terça-feira, janeiro 31, 2017

PAPA: «NÃO SE PODE SER CRISTÃO E REJEITAR OS REFUGIADOS»

Foi durante um encontro de católicos e luteranos alemães que Papa Francisco condenou a hipocrisia dos cristãos, que não dão tréguas aos refugiados.  O líder da igreja católica diz que não pode haver este tipo de contradições na igreja, onde as mesmas pessoas que defendem o Cristianismo estão contra os refugiados e outras religiões.
Respondendo a perguntas de jovens, o Papa disse “o que Jesus condena mais é a hipocrisia”,  que é exactamente o que está acontecer quando alguém diz que professa religião cristã mas não vive consoante os ensinamentos de Cristo.
“É hipocrisia considerar-se cristão e perseguir um refugiado ou uma pessoa que procura ajuda, que está com fome ou sede. Se eu disser que sou cristão mas faço essas coisas… eu sou um hipócrita.”
“Não se pode ser cristão sem praticar as bem-aventuranças. Não se pode ser cristão sem fazer o que Jesus nos ensina em Mateus 25.”
Mateus 25 é o vigésimo-quinto capítulo do Evangelho de Mateus no Novo Testamento da Bíblia. Papa Francisco usou este capítulo como referência por ser um mandamento que diz que os cristãos têm de ajudar os mais necessitados, alimentar os famintos, vestir o nu e acolher o estranho.
*
Fonte: http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/papa-francisco-nao-pode-rejeitar-os-refugiados-considerar-cristao-116997

Nesta outra página, http://usuncut.com/news/pope-francis-cannot-reject-refugees-call-christian/, há mais uma citação do papa particularmente significativa:
«Não podes ser cristão sem viver como um cristão.»

Mais uma vez e mais outra e outra vez ainda o maior líder espiritual da Cristandade insiste em lembrar aos seus fiéis de que têm de ser a favor da imigração caso contrário estão a cometer aquele que é, como diz o papa, o maior dos pecados...
A asserção «não podes ser cristão sem viver como um cristão» reveste-se de especial relevância. A historieta da separação entre Estado e Religião tem que se lhe diga - tal distinção é para ser entendida num contexto institucional, mas não moral. Embora se baseie muitas vezes nas palavras de JC tais como «o meu reino não é deste mundo» e «dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus», o que ironicamente acaba por fazer é precisamente garantir à Igreja uma presença social e económica incontornável e intocável, um pouco como quem invada casa alheia e, uma vez dado por adquirido que essa invasão não pode questionar-se, declare a seguir que só quer nela um quartinho pequenito... caso se estabeleça tal acordo, o proprietário da habitação está pois a ceder parte do que é seu, ainda que se trate de um espaço diminuto. 
Acima desta dimensão institucional, interessa, de facto, a moral. Os cristãos ingénuos que, deixando-se enganar pela dita separação entre o espiritual e o temporal, achem que podem praticar os seus valores tradicionais no dia a dia e reservar o culto religioso para dentro da igreja, ficam perplexos quando o papa lhes lembra que não é bem isso que está escrito nas «letritas pequenitas» do «contrato». Praticar a religião não é simplesmente ir à Igreja, benzer-se antes de ir para a cama ou proclamar-se orgulhosamente cristão - o Cristianismo é muito mais um credo de dogma e prática moral do que de prática ritual. A religião concebida à maneira verdadeiramente original no que respeita ao próprio termo «religio», isto é, a religião romana pagã, essa sim, era antes de mais nada uma questão de rito. O Cristianismo é bem outra coisa. Quando JC rompia com os preceitos estritos da religião judaica para por exemplo curar alguém ao sábado já se percebia que o intuito do carpinteiro rompia com a tradição religiosa original. E o que é soberano no credo cristão é o seu amor universalista moralmente obrigatório, contrário a todas as fronteiras a começar pela mais crucial de todas, a do sangue - por isso mesmo é que o próprio JC diz que a guerra que vem trazer é entre pai e filho, genro e nora, etc., em suma, é dentro da família. Esta é só mais uma confirmação da incompatibilidade visceral entre o Cristianismo e o Nacionalismo.

Etiquetas:

32 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Editora-chefe da Sputnik e RT: 'Estamos sendo ameaçados e isso nos preocupa'

"Temos muitos problemas na região do Báltico… O Báltico se comporta mais duramente. Isso é tão decepcionante. Não consigo entender o que está se passando naqueles países. Porque já virou norma. Não apenas para nossos jornalistas, mas para as pessoas que simplesmente são entrevistadas profissionalmente pelo [canal RT]. Todos são solicitados a comparecer nos serviços de inteligência, sendo obrigados a responder a várias perguntas", disse Simonyan.

A editora-chefe do RT adiantou que isso "na verdade é assustador", pois, vale frisar que "trata-se de países europeus que se consideram parte do establishment democrático e isso é um absurdo".

https://br.sputniknews.com/mundo/201701317557186-simonyan-sputnik-russia-today-baltico-google/

31 de janeiro de 2017 às 15:41:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Ocidente com medo do direito de liberdade de expressão de alguns midia internacionais:

Rússia promete dar resposta caso mídia dos EUA tente limitar transmissões do RT---
The Wall Street Journal publicou uma matéria contendo detalhes sobre as transmissões do RT a cabo e por satélite nos EUA. Ao mesmo tempo, The Atlantic publicou outra matéria, onde se diz que as notícias do RT estão no topo de pesquisas do Google, acrescentando que foi perguntado [ao Google] se seria possível "filtrar" as matérias do RT, pois representam pontos de vista pró-russos.
O RT transmite informações 24h por dia e possui três canais de televisão, transmitidos de Moscou em inglês, espanhol e árabe para mais de 100 países. RT América e RT Reino Unido também fazem parte da organização e são transmitidos de Washington e Londres respectivamente.

https://br.sputniknews.com/russia/201701317558318-russia-rt-midia-eua-limite-transmissao/

31 de janeiro de 2017 às 15:46:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Esta é só mais uma confirmação da incompatibilidade visceral entre o Cristianismo e o Nacionalismo.

Concordo perfeitamente, e ainda bem que admites. Existe de facto uma incompatibilidade visceral entre seres humanos ditos normais que sentem empatia em ajudar outros seres humanos - incluindo crianças - a fugir dos horrores das guerra, e o nacionalismo.

De resto, o que está em causa é a defesa da democracia liberal e secular. É o único regime que permitem a pessoas como tu de rezarem a bruxas e serem nacionalistas, eu de ser agnostico e não acreditar na história do judeu crucificado, e do Hussein de acreditar no profeta e de rezar 5 vezes ao dia.

31 de janeiro de 2017 às 17:25:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

O analista financeiro Mitch Feierstein, gerente de um fundo em Wall Street, afirmou que Donald Trump chegou no poder no momento certo para que o bilionário George Soros e o casal de Clinton não conseguissem alcançar o Acordo Transpacífico de Cooperação Econômica (TPP), elaborado nas costas do público....O TPP foi feito deliberadamente para garantir uma forma de "globalização" de forma a que as mesmas corporações-arquitetas destas "regras" possam atuar no escuro sendo totalmente intocáveis, enquanto as nações-membros seriam privadas da sua soberania, e os consumidores — afastados dos seus direitos e garantias, especificou o financista.

https://br.sputniknews.com/mundo/201701267519441-trump-soros-clinton-presidenciais-tpp-acordo/?utm_source=adfox_site_41923&utm_medium=adfox_banner_1953532&utm_campaign=adfox_campaign_624450&ues=1

31 de janeiro de 2017 às 19:37:00 WET  
Blogger SHTF way of life said...

Não, não se pode. Aliás Jesus era um refugiado. É por isto que nao sou cristão, crucifiquem Jesus, por ser um refugiado!

31 de janeiro de 2017 às 20:22:00 WET  
Blogger Caturo said...

«o que está em causa é a defesa da democracia liberal»

Não, não é isso que está em causa. Trump não põe isso em causa. Quem quer pôr isso em causa é quem por exemplo pretende proibir a existência de partidos «racistas», de maneira a permitirem que tu e os teus donos possam enfiar toneladas de alógenos pela garganta abaixo dos Europeus sem que estes se possam defender, fazendo crer que acabar com as fronteiras e tirar aos Nacionalistas o direito fundamental sobre o que é seu torna-se necessário para defender as criancinhas coitadinhas, numa chantagem moral abjecta, criada pelos teus donos e totalmente virada contra a Europa, porquanto não se vê a vossa histeria caguinchas e moralista a levantar por exemplo protestos junto a embaixadas sauditas pelo facto de Riade não aceitar um só refugiado no seu país, que não só é incomparavelmente mais próximo geograficamente do que a Europa, com tudo o que isso implica de facilidade de deslocação e de diminuição imensa do risco da viagem (escusavam de morrer no Mediterrâneo), como até é cultural e religiosamente muito mais afim do que qualquer país europeu. Com esses não marram vocês, é que nem abrem a merda do bico, nem piam. Só o banana do europeu é que tem de arcar com tudo o que é alógeno porque sim. Para cúmulo, o que vocês na verdade fazem é atirar com as criancinhas para a frente da vista, de um modo vagamente semelhante ao que fazem os terroristas palestinianos que se escondem entre os civis do seu próprio povo para usarem crianças e mulheres como escudo contra as medidas militares defensivas e retaliatórias: está mais que provado que o grosso dos «refugiados» que entram Europa adentro é constituído por maganos em idade militar, gente potencialmente perigosa para o bem-estar e a paz europeia, mas vocês tentam à força toda que eles entrem pela Europa adentro e então dizem que «é por causa das criancinhas». Vergonha não tendes nenhuma, carácter muito menos, mas o vosso julgamento nas urnas está a chegar.

31 de janeiro de 2017 às 21:25:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

"Trump não põe isso em causa."

Põe sim. Quer instalar a mesma "democracia" que na Rússia.

Quem quer pôr isso em causa é quem por exemplo pretende proibir a existência de partidos «racistas»

O nacionalismo que defendes não é compatível com a democracia liberal, que te dá o direito de defenderes os teus ideais e de te associares com os teus sem que sejas criminalizado. A democracia liberal defende os direitos de cada indíviduo - vocês, por outro lado, defendem impor uma ideologia em toda a gente. É por isso que o nacionalismo nunca conseguiu sobreviver numa democracia, porque o nacionalismo requer o totalitarismo.

está mais que provado que o grosso dos «refugiados» que entram Europa adentro é constituído por maganos em idade militar, gente potencialmente perigosa para o bem-estar

Não é verdade que está provado que sejam gente perigosa. Os refugiados fogem da guerra e morte, e sim, as crianças, mulheres e idosos fazem parte desse grupo. Aliás, o mesmo dizia-se dos refugiados judeus vindos da Alemanha aos EUA que vergonhosamente foram enviados de volta porque tinha-se medo que fossem agentes nazis... e uma grande parte morreram nos campos de concentração do teu tio Adolfo.

Vergonha não tendes nenhuma, carácter muito menos, mas o vosso julgamento nas urnas está a chegar.

Como podes imaginar, a tua opinião sobre carácter diz-me muito pouco. Como admitiste, temos pessoas que querem ajudar quem foge da guerra, da fome e da morte - incluindo crianças e mulheres, e depois temos os nacionalistas que os demonizam dizendo que são potenciais terroristas. Ora isso para mim é uma aberração. Não percebo é como podes ter mais empatia com animais (já li alguns posts contra a crueldade) que concordo perfeitamente, mas já com seres humanos és um monstro.

31 de janeiro de 2017 às 23:09:00 WET  
Blogger Titan said...

Concordo perfeitamente, e ainda bem que admites. Existe de facto uma incompatibilidade visceral entre seres humanos ditos normais que sentem empatia em ajudar outros seres humanos - incluindo crianças - a fugir dos horrores das guerra, e o nacionalismo.

E as pessoas com noção sabem que não se deve ajudar os outros seres humanos à custa do bem-estar e soberania do seu próprio povo.

31 de janeiro de 2017 às 23:34:00 WET  
Blogger Titan said...

E só um alienado da realidade é que pode acreditar que o que se passa no médio oriente tem alguma coisa a ver com o nacionalismo.

31 de janeiro de 2017 às 23:38:00 WET  
Blogger Titan said...

É giro ver que o cisco saiu da hibernação agora que o seu querido Obama.2 foi vencido nas urnas pelo maléfico populista do Trump, coisa que na imaginação do cisco nunca seria impossível pois o tipo acha que o povo é anti-racista, racista contra os brancos, como ele é.lol

31 de janeiro de 2017 às 23:57:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Excelente resposta catito. Atacaste mesmo no ponto, usam a dor das crianças e pessoas para mexer com os ocidentais e não mostram as alternativas como essa dos sauditas e Dubai e muitos outros.
Outro grande exemplo que esses fdp e Guterres não narram é na China com cidades vazias e que não acolhe nada nem quer imigrantes e fez a tal lei pá impedir estrangeiros de casar com chinesas. Como poucos sabem depois vemos muitos a dizer que a China vai ser a próxima potência porque não é na como o trump. Ridiculo mto ridiculo.
Outra é o rico e desenvolvido Japão com grave crise de natalidade que não aceitou nem 1 refugiado. E não aceita imigração em massa. Coreia do sul desenvolvida tb não vai nas cantigas destes multiracialistas genocidas.
E eles nem piam com esses asiáticos. Mas com ocidentais já está escumalha não admite nada e fica enraivecida e a espumar por querer controlar um pouquito as fronteiras.

1 de fevereiro de 2017 às 00:29:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

A verdade sobre a gerra no Donbass:

https://www.amren.com/features/2016/10/white-fratricide-in-donbass/

1 de fevereiro de 2017 às 01:56:00 WET  
Anonymous Arauto said...

Uma notícia com o seu interesse, Caturo:

http://24.sapo.pt/atualidade/artigos/investigadora-considera-que-refugiados-nao-sao-ameaca-para-europa-mas-o-populismo-sim

1 de fevereiro de 2017 às 16:21:00 WET  
Blogger Caturo said...

«Põe sim. Quer instalar a mesma "democracia" que na Rússia.»

Não, isso é o que tu dizes, mas prová-lo, nicles. Não há uma só medida de Trump até agora - uma só - que ameace sequer remotamente a Democracia. Ameaça é o domínio dos teus donos, olha que chatice... mas há muito que te ando a explicar que essa de que teusdonos=Democracia já não pega, tem paciência.


«O nacionalismo que defendes não é compatível com a democracia liberal,»

Não, o Nacionalismo que defendo e promovo é compatível com a Democracia liberal - e não só é compatível com a Democracia liberal, como também

pesadelo dos vossos pesadelos

é por ela favorecido. O Nacionalismo democrático que promovo é potencialmente e já na prática favorecido pela Democracia liberal, como eu ando a dizer e a antever já desde a década passada. E o teu problema maior é mesmo esse, teu e dos teus donos.


«que te dá o direito de defenderes os teus ideais e de te associares com os teus sem que sejas criminalizado»

Exactamente o que o Nacionalismo democrático permite.


«A democracia liberal defende os direitos de cada indíviduo - vocês, por outro lado, defendem impor uma ideologia em toda a gente»

Não, vocês é que querem impor a vossa ideologia a toda a gente, e por isso não admitem que haja Povo ocidental a resistir ao vosso abjecto intuito de encher o Ocidente de imigrantes. Vocês querem impingir o fim das fronteiras e das identidades, o que viola um dos mais sagrados direitos de todo o indivíduo, que é o direito à fechar as portas da sua casa a quem não é do seu sangue.


«É por isso que o nacionalismo nunca conseguiu sobreviver numa democracia,»

E por tudo o que eu disse acima é que o Nacionalismo está cada vez mais forte

graças à Democracia, só à Democracia, a nada mais do que há Democracia

porque é o próprio Povo que está cada vez mais a votar nas alternativas nacionalistas e a sacudir o vosso jugo moralmente totalitário, porque vocês queriam incutir nas mentes da população o medo de ser «racista» e isso está-vos a correr mal, por esse motivo é que de vez em quando se ouvem os vossos analistas de merda a dizer que o mais grave da ascensão da Extrema-Direita é que os ideais nacionalistas «racistas» passem a ser vistos com naturalidade. Que chatice, lá se vai o domínio inquisitorial que a tua gentinha queria ter sobre as consciências, à maneira medieval...

1 de fevereiro de 2017 às 21:08:00 WET  
Blogger Caturo said...

«Não é verdade que está provado que sejam gente perigosa»

Está provado que:
- a maior parte é de homens jovens em idade militar, com o tudo o que isso implica em matéria de perigo potencial para a paz na Europa, e eu não disse que eram gente perigosa, disse que era potencialmente perigosa, e isso é-o;
- a maior parte dos ditos «refugiados» não é refugiado de todo mas sim imigrantes económicos.


«Os refugiados fogem da guerra e morte, e sim, as crianças, mulheres e idosos fazem parte desse grupo»

Pois, então deixem só entrar as mulheres e as crianças... mas isso não fazem vocês. Porque será?...


«Como podes imaginar, a tua opinião sobre carácter diz-me»

Como poderias imaginar se pensasses um bocadito, se não aprecias as lições que te dou isso pouco interessa - o que interessa é a denúncia daquilo que és, esse constitui um dos motivos pelos quais a tua presença aqui é útil.

1 de fevereiro de 2017 às 21:08:00 WET  
Blogger Caturo said...

«Como admitiste, temos pessoas que querem ajudar quem foge da guerra, da fome e da morte - incluindo crianças e mulheres,»

Não, não admiti nada disso, para teu azar - o que eu disse, e tu nem comentaste, engoliste sem resposta, é que «temos» («temos» ponto e vírgula, é um «temos» como em «temos pena»...) gente que tenta usar as crianças e as mulheres fugidas da guerra como escudo para encher a Europa de alógenos. Isso é que «temos». Porque quem quisesse realmente proteger as crianças e as mulheres, então deixava entrar apenas estas crianças e mulheres, até as ia buscar para não terem de atravessar zonas perigosas (que diabo, parece que quase só os marmanjos mais fortes e agrestes é que conseguem ir da Síria ao Mediterrâneo...) e dava primazia às minorias perseguidas no mundo islâmico. O teu dono mulato que agora saltou da cadeira presidencial americana, por seu turno, deixou entrar muito mais muslos do que iazidis, que estranho...


«e depois temos os nacionalistas que os demonizam dizendo que são potenciais terroristas. Ora isso para mim é uma aberração.»

Aberração é julgares que podes fazer passar essa aldrabice depois de ela já ter sido desmontada - e sobretudo depois de os Nacionalistas andarem há anos a mostrar, com fotos e factos, que esses potenciais terroristas não são crianças e mulheres mas sim homens em idade militar. Se até aqui, onde és desmascarado por a+b em toda a linha e à força toda tens a lata de manter descarada aldrabice, como é que os teus donos e colegas (andavas a trabalhar com o Obama, não era? :D) não hão-de ter lata para, controlando os mé(r)dia, disseminarem aldrabices a respeito do Trump...

1 de fevereiro de 2017 às 21:09:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

"de maneira a permitirem que tu e os teus donos possam enfiar toneladas de alógenos pela garganta abaixo dos Europeus sem que estes se possam defender, fazendo crer que acabar com as fronteiras e tirar aos Nacionalistas o direito fundamental sobre o que é seu torna-se necessário para defender as criancinhas coitadinhas, numa chantagem moral abjecta, criada pelos teus donos e totalmente virada contra a Europa, porquanto não se vê a vossa histeria caguinchas e moralista a levantar por exemplo protestos junto a embaixadas sauditas pelo facto de Riade não aceitar um só refugiado no seu país, que não só é incomparavelmente mais próximo geograficamente do que a Europa, com tudo o que isso implica de facilidade de deslocação e de diminuição imensa do risco da viagem (escusavam de morrer no Mediterrâneo), como até é cultural e religiosamente muito mais afim do que qualquer país europeu. Com esses não marram vocês, é que nem abrem a merda do bico, nem piam. Só o banana do europeu é que tem de arcar com tudo o que é alógeno porque sim. Para cúmulo, o que vocês na verdade fazem é atirar com as criancinhas para a frente da vista, de um modo vagamente semelhante ao que fazem os terroristas palestinianos que se escondem entre os civis do seu próprio povo para usarem crianças e mulheres como escudo contra as medidas militares defensivas e retaliatórias:"

Em cheio, essa é a maior arma da actual propaganda multiracialista. Só mostram esses problemas dos de fora, o sofrimento dos de fora,mas o sofrimento dos europeus, os impactos negativos da imigração (violações, crime, terrorismo, violência, prejuízo económico, maiores gastos policiais, subsídios, perda da qualidade de vida e segurança, etc) não mostram.
E só exigem ajuda aos europeus e ex colónias. Como dizes esses países arabes vizinhos não os acolhem e não vi nenhum escândalo nos media como fazem com o Trump.
Arábia saudita não os acolhe, não quer, mas vem resmungar porque o Trump não aceita mais imigrantes de certos países. Irónico, comédia. Os media nem piam, nem fazem ver a incoerência.
E como alguém também disse, o Japão, China e Coreia do sul não aceitaram refugiados e ninguém resmungou ou ficou escandalizado. Os media ocidentais ficaram calados.
Porque tamanha diferença de tratamento?

1 de fevereiro de 2017 às 22:05:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Não, isso é o que tu dizes, mas prová-lo, nicles. Não há uma só medida de Trump até agora

Bom, não és propriamente um iluminado, e por isso não posso esperar que saibas do que se passa. Aqui está uma lista de 10 medidas para caminhar para um estado autoritário. O Trump já fez 5 delas... e só está no poder a 11 dias.

Não, o Nacionalismo que defendo e promovo é compatível com a Democracia liberal

Das duas uma, ou não percebes o que é uma democracia liberal ou não percebes o que é o nacionalismo. A verdade é que não há nenhum caso da história em que o nacionalismo tenha co-existido numa democracia liberal, certo? Isto é simples de se perceber porque.

Exactamente o que o Nacionalismo democrático permite.

SIM, os teus IDEAIS não são criminalizados porque tu defendes o nacionalismo, mas os meus serão. Aliás, ó democrata, és tu que vens com a história de traidores, de sermos executados em público como porcos num matadouro... ora eu nunca te chamaria um traidor ou achar que devias ser executado ou criminalizado. Mas deixa-me dizer que não passas de um cliché nazi com essa história de sermos executados, não esperava outro discurso de um nazi.

Pois, então deixem só entrar as mulheres e as crianças...

Penso que aqui em Portugal uma grande parte dos refugiados são mulheres e crianças, embora possam vir acompanhadas do Pai (aiii que medo!) ou dos Avós (aii, deixa-me esconder de baixo da cama!). Mas repara que o Trump fechou a porta a todos refugiados, e até há o caso de um bebé que ia ser operado ao coração que foi rejeitado. Vocês não gostam dessas histórias porque ridiculariza o vosso argumento.

Porque quem quisesse realmente proteger as crianças e as mulheres, então deixava entrar apenas estas crianças e mulheres..

Excepto que o Trump rejeitou crianças e mulheres, certo?

os Nacionalistas andarem há anos a mostrar, com fotos e factos, que esses potenciais terroristas não são crianças e mulheres mas sim homens em idade militar.

Estás a gozar? Então não se consegue ver que uma mulher é uma mulher e uma criança é uma criança? Agora são todos homens em idade militar? Deixa lá, concordo perfeitamente o que tu disseste: há aqueles que querem ajudar seres humanos que fogem da guerra e morte, e depois há os nacionalistas que se recusam a mexer um dedo. Vocês são o que são, não vale a pena justificar.

Fiquei obviamente chocado e triste com a vitória do Trump e com o Brexit, veremos o que acontecerá nos próximos 4 anos nos EUA e na UE.


1 de fevereiro de 2017 às 22:22:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Como dizes esses países arabes vizinhos não os acolhem

Porque sâo nacionalistas. Somos melhores que eles.

1 de fevereiro de 2017 às 22:24:00 WET  
Blogger Caturo said...

«Somos» ponto e vírgula - tu e os teus não falam em nome do Povo. E o que vocês são não é «melhores», vocês são é doentes, inimigos da salvaguarda do vosso próprio Povo, enquanto eles pura e simplesmente não são parvos. Só isso.

1 de fevereiro de 2017 às 23:01:00 WET  
Blogger Caturo said...

Não, isso é o que tu dizes, mas prová-lo, nicles. Não há uma só medida de Trump até agora

«Bom, não és propriamente um iluminado, e por isso não posso esperar que saibas»

E tu querias ser um iluminado, e governar «para o povo mas sem o povo», máxima do despostismo esclarecido, mas isso é quereres dar um passo maior do que a perna, como agora se vê - não há uma só medida, é que nem uma, nem meia, que ele tenha tomado que conduza a um estado anti-democrático.


«Das duas uma, ou não percebes o que é uma democracia liberal ou não percebes o que é o nacionalismo»

Não, o que acontece é mais simples: tu temes o Nacionalismo e tentas falsidicar a Democracia liberal. É diferente, como vês.


«A verdade é que não há nenhum caso da história em que o nacionalismo»

A verdade é que não há nenhum caso da história do Nacionalismo democrático em que tenha havido contradição entre a salvaguarda da Liberdade e da Nação. E se quiseres ir buscar exemplos de «nacionalismo» autoritário, pois bem, nesse caso vai-se buscar exemplos de universalismo totalitário, como o estalinista, que não foi propriamente respeitador da liberdade fosse de quem fosse. E tu és um universalista.


«SIM, os teus IDEAIS não são criminalizados porque tu defendes o nacionalismo, mas os meus serão.»

Os meus IDEAIS são CRIMINALIZADOS no teu regime que se diz democrático, por isso é que se eu for militante de um partido assumidamente racial posso ser preso por dez anos. Além disso, essa de que os teus ideais serão criminalizados és tu que estás a dizer, não eu.



«Aliás, ó democrata, és tu que vens com a história de traidores, de sermos executados em público como porcos num matadouro...»

Isso - quem andou a enganar o Povo sobre a real quantidade de alógenos no País, a encher o país de imigrantes CONTRA a vontade popular, a querer ilegalizar partidos nacionalistas PARA QUE O POVO NÃO TIVESSE FERRAMENTAS PARA SE DEFENDER CONTRA A IMINVASÃO, esses sim, deveriam um dia ser sentados em tribunal popular e eventualmente eliminados em praça pública caso a sua culpa se provasse... se não fizeste isso, não terias o que temer... se fizeste, só mostras que não és democrata e sim um inimigo da existência do teu próprio Povo, ou seja, formalmente falando - vai ao dicionário - um traidor. Claro que não me podes chamar traidor, que eu não fiz nada disso, era o que faltava...

1 de fevereiro de 2017 às 23:12:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

"Porque sâo nacionalistas. Somos melhores que eles."

O nacionalismo não os impede de abrigar temporariamente gente que é perfeitamente compatível com os valores deles.

1 de fevereiro de 2017 às 23:12:00 WET  
Blogger Caturo said...

«Penso que aqui em Portugal uma grande parte dos refugiados são mulheres e crianças, embora possam vir acompanhadas do Pai (aiii que medo!)»

Ai que medo se forem como o eritreu que violou uma idosa no Algarve, claro... ou por outra, a idosa é que pode ter medo, tu não, que estás no teu condomínio fechado e pões os teus filhinhos numa escola privada onde a maior parte dos alunos é branca, como tu próprio disseste.
De resto, o que estão cá a fazer «refugiados» que não vieram de países em guerra? «Estranho»...



«Mas repara que o Trump fechou a porta a todos refugiados,»

Mas repara que mais uma vez és apanhado a mentir, uma vez que o Trump está a aceitar refugiados cristãos: http://www.politico.com/story/2017/01/trump-immigration-christians-234341 Claro que os porta-vozes da Cristandade não gostam, coitado do gordo loiro que tem contra si a faca naturalmente traidora do Cristianismo...


Porque quem quisesse realmente proteger as crianças e as mulheres, então deixava entrar apenas estas crianças e mulheres..

«Excepto que o Trump rejeitou crianças e mulheres,»

Excepto que o Trump nunca disse que rejeitava crianças e mulheres... e que vocês nunca por nunca disseram «aceitem-se pelo menos crianças e mulheres», pois não? E porque é que nunca insistiram nisso? Para depois «poderem» usá-los como argumento...
Efectivamente, vocês precisam de todas as lições de moral e carácter que pudessem receber, ou precisariam, se tivessem coluna vertebral para as aprender.


«Estás a gozar? Então não se consegue ver que uma mulher é uma mulher e uma criança é uma criança?»

Isso é o que nós vos chapamos nas fuças mas vocês fingem que não e nunca por nunca, em momento algum, aceitam deixar entrar apenas as mulheres e as crianças, pelo contrário, insistem em receber uma maioria de muslos adultos e barbados chamando-lhes «crianças e mulheres e bebés a precisarem de ser operados ao coração!». Isto mostra bem «aquilo» que vocês são... e serve para contabilizar, para futura referência, num dia em que haja julgamento em tribunal da malta da vossa laia. Mas olha, com ou sem julgamento em tribunal, já se está a fazer um julgamento nas urnas de voto, por isso é que vocês guincham: «Fiquei obviamente chocado e triste com a vitória do Trump e com o Brexit,»

O vosso choro de raiva só de si já foi um brinde de sabor único. E ou muito me engano ou vão correr rios das vossas lágrimas de ódio e frustração, se tudo correr bem.

1 de fevereiro de 2017 às 23:26:00 WET  
Blogger Caturo said...

Entretanto é giro que o igualitarista e obamista cisco tenha declarado a crença na sua superioridade moral sobre outros países. Fica registado, ainda que o fulano não o tenha dito com o seu nick registado, é «esperto»... ;)

1 de fevereiro de 2017 às 23:30:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Com países árabes, Japão, Coreia do sul e Japão e outros desenvolvidos não mexem uma palha para exigir aceitacao de imigração, refugiados, multiracialismo.
Isto porque europeus e países feitos por europeus são superiores. Haha os outros são inferiores, portanto nem saímos a rua nem pedimos que abram fronteiras e aceitem refugiados como quando o rico Japão com grave crise de natalidade disse que não queria refugiados. Ou a China com várias cidades vazias o fez.

Ah pois mas esses são nacionalistas diz ele também. Ora então não dizias que não havia casos de nacionalismo em democracias? Ora pois já tens 2, Japão e Coreia do sul.

"A verdade é que não há nenhum caso da história em que o nacionalismo tenha co-existido numa democracia liberal, certo?"

Errado. Tens Japão e Coreia do sul que dão 10 a 0 a Europa ocidental em democracia e liberdade de imprensa.
É que lá não tens mass media com várias leis para não informar ao povo o que se passa, os efeitos negativos da imigração. Não tens leis para ocultar a nacionalidade, origem dos criminosos que é para o povo não saber da realidade e viver num mundo cor de rosa desajustado da realidade para vocês imporem a vossa ideologia multiracialista com o pretexto de que querem ajudar todo o mundo e serem papas de todo o mundo.
Vocês fazem batota, não dão liberdade de imprensa, impõe leis para não noticiar o que vocês não gostam, fazem alta propaganda e depois claro que com essa batota e mais fácil ganhar eleições. E com tanta batota será isso democracia? Não, é falsa democracia. Portanto as democracias nacionalistas do Japão e Coreia do sul dão 1000 a zero a vocês multiracialista genocidas no poder.

2 de fevereiro de 2017 às 00:44:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

"Aqui está uma lista de 10 medidas para caminhar para um estado autoritário."

Ora, uma lista de medidas feita por gente que está contra os americanos mas a favor de tudo o que é estrangeiro, como não levá-la a sério?:lol::acclaim:

2 de fevereiro de 2017 às 01:31:00 WET  
Blogger Titan said...

Caturo, diz-me lá se os refugiados vieram para a Europa só para terem paz?

http://www.telegraph.co.uk/news/2016/11/02/pictured-huge-migrant-brawl-in-paris/

eheheheheheh

2 de fevereiro de 2017 às 01:54:00 WET  
Blogger Caturo said...

Parece-me muito óbvio que eles vieram para a Europa só para terem paz. O que acontece é que às vezes irritam-se, só isso, ou então têm falta de sexo e um deles viola um puto de dez anos numa piscina, mas isso não é bem serem perigosos, são feitios, pronto; e depois também há os casos em que eles se fartam de serem olhados de lado e vigiados de perto e então dá-lhes para atropelar pessoas com camiões, ou então põem bombas, coisas da vida, quem nunca colocou uma bomba em lado nenhum que atire a primeira pedra.

2 de fevereiro de 2017 às 12:30:00 WET  
Anonymous Arauto said...

Uma pérola que é um autêntico tiro na antifaria, Caturo:


http://webm.land/media/LbkQ.webm

3 de fevereiro de 2017 às 01:06:00 WET  
Blogger Caturo said...

Imagens dessas não passam no chamado «pequeno ecrã», pudera...

3 de fevereiro de 2017 às 01:27:00 WET  
Blogger Caturo said...

De resto, a antifaria nem está nada preocupada com isso, caro Arauto, pelo contrário. Para a antifaria até é bom diluir o sentido identitário nacional; para tal espécie de gente, o que interessa é o «ser humano» - a versão antifa e antirra de ser humano, entenda-se: indivíduo desenraizado e literalmente filho da puta, porque filho da terra mas sem PÁTRia, sem uma identidade e uma linhagem, este é um dos significados possíveis da expressão «filho da puta», ou seja, filho de uma mulher que «é de todos» (tal como eles querem que a terra seja, de todos...) e de pai incógnito.

3 de fevereiro de 2017 às 01:35:00 WET  
Anonymous Arauto said...

Há uma antifaria que está mais à direita do espectro político, que diz que os alógenos nascidos em território nacional ou que estão há muito tempo neste são iguais aos nacionais, ora para essa gente isto é um tiro, camarada Caturo.

3 de fevereiro de 2017 às 14:35:00 WET  

Enviar um comentário

<< Home