domingo, fevereiro 28, 2016

PAN QUER FIM DE ISENÇÃO NAS PRESTAÇÕES DE SERVIÇOS DOS PROFISSIONAIS TAUROMÁQUICOS E DEDUÇÃO DAS DESPESAS DE VETERINÁRIO NO IRS



Se a tauromaquia não é uma actividade desportiva, humanitária, filantrópica ou cívica, por que é que deve ser, no que respeita a benefícios fiscais, equiparada à actividade de um médico ou enfermeiro?
*
Fonte: https://www.facebook.com/PANpartido/photos/a.920439104683852.1073741876.890462117681551/1031649373562824/?type=3&theater



*

O PAN apresentou esta quarta-feira um conjunto de medidas que considera serem integráveis no OE 2016, “por não desestruturarem o documento nem colidirem com o programa do governo”.
De entre as medidas, que vão de áreas como a protecção e bem-estar animal ao ambiente, o urbanismo e ordenamento do território, passando pela saúde, sociedade e cultura, destaca-se a proposta de assegurar a todas as pessoas que detêm animais de companhia “a possibilidade de deduzir as suas despesas medico-veterinárias em sede de IRS, como despesas de saúde”.
Ainda na área da saúde, o partido liderado por André Silva pretende que passe a ser possível deduzir os gastos com alimentos biológicos, argumentado que “actualmente as despesas de saúde estão associadas a despesas de “doença”, isto é, verifica-se uma abordagem reactiva à saúde. Uma vez que não é possível reduzir mais o IVA, o PAN acredita que estes produtos devem ser discriminados positivamente”.
Ao mesmo tempo, o partido considera que “o Estado deve facilitar o acesso às denominadas terapêuticas não convencionais".
No âmbito da protecção e bem-estar animal, o partido pretende ainda “o fim da aplicação de taxa reduzida de IVA nos espectáculos tauromáquicos”, argumentando que “o Estado deve recompensar, através da redução ou isenção do IVA, apenas as actividades económicas e profissionais que acrescentam valor, unificam a sociedade e que passam, necessariamente, pela não violência”.
A nível social, o PAN pretende que as despesas de transportes, “nomeadamente o passe escolar para crianças e jovens”, possam ser consideradas como “despesas de educação e deduzíveis em sede de IRS”.
O partido vai mais longe e propõe a criação de uma “nova categoria nas deduções à colecta” em sede de IRS, designada “sustentabilidade”, com um “tecto máximo de € 1000,00” para inclusão de despesas como a aquisição de bicicletas, de painéis solares, ou de veículos eléctricos.
*
Fonte: http://expresso.sapo.pt/politica/2016-02-24-PAN-quer-despesas-no-veterinario-deduzidas-no-IRS-e-fim-da-isencao-do-IVA-nas-touradas

* * *



Mais um bom trabalho do PAN ao serviço da civilização europeia em Portugal, sem dúvida.



4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

diferença entre europeus e japoneses.

Europeus fizeram algo mau no passado (escravatura, tratar mal certos povos, 2 guerra mundial e os judeus e a raça) e ainda hoje se culpam que sao maus e ajudam o imigrante e promovem o seu genocidio para se desculparem e serem bons.

Japoneses fizeram mal a Coreanos, Chineses e fizeram atrocidades com eles como pode ser lido neste artigo http://hypescience.com/ja-ouviu-falar-da-unidade-731-isso-e-bom-e-ruim-ao-mesmo-tempo/
MAS nao se andam a culpabilizar que sao maus, nao tem Japoneses burros que nem uma porta nos media a usar isso como argumento para meter imigrantes, para ajudar os outros, prejudicarem-se a si e promoverem o seu genocidio porque foram Japoneses mauzinhos.

28 de fevereiro de 2016 às 21:54:00 WET  
Blogger Caturo said...

A elite não tem o padrão mental do complexo de culpa colectiva («O Amado Outro sofreu por nossa culpa!»), inoculado nas veias da Europa pelo Cristianismo. O que evidentemente não implica que os devidos culpados não devem ser punidos, como é o caso dos fdps dessa tal unidade 731, que por acaso também não costuma ser referida pelos anti-nazis militantes, é estranho, terá algo a ver com o facto de os Japoneses não serem europeus?...

28 de fevereiro de 2016 às 22:19:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Claro, sabem que os Japoneses nao tem o complexo de culpa dos europeus e entra-lhes por um ouvido e sai por outro. Sabem que podem falar, mas nos media Japoneses não lhes dão atençao.
É como o Guterres, so vira o discurso de ajudar refugiados para os Europeus e países Europeizados (America, Canada, etc). Nao anda a pedinchar e a dizer que esta chocado por nao acolher refugiados aos ricos países de petroleo da Arabia, nem anda a pedir ao Japao, nem à China cheia de cidades vazias. Esta gente sabe que com estes povos entra por 1 ouvido e sai por outro e nao tem repercussao nos media, nos politicos, nos comentadores, portanto nao insistem. Ja na Europa, os descerebrados poe-se logo a chorar nos media, a comentar, a exigir, a falar de racismo, nazismo, etc.

28 de fevereiro de 2016 às 23:21:00 WET  
Blogger KVRGANIVS NOSTRATORVM said...

BEM AS VITIMAS FORAM MANCHUS NÃO NEGROS NEM JUDEUS ISSO EXPLICA MUITO O JAPÃO DESTRUIU DNA TURANIANO DO MAIS PURO POR ISSO QUE MESMO HOJE SE VE MONGOIS NÃO TÃO PUROS COM SANGUE DE OKINAWA RESIDUAL MINORIA MAS

28 de fevereiro de 2016 às 23:38:00 WET  

Enviar um comentário

<< Home