quarta-feira, outubro 25, 2006

COMUNICADO DO PNR SOBRE A INSTALAÇÃO DE VÍDEO VIGILÂNCIA NOS TÁXIS

Neste momento, discute-se um projecto-lei sobre a instalação de vídeo vigilância no interior dos táxis, pois, com se sabe, os taxistas têm sido, nestes últimos anos, um alvo fácil e privilegiado para a crescente criminalidade.
O PNR, apoia todas as medidas que visem a protecção e segurança para os portugueses, contudo, lamenta que seja necessário recorrer-se a estas situações limite que geram elevadas despesas e invasão da privacidade.
Estas são as consequências óbvias de um Estado sem fronteiras, a saque, onde a Justiça funciona mal e onde as forças da ordem não têm meios nem autoridade para agir.
Deste modo, a vídeo vigilância nos táxis é mais uma medida avulsa, de emergência - eficaz, por certo, mas dispendiosa e em estilo de sociedade big brother cada vez mais asfixiante – que seria perfeitamente dispensável se o combate à criminalidade fosse eficaz. Mais: se esta tivesse sido acautelada!
Urge pois, que se tomem medidas de fundo no combate à criminalidade: controlo de fronteiras, repatriamento de imigrantes ilegais, indigentes e marginais, autoridade e meios eficazes para as polícias, eficácia do sistema Judicial, revisão e agravamento de penas para o crime organizado, de gang e de sangue.
Todas as restantes medidas, como esta da vídeo vigilância, em estilo de remendo, são consequências do estado grave a que Portugal chegou, em matéria de criminalidade.
O PNR, apoia assim esta medida de protecção dos nossos taxistas, mas, frisando que é uma medida de recurso que jamais deveria ter sido necessária...
Por outro lado, face à divergência de opinião entre os taxistas, que desejam a vigilância de modo permanente e a Comissão Nacional de Protecção de Dados, que propõe que ela se aplique apenas na tomada e largada dos passageiros, alegando a defesa da sua privacidade (como se dentro de um táxi – transporte público – houvesse efectiva privacidade e como se esta não fosse devassada em todos os lugares...), o PNR, entre uma e outra posição, prefere a solução intermédia da vigilância permanente no período da noite e pontual durante o dia.
Mas, a ter que apoiar uma ou outra parte, obviamente que opta pelos taxistas, pois que, apesar de ser absolutamente reprovável a sociedade totalitária de big brother, a segurança dos taxistas vale bem mais que uma pequena perda de privacidade dos passageiros a somar a tantas outras no seu quotidiano.
A segurança para os portugueses é uma das prioridades para o PNR!

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

O PNR tambem apoia que as criancas tenham escolaridade obrigatoria, que os idosos sejam bem tratados, que os criminosos sejam aprendidos (excepto os skinheads que nao pagam impostos e que apelam os outros de fazerem o mesmo, estes apenas merecem medalhas de activismo politico)

VIVA O PNR... Partido Nojento Revoltante.

5 de novembro de 2006 às 08:31:00 WET  

Publicar um comentário

<< Home