sexta-feira, julho 20, 2018

MUÇULMANO QUERIA ASSASSINAR PRIMEIRA-MINISTRA BRITÂNICA

O jovem britânico Naaimur Rahman foi condenado nesta Mércores por planear um ataque terrorista para matar a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May.
De acordo com a média do país, Rahman, seguidor do grupo extremista Daesh, esperava bombardear os portões da residência oficial da primeira-ministra, na Downing Street, decapitar a governante e cometer suicídio em seguida. No entanto, o seu plano falhou depois de agentes dos serviços de segurança descobrirem por acaso as suas intenções e, disfarçados de terroristas, armaram uma cilada. Ele foi preso quando caminhava por Londres com o que acreditava ser uma bomba e um suposto colete suicida. Os explosivos, fornecidos pelos agentes, eram falsos.
Segundo o Independent, a ideia do jovem de cometer o atentado teria sido motivada pela morte de um tio seu num bombardeio na Síria, onde actuava como combatente do Daesh. 
Em 2015, quando o seu tio, Musadikur Rohaman, se juntou aos terroristas na Síria, Rahman chegou a ser encaminhado para o programa nacional de des-radicalização, mas recusou-se a cooperar com as autoridades. 
O seu plano de assassinar Theresa May foi descoberto em Agosto do ano passado, quando ele foi detido e teve o seu telemóvel confiscado sob suspeita de enviar imagens indecentes para meninas menores de idade. No final de Novembro, foi preso em flagrante sob a acusação de terrorismo ao cair no esquema armado por membros do MI5, da Polícia Metropolitana e do FBI. 
*
Agradecimentos a quem aqui trouxe esta notícia: https://br.sputniknews.com/europa/2018071811750760-ataque-premier-britanica/

* * *

E os custos desta cena de aspecto cinematográfico, quais foram? Isto até no cinema custa dinheiro, quanto mais na realidade... 
É mais um contributo do calor humano oriundo do terceiro-mundo muçulmano para enriquecer o álgido, insípido e previsível quotidiano europeu.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

PM de Israel considera homólogo húngaro "verdadeiro amigo" do seu país

https://www.dn.pt/lusa/interior/pm-de-israel-considera-homologo-hungaro-verdadeiro-amigo-do-seu-pais-9612686.html

20 de julho de 2018 às 12:07:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Israel e Hungria a caminho de uma aliança?


http://pt.euronews.com/2018/07/19/terrorismo-promove-uniao-de-orban-e-netanyahu

20 de julho de 2018 às 12:12:00 WEST  

Publicar um comentário

<< Home