domingo, abril 15, 2018

IMIGRANTE AFRICANO ASSASSINA EM ESTAÇÃO DE METRO ALEMÃ

Agradecimentos a quem aqui trouxe este vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=3lBv0RcPBtA

Pode ler-se aqui algo sobre o que acima se vê: https://www.jihadwatch.org/2018/04/germany-muslim-migrant-stabs-his-ex-wife-and-one-year-old-daughter-to-death-at-train-station

É mais uma noticiazita daquelas que a SIC não mostra - numa estação de metro na Alemanha, um imigrante nigeriano assassinou a antiga companheiro e o recém-nascido filho dela. Claro que factos destes apanham com o rótulo «fake news» e acabou -pudera, mostram violência cometida por não europeus em solo europeu...


9 Comments:

Anonymous Anónimo said...

O que dizes disto, Caturo?

http://expresso.sapo.pt/politica/2018-04-15-SIS.-Secretas-admitem-regresso-a-Portugal-de-mais-de-20-mulheres-e-filhos-de-jiadistas#gs.PlB9HJY

16 de abril de 2018 às 18:16:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Toma esta magnífica propaganda multiculturalista:

https://www.youtube.com/watch?v=KaMvsDmeO5g

16 de abril de 2018 às 19:11:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

https://ipco.org.br/europa-paises-extincao/

aqui ha tempos publicaste uma noticia duma conferencia de antropologos que estavam preocupados com a extinçao dos europeus. podes-me dar o link? nao encontro

16 de abril de 2018 às 19:13:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

https://ipco.org.br/nenhuma-ong-quer-salvar-este-povo-da-extincao/

16 de abril de 2018 às 20:59:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

https://br.sputniknews.com/opiniao/201707288977809-multiculturalismo-e-politica-de-esquerda-levarao-ao-desaparecimento-de-europeus/

16 de abril de 2018 às 21:28:00 WEST  
Blogger Caturo said...

«https://www.youtube.com/watch?v=KaMvsDmeO5g»

Interessante o modo como resolvem dizer que a etnia não chega para decidir identidades porque... porque... basicamente porque... porque não, acabou, porque «a sexualidade também conta», o que não tem a real ponta de um caralho de lógica. Claro que nesta altura a saloiada anti-gay salta para a refrega a berrar «na na, os paneleiros são como os pretos, é tudo corrido daqui!!!!», sem perceber que uma coisa não tem mesmo nada a ver com outra. O essencial é isto: uma Nação é de uma só ETNIA. A sexualidade aqui não risca nada. Há todos os tipos de sexualidade em todas as Nações, sempre houve, e ninguém deixa de ser branco germânico norueguês, celta córnico, latino romeno, grego cipriota, eslavo ucraniano ou balta lituano só por ser gay, transexual ou outra coisa qualquer. Ninguém deixa de pertencer à sua identidade étnica faça o que fizer ou goste do que gostar. Ponto final.

16 de abril de 2018 às 23:07:00 WEST  
Blogger Caturo said...

«aqui ha tempos publicaste uma noticia duma conferencia de antropologos que estavam preocupados com a extinçao dos europeus. podes-me dar o link? nao encontro»

Lembras-te de mais pormenores? Não me recordo disso.

16 de abril de 2018 às 23:09:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/goldman-sachs-questiona-curar-doentes-e-um-modelo-de-negocio-sustentavel-294118

Especialistas em finanças preocupados com a evolução da medicina

17 de abril de 2018 às 18:12:00 WEST  
Blogger Caturo said...

«http://expresso.sapo.pt/politica/2018-04-15-SIS.-Secretas-admitem-regresso-a-Portugal-de-mais-de-20-mulheres-e-filhos-de-jiadistas#gs.PlB9HJY»

Num regime nacionalista um «complexo» problema destes nem sequer existiria ou seria provavelmente muito reduzido, dado que alguns - senão todos - estes retornados do Daesh pura e simplesmente nem sequer pertencem etnicamente à Nação...
Quanto aos que fossem realmente portugueses, não seria excessivo criar um regime de ensino especial como se de uma espécie de quarentena se tratasse até que fosse ou pelo menos parecesse sobejamente seguro integrá-los na sociedade portuguesa.

17 de abril de 2018 às 22:53:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home