quarta-feira, fevereiro 17, 2016

CURDOS DO PKK AFIRMAM TER PROVAS CONCRETAS DO APOIO DA TURQUIA AO CALIFADO E À AL-NUSRA

Um dos líderes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), Murat Karaiylan, revelou à Sputnik que os Curdos possuem provas documentais comprovando o apoio prestado pela Turquia ao Daesh (Estado Islâmico), à Frente al-Nusra e a outros grupos terroristas actuantes na Síria.
Segundo ele, os motivos desse apoio seriam explicados pelo parentesco ideológico existente entre Ancara e estas organizações, bem como por interesses estratégicos mútuos.
"Juntamente com a Arábia Saudita e o Qatar, a Turquia apoiou organizações jihadistas originadas da Al-Qaeda. O Partido da Justiça e Desenvolvimento [AKP, o partido no poder na Turquia] tem afinidade ideológica com grupos radicais salafistas surgidos a partir da Al-Qaeda. Esses países apoiaram e armaram grupos radicais salafistas na Síria, que pautam todas as suas acções pela sharia [lei islâmica]" – declarou Karaiylan, numa entrevista à Sputnik realizada num quartel do PKK nas montanhas Qandil, no Iraque.
"Nesse contexto, os curdos sírios – representantes do partido União Democrática e outras forças curdas – divergem drasticamente por causa de sua visão moderna e secular da vida e de sua organização política. Nisso consiste o motivo do ódio que os jihadistas nutrem em relação aos curdos sírios" – acredita Karaiylan.
Segundo ele, "o governo turco pensa da seguinte forma: se três milhões de curdos, que moram na Síria, receberem um Estado independente e um certo estatuto, então 20 milhões de curdos turcos vão querer imediatamente o mesmo". "Para evitar isso e acabar com a vontade dos Curdos em criar um país próprio, Ancara faz e continua fazendo de tudo ao seu alcance. Por exemplo, no início, em 2012 e 2013, incitou Ahrar al-Sham e Frente al-Nusra a hostilizar regiões curdas na Síria" –  explicou o líder curdo.
"Todos esses grupos terroristas e radicais – Al-Qaeda, Daesh, Frente al-Nusra, Ahrar al-Sham – são sustentados por Ancara. Nós dispomos de provas documentais desse facto" – afirmou Karaiylan.
"Inicialmente a Turquia sustentava, apoiava fortemente a Frente al-Nusra e o Daesh… Estamos 100% convencidos de que a Turquia mantém laços com o Daesh. Mais, vimos isso com os nossos próprios olhos. Encontros entre a cúpula do governo turco e membros do Daesh foram registados diversas vezes. Os combatentes da al-Nusra e do Daesh chegavam ao território de Rojava [Curdistão sírio] através do território da Turquia" – frisou o líder curdo.
O Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), assim como algumas outras forças políticas curdas, são considerados terroristas pela Turquia e pelos EUA. Em 2008, o partido foi retirado da lista de organizações terroristas da União Europeia.
Actualmente, as milícias curdas, tanto no Curdistão iraquiano, como no Curdistão sírio, representam uma das forças mais eficazes de combate ao Daesh na Síria e no Iraque.
*
Fonte: http://br.sputniknews.com/mundo/20160217/3607836/curdos-provas-apoio-turquia-terrorismo.html#ixzz40SJdJtpa

1 Comments:

Blogger Da Serra said...

Mas... havia dúvidas???

18 de fevereiro de 2016 às 19:45:00 WET  

Enviar um comentário

<< Home