quarta-feira, julho 08, 2020

O IMPULSO SONSAMENTE GENOCIDA DOS BLMS

BLMs, seus apoiantes e quejanda merda - esta espécie de gente sente-se no direito, até no dever, de entrar tanto quanto possível na vida das pessoas (europeias, claro...) para as confrontar com uma diferença racial que estas pessoas nunca pediram, dela não necessitando para absolutamente nada, excepto, bem entendido, numa perspectiva de moralismo universalista, que afirma o dever de contribuir para o futuro desaparecimento de todas as fronteiras e, no fundo, de toda a diferença humana, por mais que entretanto diga ser defensor da diversidade. 
Para a sua destruição de estátuas, «justificada» como um combate - vingança, no fundo - contra a «escravatura» - prática que só os Europeus tomaram a iniciativa de eliminar, algo que a infra-humanidade blm esquece, com o à-vontade despudorado dos invertebrados impunes - pois para o acto de deitar abaixo estátuas ocidentais, converge a repulsa ideológica contra o branco europeu e um antigo padrão mental totalitário e iconoclasta herdado do abraamismo.
A recente representação intencionalmente provocatória de JC como negro numa catedral britânica é, mau grado a reduzida dimensão da sua influência concreta, um exemplo paradigmático desta militante vontade de invadir a casa do branco e obrigá-lo a «gramar» a cara do alógeno. Obviamente que todo e qualquer Povo representa as suas Divindades de acordo com a sua própria imagem como Povo. Por este mesmo motivo é que JC foi representado com traços negróides e asiáticos noutras partes do planeta, depois de se ter generalizado na Europa Ocidental a versão do JC loiro de olhos azuis, por sua vez posterior, note-se, à figuração de JC com traços mediterrânicos na área greco-anatólica da Antiguidade tardia e do dealbar da Idade Média. Assim, no espaço europeu, é de esperar que os autóctones representem as suas Divindades com aparência europeia... o que só pode ser posto em causa quando há a intenção de tirar aos Europeus todo e qualquer espaço próprio, como se a existência de tal zona étnica constituísse uma ofensa. Ora considerar tal existência como ofensa só tem cabimento em mentes que não tolerem a mais elementar diversidade, que começa sempre - toda a diversidade - com o surgimento e permanência de identidades étnicas num determinado espaço no qual se desenvolveram o suficiente para serem diferentes das do resto do planeta. Considerar ofensiva a simples existência de um espaço etnicamente europeu só tem pois cabimento em mioleiras infra-humanizantes, infra-humanizadas, que considerem um pecado o simples facto de se ser europeu e querer continuar a sê-lo, e porque é que é pecado?, dêem-se as voltas que se derem, só se considera que isto é pecado porque há dois mil anos andou um carpinteiro na Judeia a pregar que toda a gente tinha o dever de amar tudo e todos, depois este «pensamento» generalizou-se a uma massa de escravos e desenraizados, foi aproveitado por impérios feitos do esmagamento de Nações e, apodrecendo cada vez mais, veio a originar o anti-racismo militante. 
Contra tal doença, resta afirmar o que já era verdade no tempo de Heródoto, quatro séculos antes desse carpinteiro, e que a generalidade das populações sabem porque faz parte da ética colectiva de todos os tempos, sem que até hoje houvesse um único argumento racional de peso a poder contrariá-la com base na lógica: acima de tudo está a lealdade à Nação, que é Sangue, Língua e Religião Nacional. Tudo o resto é secundário.

9 Comments:

Anonymous Anónimo said...

A Apropriação dos Lusíadas pela Inglaterra no Século XVIII

https://www.youtube.com/watch?v=QbPnOmA5qsM

9 de julho de 2020 às 18:16:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

https://dailystormer.su/racist-reporting-local-news-report-on-black-attacking-80-year-old-white-man-has-no-place-in-america/

10 de julho de 2020 às 16:30:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

https://tvi24.iol.pt/videos/sociedade/policias-que-facam-comentarios-racistas-nas-redes-sociais-vao-ser-sancionados/5f086f470cf2b7c931459bc4

10 de julho de 2020 às 18:50:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Os ocidentais tem que parar de salvar estas "pessoas",me diga caturo,o que os Europeus ganharam até hoje ajudando os africanos,além de estupros,agressões,e racismo?
O que falta aos Brancos é uma coisa chamada VERGONHA NA CARA,tem que parar de se importar com negros,muçulmanos,e outras tralhas não européias,têm que parar de dar comida,abrigo,pensões,tem que acabar com esta visão universalista,liberaloide.
Exemplos temos vários,olhem a Rodesia,África do sul,Haiti,será que os EUA se tornaram um novo Haiti?
Os Europeus só terão paz no dia em que parar de enxergar os Africanos e seus assemelhados muçulmanos de forma idealizada,e enxerga -los como eles realmente são:
Como simplesmente aberrações da natureza,como peso morto e como seres maus e de caráter duvidoso.
Porque Tu caturo não vê notícias de Russos,ou chineses sendo abusados por estas" pessoas",porque tanto os chineses quanto os Russos ao invés de tratar estas "pessoas" com tratamento de igualdade,as trata da forma que elas deveriam ser tratadas,este é o problema maior do Ocidente,abandonou a razão,o bom senso por uma porcaria de humanismo.

11 de julho de 2020 às 02:10:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

A pesquisa oferece os pormenores de cada condição médica pré-existente, idade, etnia que aumenta a chance de morte por Covid-19, confirmando os resultados de pesquisas anteriores:

Obesos;
Diabéticos;
Idosos;
pessoas com limitações;
Negros;
Asiáticos;

Etnia
Negros, asiáticos e mestiços tem risco de 1,62 a 1,88 vezes maior de morte do que brancos, mesmo considerando condições médicas pré-existentes.

https://hypescience.com/quem-morre-covid/

Epa, o covid é racista. Mas espera lá, a raça não era uma construção social, cultural, não éramos todos iguais e só mudava a pigmentação? Lol burros de merda

11 de julho de 2020 às 14:45:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

https://store.amren.com/product/racism-guilt/

11 de julho de 2020 às 18:50:00 WEST  
Anonymous Arauto said...

Uma notícia com o seu interesse, Caturo:

https://www.sabado.pt/portugal/detalhe/jovens-de-16-anos-esfaqueados-em-rixa-com-dezenas-de-pessoas-em-praia-do-estoril

12 de julho de 2020 às 15:26:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

A França está mesmo um caos, olha o nível da substituição do povo francês:

http://www.fdesouche.com/1399869-evolution-de-la-part-de-population-dorigine-extra-europeenne-chez-les-0-18-ans-dans-les-grandes-villes-francaises-chiffres-officiels

Portugal vai ser igual, mas pelo brasil e africa. Em França é por africa e árabes

15 de julho de 2020 às 03:08:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

https://www.dailymail.co.uk/news/article-8520899/Neighbours-blood-curdling-screams-man-20s-hacked-death-machete.html?fbclid=IwAR1hNNvRvzUV0TBPdFmzykM2C5TGZnzTFRktP03Uct2jLNFIQozXZ9IK9Z4

15 de julho de 2020 às 05:02:00 WEST  

Publicar um comentário

<< Home