sábado, maio 28, 2016

ATAQUE TERRORISTA NA MACEDÓNIA SERIA PARTE DE PLANO PARA CRIAR ESTADO ISLÂMICO NAS BALCÃS

Um dos terroristas que participou do confronto com a polícia na Macedónia na semana passada [primeira ou segunda semana de Maio - nota do blogueiro] confessou à TV do Kosovo que o objectivo do grupo era criar um enclave albanês dentro do país.
Menos de uma semana depois da ofensiva terrorista na cidade de Kumanovo, perto da fronteira com a Sérvia, as causas do ataque inesperado começam a esclarecer-se.
Um dos agressores, Sulejman Osmani, foi primeiro detido pela polícia macedónia, mas conseguiu fugir. Na Joves, a televisão kosovar RTK divulgou uma entrevista em que ele disse que há mais de 2 mil homens no seu grupo.
Osmani declarou também que o objectivo dos terroristas era, na verdade, a criação de um "Estado Albanês" dentro da Macedónia, seguindo o exemplo da República Sérvia, enclave na Bósnia e Herzegovina.
Desde 1995, a Bósnia e Herzegovina é composta de facto por duas entidades estatais, Federação da Bósnia e Herzegovina e República Sérvia (Srpska).
Talvez um exemplo mais claro seja o próprio Kosovo, país não reconhecido tanto pela Sérvia, como pela Rússia. Segundo Belgrado, Moscovo e um número de outras capitais, o Kosovo é parte da Sérvia. Mas de acordo com as próprias autoridades autónomas do Kosovo, apoiadas pelo Ocidente, é um Estado soberano e independente.
De acordo com o terrorista foragido, a ofensiva do final de semana passado fracassou por causa dos rumores sobre a participação da OSCE na operação policial:
"Um dos nossos amigos conversou por telefone com alguém, depois disse-nos que tinham chegado representantes da OSCE [para ajudar a polícia a combater o ataque terrorista] <…> Pensámos que a OSCE iria ocupar-se de nós, e não a polícia. Se soubéssemos [que não havia representantes da OSCE participando da operação policial], não iríamos render-nos, mas combateríamos até ao fim".
Sulejman Osmani está sendo procurado pela polícia macedónia.
O final da semana passada foi marcado por uma operação policial de 30 horas seguidas, com baixas humanas tanto por parte da polícia, como por parte dos terroristas. Segundo uma fonte oficial, os atacantes teriam chegado "de um país vizinho", a fonte não precisou qual.
O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, que está agora em visita oficial na Sérvia, comentou este assunto, de grande relevância para a Europa, dizendo que o ataque poderia estar relacionado com a recusa das autoridades da Macedónia em aderir às sanções da União Europeia contra a Rússia. Disse o seguinte:
"Não posso dar um julgamento definitivo, mas parece bem óbvio que estes acontecimentos na Macedónia estão a desenvolver-se no contexto da recusa das autoridades macedónias de aderir à política das sanções contra a Rússia, assim como também no contexto do apoio activo que Skopje demonstrou em relação aos planos de construir o gasoduto Corrente Turca (Turkish Stream), que muita gente em Bruxelas e do outro lado do oceano não quer ver realizados".
*
Fonte: http://br.sputniknews.com/mundo/20150515/1028257.html#ixzz49seCEpju

O «Corrente Turca» acima referido é um projecto russo que apesar do nome impede a Turquia de ter aí um papel importante. Terminaria numa cidade turca, mas viria de território russo e passaria apenas por território não turco. Ou seja, daria força à influência eslava na região, fazendo chegar ao Ocidente uma fonte energética russa. Já Alexandre del Valle fazia notar, na sua obra «Guerras Contra a Europa» (1999) a importância do gás da Ásia Central na geopolítica mundial, atribuindo aos EUA a intenção de cercar e cercear o poder de Moscovo ao reforçar os laços com o poder islâmico na zona, sobretudo o turco...

O ataque de Kumanovo só contribui para evidenciar mais uma vez a dimensão da ameaça islâmica não já apenas fora da Europa mas cada vez mais infiltrada no velho continente.

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

http://pt.euronews.com/2016/05/27/grecia-arqueologos-afirmam-ter-encontrado-tumulo-de-aristoteles/

28 de maio de 2016 às 20:16:00 WEST  

Publicar um comentário

<< Home