sexta-feira, fevereiro 26, 2016

ARTISTA ITALIANA VIOLADA E MORTA NA TURQUIA AO ANDAR À BOLEIA PARA PROVAR QUE SE PODE CONFIAR NO ALÓGENO...


Uma artista italiana de trinta e três anos, Giuseppina Pasqualino di Marineo, conhecida como Pippa Bacca, foi encontrada violada e morta num bosque junto à cidade turca de Gebze depois de ter andado à boleia no Médio Oriente vestida de noiva para promover a paz mundial. Tinha dito que queria mostrar que confiava na simpatia dos locais. 
A polícia turca diz ter detido um indivíduo suspeito do homicídio - anteriormente condenado por furto - que conduziu as autoridades ao corpo.
A artista queria ir à boleia de Milão a Israel, passando pelos Territórios Palestinianos, juntamente com uma outra artista, Silvia Moro, de trinta e sete anos, no contexto do seu projecto «Brides on Tour» ou «Noivas em Digressão»; separaram-se em Istambul e planeavam reunir-se em Beirute.
«As viagens dela eram para uma actuação artística e para transmitir uma mensagem de paz e confiança, mas nem toda a gente merece confiança», comentou a sua irmã, Maria.
*
Fonte: http://news.bbc.co.uk/2/hi/europe/7344381.stm
http://www.redflagnews.com/headlines-2016/woman-hitchhiked-through-middle-east-to-prove-muslims-are-peaceful-was-raped-and-murdered-instead
http://www.yesimright.com/woman-hitchhiked-through-the-middle-east-to-prove-muslims-are-peaceful-what-they-did-next-omg/
http://www.nytimes.com/2008/04/19/theater/19peac.html?_r=0

* * *

É mais uma noticiazita que não vereis nos grandes mé(r)dia, apesar de estes adorarem expor o «drama humano» e até as pequenas curiosidadezitas relativas a gestos bonitos e assim. 
Caso chocante, sem dúvida, pela violência ocorrida contra uma mulher sozinha em terra alheia, vítima de um criminoso alógeno - e vítima também da ideologia politicamente correcta universalista, anti-racista, xenófila, que as elites ocidentais tentam impingir aos seus respectivos Povos e que encontra os seus crentes mais devotos nos meios mais intelectualizados, nomeadamente os artísticos. Também esta ingenuidade tem o seu quê de chocante... e de mortalmente perigoso, como se vê.
É, de resto, um sinal deveras significativo que esta europeia, que pelos vistos vivia num mundo cor de rosa muito seu e doutros como ela, tenha sido morta praticamente assim que saiu da Europa... 



9 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Foi quase há um ano mas vale a pena ler e reflectir para onde está caminhando a Suécia


Acontece que a organização não pode convidar os judeus para rememorar o acontecido, com medo de reações dos muçulmanos. Se convidassem as vítimas, eles poderiam ser vítimas novamente, por conta do multiculturalismo.

http://thyselfolord.blogspot.pt/2015/11/suecia-e-o-caos-do-multiculturalismo.html

26 de fevereiro de 2016 às 13:50:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

é disto que precisavam todos os defensores do multiracialismo. Morriam todos e a europa salvava-se.
É preciso ser-se muito burro.. enfim..

26 de fevereiro de 2016 às 15:14:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

"É mais uma noticiazita que não vereis nos grandes mé(r)dia, apesar de estes adorarem expor o «drama humano» e até as pequenas curiosidadezitas relativas a gestos bonitos e assim."

Os media so iam mostrar a noticia e propagandear todos contentes a paz e harmonia multiracial se, SE SE a viagem tivesse corrido bem. Ui ai ninguem podia com eles, era passar umas quantas vezes e usar como argumento em nao sei quantos debates.
E se fizerem mais 20 viagens desta e 1 correr bem, esperem os media transmitir isso ao povinho e esconder as outras 19 viagens que correram mal. É assim que funcionam os "isentos", "honestos" e "transparentes media

26 de fevereiro de 2016 às 15:17:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Isto está muito longe de ser uma notícia actual. Tudo aconteceu há cerca de oito anos atrás...

26 de fevereiro de 2016 às 16:01:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

essa noticia deve sempre ser divulgada como exemplo,mas esse caso se passou em 2008 há quase 8 anos

26 de fevereiro de 2016 às 19:12:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Deve ser uma das poucas antirracistas que de facto acreditava nas baboseiras que defendia. A maioria dos antirracistas não deve ser assim tão ingénua, a maioria deles deve gostar da "diversidade" mas ao longe...

O que achas, Caturo?

26 de fevereiro de 2016 às 21:37:00 WET  
Blogger Caturo said...

Acho que alguns já estão em tal estado terminal de anti-racismo que mesmo que sofram com a presença de alógenos continuam sempre a culpar o branco, como por exemplo o caso da voluntária anti-racista que foi para a Jamaica ajudar os negros e um deles violou-a. Durante a violação ela dizia «meu irmão, não faças isso, estou do teu lado» antes de ele lhe dar na cara e continuar a violá-la. Depois veio ela a escrever que a culpa no fundo era do branco, porque o negro reagiu à opressão de anos e tal...

26 de fevereiro de 2016 às 22:55:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Nao era na jamaica mas sim no haiti caturo,e ela no momento da violaçao disse que leu o livro do malcom x e que estava do lado do negro.

27 de fevereiro de 2016 às 02:32:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

estes casos contados ha umas decadas atras, antes da lavagem cerebral multiracialista no Ocidente, ninguém acreditaria que seria possivel. É demasiado ridicula a atitude dos europeus.

27 de fevereiro de 2016 às 22:42:00 WET  

Publicar um comentário

<< Home