quarta-feira, novembro 25, 2015

A QUARTA TRIBO DAS RAÍZES EUROPEIAS - A DOS YAMNAYA, PROVÁVEIS ANCESTRAIS DOS ÁRIAS E/OU INDO-EUROPEUS

Sempre se pensou que os genes dos europeus fossem uma mistura dos de três tribos ancestrais – mas uma pesquisa recente revelou que uma quarta tribo deixou a sua herança na poolgenética dos Europeus contemporâneos.
Até agora, os antropólogos acreditavam que a herança genética europeia tinha origem em três tribos ancestrais, sendo uma mistura dos genes de caçadores indígenas, de agricultores do Médio Oriente, e de uma tribo com origem na Idade do Bronze.
Mas uma nova análise de DNA a restos fossilizados de ossadas humanas com mais de 10 mil anos, encontradas no leste da Geórgia mostrou que há uma quarta tribo na origem dos genes dos Europeus.
De acordo com o estudo, publicado na revista Nature, a quarta contribuição para a herança genética europeia provém de uma tribo de pastores Yamnaya que se separaram da sua população original há 3.000 anos e chegaram à Europa provenientes das regiões mais orientais das antigas estepes, onde actualmente se encontram a Rússia e a Ucrânia.
Eppie R. Jones, investigador do Trinity College de Dublin, na Irlanda, e principal autor do estudo, acredita que terá sido esta tribo a trazer para a Europa os dialectos indo-europeus, que deram origem à maior parte das línguas actualmente faladas no Velho Continente.
“A questão de saber de onde vieram os próprios Yamnaya era até agora um mistério“, diz ao EurekAlert! o investigador Andrea Manica, do Departamento de Zoologia da Universidade de Cambridge.
“Os nosso resultados permitiram descobrir que metade dos genes desta tribo teriam raízes em tribos de caçadores-recolectores anteriores ao surgimento das populações de agricultores na região”, diz o biólogo, especializado em Ecologia Evolucionária e co-autor do estudo.
“A outra metade dos genes parece ter origem em migrantes do Médio Oriente, fundadores das primeiras tribos agrícolas na Europa”, acrescenta Andrea Manica.
De acordo com os resultados do estudo, as duas populações ter-se-ão miscigenado há mais de 25 mil anos, antes da última Idade do Gelo, dando origem às tribos de pastores Yamnaya das estepes orientais.
A tribo perdida que há 3.000 anos deixou as estepes transformou as populações da Europa central e setentrional – e os cientistas estimam que a herança genética dos Noruegueses, por exemplo, possa ter até 50% de contributo Yamnaya.
O estudo lança assim uma nova luz acerca da origem ancestral dos Europeus – e clarifica que a nossa pool genética é afinal mais rica do que se pensava.
*
Fonte: http://zap.aeiou.pt/descoberta-uma-quarta-tribo-ancestral-na-origem-dos-europeus-90035

Podem ler-se mais pormenores aqui: http://www.bbc.com/news/science-environment-34832781, nomeadamente no que diz respeito às datas calculadas da entrada destas gentes na Europa. Note-se que quando no texto acima se lê que os «pastores Yamnaya que se separaram da sua população original há 3.000 anos e chegaram à Europa», aí há talvez alguma confusão, uma vez que estas gentes começaram a movimentar-se não há 3000 anos mas sim 3000 anos antes da era comum, ou seja, há 5000 anos.

Observam os investigadores que há indícios de peste nos restos mortais dos Yamnaya, e que terá havido um declínio populacional europeu mais ou menos nesta época, o que pode significar que os Yamnaya trouxeram a doença para ocidente.

A respeito da raiz destes Yamnaya, já acima está escrito que deriva da mistura de caçadores-recolectores e de agricultores do Médio Oriente; convém todavia precisar que estes caçadores-recolectores eram «irmãos» dos caçadores-recolectores da Europa (os mesmos ou outros, similares?) e de agricultores do Médio Oriente, mas diferentes dos que trouxeram a agricultura à Europa. 
Os genomas dos caçadores-recolectores da Geórgia estão datados em 13300 anos e 9700 anos atrás. Esta gente estava fixada no Cáucaso e constitui a base da componente dos agricultores no ADN dos Yamnaya. Estes caçadores-recolectores do Cáucaso misturaram-se com os seus primos do Médio Oriente que inventaram a agricultura há dez mil anos, mas esta mistura terminou há vinte e cinco mil anos, antes do pico da Idade do Gelo. Com este pico da Idade do Gelo, a população diminuiu, tornou-se mais homogénea, aumentou a procriação dentro do grupo. Com o recuo do gelo, esta gente do Cáucaso entrou em contacto com diferentes grupos de caçadores-recolectores das estepes e misturou-se com eles, originando a estirpe dos Yamnaya. Diz o Dr. Andrea Manica, da Universidade de Cambridge: «A questão de onde é que os Yamnaya vieram tem sido misteriosa até agora. Podemos agora responder que, segundo o que descobrimos, a sua composição genética é uma mistura de caçadores-recolectores da Europa de leste e de uma população desta bolsa de caçadores-recolectores do Cáucaso que passaram muito tempo da Idade do Gelo em aparente isolamento.»
Os pesquisadores sugerem que estes caçadores-recolectores do Cáucaso estenderam a sua influência para leste, o que pode ter a ver com a disseminação das línguas indo-europeias na região.

Os Yamnaya, que há já vários anos se considera serem os ancestrais dos Indo-Europeus - ver, por exemplo, as obras dos irmãos Ferreira do Amaral - terão trazido para ocidente o uso do cavalo como meio de transporte e o trabalho dos metais, além, claro está, da família linguística dominante na Europa, a indo-europeia, residindo pois aqui a essência e rosto étnico da maioria das nações europeias.

1 Comments:

Blogger KVRGANIVS NOSTRATORVM said...

NÃO HA DUVIDAS QUE VIERAM DA ESTEPE VIDE OS CAVALOS; A PESTE ENDEMICA EM PIOLHOS DE RATOS DA EURASIA E ASIA CENTRAL; ETC; MAS TAMBEM A METALURGIA CLARAMENTE INDICA UM POVO QUE HABITOU ZONA DE PLATO RICO EM MINERIOS QUE OBVIAMENTE DESPERARAM A CURIOSIDADE DELES POR TEREM PROPRIEDADES DIVERGENTES DAS ROCHAS COMUNS TALVEZ ANTES DELES OS POVOS ANCESTRAIS DELES NOTARAM AS DIVERGENCIAS MAS OS PROGRESSOS NA AREA DEVEM TER SIDO CUMULATIVOS ATÉ QUE UMA POPULAÇÃO NUMA ERA DE MAIOR DEMOGRAFIA AINDA MAIS NO LESTE DE MAIOR AREA E HISTORICAMENTE MAIS POPULOSO AS GERAÇÕES MAIORES COMEÇARAM A ACUMULAR MAIS BAGAGEM NUMA VELOCIDADE MAIOR RESULTANDO NA SUPERIORIDADE MILITAR-BELICA A PARTIR DA APLICAÇÃO DESSE CONHECIMENTO ALEM-ADEREÇOS CIVIS NO SETOR MILITAR PRIMEIRO CONTRA VIZINHOS DEPOIS NA EXPANSÃO EM SI DIANTE DOS POVOS INFERIORES; AGORA TROUXERAM A PESTE OU SE CONTAMINARAM COM A PANDEMIA DA EUROPA?SÓ UMA POPULAÇÃO INTINERANTE DA ESTEPE PODERIA LEVAR A PESTE PRA LA E PRA CA AO LONGO DA HISTORIA POR ISSO QUE SEMPRE AS PANDEMIAS SE DA NAS ERAS MIGRATORIAS; SE FOSSE DA EUROPA O TAL PIOLHO SURGIRIA NA EUROPA A NIVEL MAIOR E TALVEZ O EUROPEU JA TIVESSE MAIS RESISTENCIA; MAS VINDO DE MAIS LONGE E EM PERIODOS CICLICOS NUMA ZONA MENOS POVOADA OS PADRÕES BATEM RELATIVAMENTE OU MESMO MUITO

25 de novembro de 2015 às 23:08:00 WET  

Enviar um comentário

<< Home