terça-feira, março 08, 2016

ISRAEL VOLTA A APOIAR A CAUSA INDEPENDENTISTA CURDA


O embaixador israelita nos EUA, Ron Dermer, expressou recentemente o apoio de Israel às aspirações independentistas do Povo Curdo, reforçando assim a tendência de Telavive para fortalecer a causa curda. A declaração foi pronunciada na semana passada durante uma entrevista a uma estação televisiva curda: «Israel tem outro Povo no Médio Oriente que ama verdadeiramente a liberdade, e está a lutar pela sua liberdade: é o Povo Curdo. Sentimo-nos muito próximos deles - tanto entre o Povo Judaico e o Povo Curdo como entre Israel e [o Curdistão]. Desejamos o seu bem.»
Mais afirmou que «o Islão militante não é apenas uma ameaça a Israel, é uma ameaça aos Povos do Médio Oriente, [incluindo] minorias, cristãos, Curdos e também muçulmanos.»
Há políticos em Israel a manifestar preocupação pela eventualidade de tais declarações poderem prejudicar a reconciliação israelo-turca, uma vez que os Turcos estão em confronto com os Curdos. Sucede entretanto que diversos relatórios confirmam a existência de antigas e sólidas relações entre os Curdos e Israel, o qual tem fornecido treino militar e armamento aos combatentes do Curdistão. O próprio primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, não esconde a sua simpatia pela constituição de um Estado Curdo independente no Iraque, que de resto pronunciou durante uma conferência organizada pelo Instituto de Estudos da Segurança Nacional.
*
Fonte: https://www.middleeastmonitor.com/news/middle-east/24318-israel-announces-support-for-kurdish-independence

* * *

É Israel mais uma vez a mostrar a sua utilidade ao Ocidente, ou por outra, a mostrar que também aqui o que é útil a Israel é também útil ao Ocidente: a constituição de um Estado Curdo soberano, que seria mais um bastião médio-oriental da Democracia e de relação amigável com a Europa, além de, acrescente-se pelo lado mais nacionalista, significar mais uma soberania verdadeiramente árica, uma vez que os Curdos são da mesma raiz étnica que a esmagadora maioria dos Europeus.

2 Comments:

Blogger CENSURADO AGAIN said...

OS CURDOS RACIALMENTE SE PARECEM COM TURCOS MAS DEPOIS OS TURCOS SÃO DE RAÇA PIOR POR SEREM MUSLOS KK VC É UM PALHAÇO CELSOIDE VA TRABALHAR NUM CIRCO

9 de março de 2016 às 01:51:00 WET  
Blogger Caturo said...

Num circo parece que trabalhas tu, que só espalhas merda aos quatro ventos e não te calas, tens um problema convulsivo qualquer e não tomas os medicamentos, deves achar que por isso és «rebelde». Que TU aches que os Curdos se parecem com os Turcos é cagativo. Além do mais, eu nunca disse que os Turcos eram de «raça pior». Sucede pura e simplesmente que não são indo-europeus e que além disso são muçulmanos e estão em processo claro de re-islamização agreste. Para quem não seja um atrofiado de miolo engelhado que só vê genes à frente - mesmo sem perceber um caralho disso - interessam mais coisas na vida além da raça. A raça é fundamental mas não constitui a totalidade da identidade, como já estou farto de explicar a bestas e outros adolescentes retardados como tu. Se os Turcos fossem indo-europeus, podiam ser dados como irmãos da Europa, tal como os Arménios e os Iranianos. Como o não são, não fazem parte desta família étnica, e isso também é válido para o loiro de olhos azuis Kemal Ataturk. Exacto. O Abdullah Öcalan é indo-europeu. O Kemal Ataturk não é. Acabou.
Mas mesmo os indo-europeus que sejam «iguaizinhos», fisicamente, aos europeus do norte, e que todavia sejam militantes da causa islâmica, esses constituem um perigo para a Europa e por esse motivo o Irão não pode ser, de momento, incluído numa aliança ocidentalista.

10 de março de 2016 às 21:36:00 WET  

Enviar um comentário

<< Home