segunda-feira, fevereiro 22, 2016

SEDES DE PARTIDO ANTI-IMIGRAÇÃO ATACADAS NA ALEMANHA

Agradecimentos a quem aqui trouxe esta notícia: http://www.dw.com/en/far-right-afd-partys-berlin-offices-vandalized/a-19048240
*
A sede do partido nacionalista anti-imigração alemão AfD (Alternative für Deutschland, Alternativa para a Alemanha) em Berlim foi vandalizada na semana passada por autor desconhecido. O edifício foi manchado com grafitis dizendo «Nazis fora», «Os refugiados são bem-vindos» e «Nenhuma pessoa é ilegal». A vidraça da fachada do prédio também foi danificada.
É a segunda vez este mês que se ataca uma sede da AfD. Na semana anterior, o escritório de Beatrix von Storch, que representou o partido no Parlamento Europeu, foi manchada com tinta preta e três das suas janelas foram danificadas. Escassos dias antes disso, três tiros foram disparados contra a janela da sede da AfD em Arnsberg.
O partido AfD já tem representação em vários parlamentos regionais e em Bruxelas e precisa apenas de cinco por cento dos votos nas eleições de 2017 para entrar no parlamento federal. E, segundo aqui se vê http://www.electograph.com/2016/02/germany-february-2016-fgw-poll.html, se as eleições se realizassem hoje, a AfD alcançaria dez por cento da votação, quando nas eleições de 2013 se ficaram pelos 4.7%.
Não admira que já esteja a ser alvo de ataques violentos... quanto mais os Nacionalistas falam ao Povo, mais o Povo vota nos Nacionalistas, acto contínuo, mais os alegadamente tolerantes anti-racistas ficam nervosos com os resultados da Democracia...


2 Comments:

Blogger João José Horta Nobre said...

«A sede do partido nacionalista anti-imigração alemão AfD (Alternative für Deutschland, Alternativa para a Alemanha) em Berlim foi vandalizada na semana passada por autor desconhecido. O edifício foi manchado com grafitis dizendo «Nazis fora», «Os refugiados são bem-vindos» e «Nenhuma pessoa é ilegal». A vidraça da fachada do prédio também foi danificada.»

São "democratas" exemplares!

22 de fevereiro de 2016 às 21:11:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Os refugiados, gente de cultura incompatível com os valores europeus sabendo-se lá que com que intenções é que vêm para cá ou se muitos, de facto, sequer os são, são bem-vindos. Os que pretendem salvaguardar a coesão identitária e a segurança no seu país e que, por sinal, de lá são naturais e àquele povo pertencem por via sanguínea, é que não! Claro que pessoas com o ideário como o destes últimos têm que ser necessariamente fascistas e nazis, não poderiam ser outra coisa, não podiam estar seriamente preocupados com as consequências de ter que receber milhões de estranhos com costumes, tradições e mindset que simplesmente não combinam com o Ocidente...

«Nenhuma pessoa é ilegal.» - Não se trata de ser ilegal mas de estar ilegal. Se qualquer pessoa entra clandestinamente num determinado país, está em situação ilegal nesse país. O estatuto de refugiado já é outra coisa: só por isso é que muita gente usa a desculpa de ser refugiado de país em situação de guerra para que possa entrar na Europa livremente. Vai daí e tem-se "refugiados sírios" vindos do Magreb, "sírios" vindos da África negra, "sírios" vindos do Afeganistão, "sírios" vindos do Paquistão, "sírios" vindos do Bangladesh, "sírios" vindos do Nepal, "sírios" vindos da Oceania, tudo a jurar a pés juntos que foge da guerra e muitos com passaportes falsos, que é das primeiras coisas a que um verdadeiro refugiado vai recorrer.

A calúnia e a falácia a serem a táctica de debate, quando o há e não se passa directamente para o chamamento de nomes ou para as típicas menções a Hitler, dos inteligentíssimos e tolerantíssimos esquerdistas/liberais.

23 de fevereiro de 2016 às 19:44:00 WET  

Enviar um comentário

<< Home