segunda-feira, outubro 23, 2006

CONGRESSO ANUAL DA PFI PORTUGAL

Realizou-se no transacto dia 21 mais um congresso anual da PFI (Pagan Federation International) Portugal.

A descrição sumária do evento:

Encontro Anual Paganismo PFI
1996—2006
Sábado - 21 Outubro
Das 15h - 19h

Politeísmo
10 ANOS PFI –PORTUGAL EM RETROSPECTIVA
Paganismo em Portugal

Oradores
- John Belham-Payne (UK) Ultimo Sacerdote de Doreen Valiente. A Old craft e os novos tempos.
- Thorg da Lusitânia O que diferencia o Paganismo das outras religiões. Politeísmo e monoteísmo.
- Isobel Andrade Retrospectiva da PFI nos últimos 10 anos em Portugal. Relatório Decano de Paganismo acompanhado de Data show com fotos inéditas e actividades decorridas.
- Gil-Herne A visão pessoal de um Membro...
- BlueLady Apresentação Relatório Decano de Paganismo – externo PFI; entidades pagãs; a web, paganismo no panorama nacional.
- Will Kale—Paganismo nos EUA



Pareceu-me bastante positiva, a conferência. Apreciei especialmente o teor marcadamente mais religioso das intervenções, quando comparadas com os registos dos anos anteriores e com a habitual linha de pensamento wiccan, que se concentra mais na Magia do que na Religião.

Mais valiosa ainda foi a manifestação da tendência crescente para valorizar o património religioso galaico e lusitano.

Útil foi também a contribuição inicial, da autoria do inglês Belham Paynes, que deu a conhecer o estado de fanatismo mentecapto a que chegou o politicamente correcto em Inglaterra, dando o exemplo de um artigo de jornal no qual se noticia que os clérigos da Igreja Anglicana começaram a ser aconselhados a deixar de falar no «Pai Nosso» porque isso é machismo e incita à violência conjugal contra as esposas (foi disto que falou em vez do tema que lhe estava agendado)...

No fim, tanto o relatório apresentado por «Bluelady» como a panorâmica generalista gizada por Will Kale, apontaram claramente para um crescimento lento mas constante do Paganismo, em Portugal e nos EUA respectivamente.

2 Comments:

Anonymous além tejo said...

"Mais valiosa ainda foi a manifestação da tendência crescente para valorizar o património religioso galaico e lusitano."

Isso sim!
Camarada Caturo.O que escreveste são BOAS NOTÍCIAS!

23 de outubro de 2006 às 19:41:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

há que recuperar o panteão dos deuses da ibéria

23 de outubro de 2006 às 22:02:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home