente, acredita que te surprenderias se eu falasse sobre o tema em debate. Mas, como não gostei dos vossos comentários, continuarei a manter-me em silêncio.

Dánem-se para aí! Não valem nenhum esforço da minha parte.

(SolAzul)

15 de novembro de 2007 às 01:06:00 WET  
Anonymous SolAzul said...

Era para o Anónimo: Quarta-feira, Novembro 14, 2007 9:50:00 PM

15 de novembro de 2007 às 01:07:00 WET  
Anonymous SolAzul said...

Para o Anónimo: Quarta-feira, Novembro 14, 2007 10:04:00 PM

(Não estou aqui para dizer nada de jeito. Estou aqui para te chatear. Já percebeste?! Que inteligente que tu és. Tenho visto muito disso por aqui. Inteligentes como tu. Coitado!...

(SolAzul)

15 de novembro de 2007 às 01:10:00 WET  
Anonymous SolAzul said...

Para o Anónimo Quarta-feira, Novembro 14, 2007 10:05:00 PM

E ias mesmo. Só que eu apaguei a tempo o que tinha escrito. E, neste momento estou feliz por o ter feito. - Acredita que ias... mas já não vais.

O MAU SERVIÇO AO NACIONALISMO ESTÃO VOCÊS A PRESTÁ-LO COM ESTAS IDIOTICES TODAS. PORQUE AS ÁGUAS COMEÇAM A CORRER EM SENTIDO INVERSO. MUITO PREJUDICIAIS. MUITO MESMO!

- ACREDITAI NO QUE VOS DIGO. SE SOIS NACIONALISTAS DE VERDADE OU PARAIS ESTE TIPO DE ATITUDES OU AMANHÂ TODOS VOS ARREPENDEREIS.

(SolAZul)

15 de novembro de 2007 às 01:17:00 WET  
Anonymous Sol Azul said...

Para um Anónimo nojento. EU QUERO ACREDITAR QUE ISTO NÃO È UM NACIONALISTA!

(SolAzul)

15 de novembro de 2007 às 01:18:00 WET  
Anonymous SolAzul said...

Era minha intençao fazê-lo, sim! E, de modo explicito, do meu ponto de vista claro!

Mas, pelo menos por agora, não o vou fazer. Estes vossos comentários, desculpem, não merecem o meu esforço.

Dirijam-se ao alfarrabista mais próximo e pode ser que ainda encontrem um exemplar.

É pena. Afinal não estavam interessados no tema da Grande polémica. Mas deviam. Como deviam.

(Se estás a sério, lamento. porque é tema, onde estou à vontade, se quiser, para falar). Mas pronto, ficamos por aqui mesmo.


(não sei quem fala a sério e quem não fala. isto é uma tremenda confusão. estou decepcionada, com tudo isto)

(SolAzul)

15 de novembro de 2007 às 01:26:00 WET  
Anonymous comprar os protocolos do sião said...

hoje em dia, já não é preciso ir a um alfarrabista, para comprar os protocolos do sião.

http://atomicbooks.blogspot.com

Preço: EUR 19,95 / EUR 17,96 (10% de desconto)
ISBN: 9789899537712
Ano de Edição: 2007
N.º de Páginas: 266
Dimensões: 15 x 23 cm
Os chamados Protocolos dos Sábios de Sião, que incluímos, em versão integral, neste livro, constituem a mais pérfida das falsificações da História contemporânea. À sua sombra nasceram e cresceram as modernas mitificações racistas do anti-semitismo europeu. Em seu torno construiu-se um corpo doutrinário de ódio e extermínio. Em seu nome houve quem perseguisse, humilhasse, torturasse e matasse. Estamos, portanto, na presença de algo que é mais do que um livro: no implacável tribunal da História, os Protocolos são também uma prova de acusação pelos muitos crimes que, à sua invocação, foram cometidos desde há um século.

Na verdade, os Protocolos não são exactamente um problema “do passado”. Embora exposto desde 1921 como fraude grosseira, este livro mantém-se ainda hoje como manual de guerra e terrorismo, especialmente nas zonas do globo onde a cegueira humana rebaixou o valor da vida aos níveis primitivos da barbárie. A sua difusão, como obra pretensamente séria e fidedigna, continua a ser fomentada por governos e exércitos apostados em negar a uma parcela da Humanidade o seu direito à existência. Só isto bastaria para nos impormos a tarefa de recordar, denunciar e alertar – tarefa cada vez mais necessária num Ocidente adormecido no seu bem-estar, na sua indiferença, na sua distância.

Se em muitos outros países a mentira foi revelada, discutida e exposta com suficiente força e vigor, em Portugal ela tem beneficiado de um estranho “complexo de avestruz” que prefere enterrar o que é incómodo nas areias movediças do esquecimento e da ignorância. Apenas três edições dos Protocolos dos Sábios de Sião foram feitas no nosso País: uma (claramente anti-semita) em 1923, outra (assumidamente humanista) em 1938, uma última (de tons dúbios) em 1976. O que pretendemos, com a presente edição, é modestamente contribuir para a correcção deste equívoco histórico e proporcionar ao público português uma leitura crítica de uma das obras mais odiosas da vida contemporânea.

Inclui o texto integral dos «Protocolos» e um prefácio de 90 páginas de texto e ilustrações com o seguinte índice: O que dizem os Protocolos; De plágio em plágio; A mentira desloca-se para Oriente; O papel do Times de Londres; O processo de Berna; Os pioneiros da “autenticidade”; Teorias da conspiração; Anti-semitismo e anti-maçonismo; O que se passou em Basileia; Como fogo em palha seca; Anti-semitismo soviético; Os Protocolos e a Alemanha nazi; Os Protocolos no Mein Kampf; Refutações históricas; Os Protocolos no mundo árabe; A telenovela dos Protocolos; Os Protocolos chegam a Portugal; O caso português; Bibliografia de referência; Bibliografia portuguesa.

http://atomicbooks.blogspot.com

15 de novembro de 2007 às 11:27:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Ouvi dizer que o Pinto Coelho foi despedido do colégio, é verdade?

15 de novembro de 2007 às 12:54:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

o que é o sionismo?
faz sentido falar em sionismo na actualidade?

opinion makers! pronunciem-se se sff, sobre este tema.

15 de novembro de 2007 às 13:55:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Os Protocolos dos Sábios de Sião

Mais uma vez acaba de aparecer nas montras das livrarias a 4ª edição portuguesa da obra famosa e muito polémica – Os Protocolos do Sábios de Sião –, editada por uma editora "fantasma", e com um metódico prefácio de Bernardino Luís Franco.
O prefaciador defende a tese de o livro em questão ter sido produzido pelos agentes da – Okhrana – (polícia secreta do czarismo russo) para lançarem a confusão nas reformas estruturais que o Czar Nicolau II queria levar a efeito.
Para Sergei Nilus, promotor da edição russa do livro em questão, os – Protocolos – foram as actas do Iº Congresso Sionista – da Basileia de 1897 que tinha como objectivo a conquista do poder politico e económico pelo judaísmo, servindo-se estes como seu "braço armado" da maçonaria.
Um facto é evidente e não necessita de demonstração, mesmo que o texto tenha sido forjado pela – Okhrana –, quem o ler atentamente pode constatar factualmente que a maioria esmagadora deste se confirmou na manipulação económica e politica da sociedade por essa minoria não integrada e super-individualizada nas nações que os acolheram e tiveram como objectivo máximo a formação do "barril de pólvora" que é o Estado de Israel.
No aspecto económico e financeiro basta pegar nos indicadores dos índices das grandes fortunas a nível mundial dos Estados Unidos e da Europa mais desenvolvida, onde são predominantes as famílias sionistas que controlam dentro do mais lúcido – capitalismo selvagem – os circuitos de riqueza dos países onde se instalaram. Claro está que estas posições privilegiadas na economia conduziram na década de 30 do século passado ao aparecimento de movimentos radicais, que precipitaram situações atrozes contra os direitos humanos que levaram à monstruosidade do – Holocausto.
Apesar do sucedido, o sionismo internacional continua a manipular brilhantemente os números das vítimas, cifrando-o em 6 milhões de judeus e eliminando liminarmente um milhão e duzentos mil opositores ao – nazismo – que vão desde católicos, protestantes, muçulmanos, ciganos, homossexuais e outros grupos liquidados impiedosamente pela ideologia do critério da – pureza da raça–!
Com o conflito latente entre o mundo árabe e Israel, o livro em causa tem sofrido inúmeras edições no Egipto, Síria, Irão, Iraque e Paquistão servindo de meio de propaganda efectiva para o radicalismo político que se desenvolve naqueles países.
Deve-se recordar que o industrial estadunidense Henry Ford divulgou em folhetim no seu jornal – Dearborn Independent – os Protocolos –, que tiveram imenso sucesso na sociedade … porque os leitores constataram que o texto correspondia exactamente às posições efectivas que o – sionismo – controlava na economia americana!
Em Portugal o livro apareceu traduzido em 1923 por J. A. Viana Peixoto e Francisco Pereira Peixoto, e logo a seguir em 1925 Mário Saa, poeta e escritor companheiro de Fernando Pessoa e dos escritores modernistas da época escreve – A Invasão dos Judeus – na sociedade portuguesa.
É evidente que os judeus em Portugal não constituem qualquer ameaça nem rácica nem economicamente, vivem normalmente, facto que não acontece nem no Brasil e especialmente na Argentina.
A presente edição que à primeira vista parece académica e muito narrativa, não passa de mais uma das múltiplas imagens do – politicamente correcto –, que o sionismo internacional e os serviços secretos israelitas desejam divulgar entre os incautos.

Marcus de Noronha da Costa
Diário dos Açores, 23 de Agosto de 2007

15 de novembro de 2007 às 14:25:00 WET  
Anonymous Hobbit de Melides said...

Fora com a Sol Azul!Queremos a TressureSeeker,The Lady of Ancient Tales.
Seràs a nossa rainha,bela como a Lua e terrível como os alicerces da Terra.Todos te desejarâo e todos desesperarâo!
Tenho dito.

15 de novembro de 2007 às 16:15:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

não me digam que ainda ninguém leu este livro. Ou estão todos com vergonha de comentar?!?!
pois eu achei um livro excelente com muitas coisas para colocar em prática
e não se esqueçam o limite é o céu

15 de novembro de 2007 às 17:23:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

deixa-te disso rapazote bajulador!
o caturo, é um homem com uma grande verticalidade

15 de novembro de 2007 às 17:29:00 WET  
Anonymous Draconiano said...

A única altura em que o Vidente da Brandoa é vertical, é quando a pila do pónei de estimação lhe serve de espinha dorsal no momento em que lhe entra pelos fundilhos.

15 de novembro de 2007 às 20:18:00 WET  
Blogger Caturo said...

Tu, ao contrário desse teu conhecido da Brandoa, nem quando isso te acontece és vertical - preferes alombar com a verga do teu animal de «estimação» enquanto estás na horizontal a chafurdar na lama.

15 de novembro de 2007 às 20:22:00 WET  
Blogger Caturo said...

o caturo disse que não leu mas observou que há passagens duvidosas na obra

Este caganifrates não entende a distinção entre ler integralmente o livro, como fazem as pessoas normais que querem saber o que diz a obra, e dar uma vista de olhos a alguns textos, como fazem as pessoas normais que têm outras prioridades.
Repito - não li o livro todo, mas as passagens que pelas vistas me passaram não me pareceram especialmente convincentes, e algumas até cheiravam a esturro.

15 de novembro de 2007 às 20:28:00 WET  
Blogger Caturo said...

Parece que o ANÓNIMO/ARQUEOFUTURISTA quer voltar para o xelindró.

Quarta-feira, Novembro 14, 2007 7:59:00 PM


«Parece» que quem assim fala é mais um bardamerda cobarde e impotente que, não tendo argumentos para rebater os oponentes, vai a correr chamar a polícia para o salvarem de sova argumentativa...

15 de novembro de 2007 às 20:29:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Cuidado com certas amizades...

15 de novembro de 2007 às 20:37:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Pequeno pónei,
Pequeno pónei,
És o meu pequeno pónei!

15 de novembro de 2007 às 21:39:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Afinal a gorda do PND pariu ou não?

15 de novembro de 2007 às 22:22:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Nelo Monteiro? quem aquele menino rabino que tatuou o pescoço com o simbolo dos hammers? Poe-te a pau chavalo que qq dia tás fodido com as ameaças que andas a fazer

16 de novembro de 2007 às 15:21:00 WET  

Enviar um comentário

<< Home