segunda-feira, fevereiro 20, 2017

GRANDESSÍSSIMOS MÉ(R)DIA CHEGAM AO PONTO DE INVENTAR QUE TRUMP FALOU EM «ATAQUE TERRORISTA» NA SUÉCIA

Segundo Donald Trump, na passada sexta-feira à noite houve um ataque terrorista na Suécia. A questão é que não houve um ataque terrorista na Suécia.
Num discurso proferido este sábado na Florida, o presidente dos Estados Unidos da América, declarou: "Vejam o que está a acontecer na Alemanha, vejam o que aconteceu ontem à noite na Suécia. Suécia! Conseguem acreditar? Suécia! Eles acolheram um grande número [referindo-se a imigrantes e refugiados] e estão a ter problemas como nunca pensaram ser possível".
A falsa informação propagou-se rapidamente no Twitter, onde o ex-primeiro-ministro sueco Carl Bildt escreveu: "A Suécia? Um atentado? O que é que ele fumou?".
A declaração de Trump animou a rede social sob o 'hashtag' #LastNightinSweden (ontem à noite na Súécia) e #SwedenIncident (incidente na Suécia), onde Trump foi ridicularizado um pouco por todo o mundo.
Esta não é a primeira vez que membros da administração Trump, e agora o próprio, se referem a ataques terroristas inexistentes - justificados posteriormente como lapsos.
Kellyanne Conway, a conselheira de Trump - que inventou a noção de "factos alternativos" - referiu-se ao "massacre de Bowling Green" numa entrevista e explicou mais tarde que se referia aos "terroristas de Bowling Green", dois iraquianos condenados em 2011 por tentarem enviar dinheiro e armas para a al-Qaeda.
Também o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, falou por três vezes numa semana no atentado de Atlanta (no Estado da Geórgia), antes de se lembrar que o mesmo tinha na verdade acontecido em Orlando, na Florida.
*
Fonte: http://www.jn.pt/mundo/interior/trump-inventa-ataque-terrorista-na-suecia-e-culpa-imigrantes-5678006.html

* * *

Note-se - não há qualquer referência de Trump a qualquer ataque terrorista na Suécia. Zero, nicles. O que Trump disse foi que a Suécia está a ficar caótica devido à violência - agressões e violações endémicas - cometida por iminvasores oriundos do terceiro-mundo. O que se passa neste país escandinavo desde há anos é absolutamente escandaloso, como se tem visto neste blogue e em toneladas de sites sobre o tema, e mais escandaloso é que os grandessíssimos mé(r)dia não só o andem a ocultar como ainda por cima tenham o inacreditável descaramento de agora tentarem satirizar quem faz o trabalho que eles não fizeram. Os aleijadinhos mentais de merda que guincham contra o que Trump disse metem desta vez ainda mais nojo do que é costume, exibindo ou o seu autismo ou o seu desespero argumentativo. Uma das que lhes cala de imediato a fossa do palavreado é por exemplo esta: «Em Fevereiro de 2016, o Serviço de Investigação Criminal Nacional foi forçado a admitir que cinquenta áreas estavam agora rotuladas como "zonas proibidas" onde crimes sexuais, ataques à polícia, tráfico de droga e crianças a transportar armas eram ocorrências comuns.»
Fonte: https://www.jihadwatch.org/2017/02/establishment-media-mocks-trump-for-sweden-comment-while-swedish-mps-demand-billions-for-police-amid-growing-crisis

4 Comments:

Anonymous Belphegor said...

Quero crer que Trump conseguiu, com a sua vitória, abrir o caminho para a salvação do Ocidente.
É óbvio que há ainda muito trabalho por fazer, mas não de deixa de ser um bom começo.
Isto para já não referir que, pelo simples facto de não ter vindo do meio político, logo sem enfermar dos vícios próprios dessa classe, e por não poder ser comprado nem manipulado, merece a maior admiração.
Se a Hillary tivesse vencido em Novembro, seria a ascenção do Politicamente Correcto, uma espécie de continuação das políticas de Obama, mas com a agravante de a senhora ser uma discípula de Alinsky - a sua tese académica consistiu precisamente na obra social desse activista -, que engendrou uma mobilização de minorias alegadamente oprimidas com o fito de provocar a polarização e a instabilidade sociais. Convém ter em conta que organizações como o Black Lives Matter, os grupos radicais feministas e outros do mesmo quilate têm sido apoiados e financiados por magnatas como George Soros, cujas intenções filantrópicas e humanitárias escondem as suas reais intenções.

21 de fevereiro de 2017 às 00:17:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

A propósito:

http://www.dagbladet.no/nyheter/opptoyer-i-stockholm-og-politiet-har-avfyrt-varselskudd--nbspdet-ser-ut-som-en-krigssone-her/67274529

21 de fevereiro de 2017 às 01:25:00 WET  
Anonymous Arauto said...

Uma notícia com o seu interesse, Caturo:

http://www.express.co.uk/news/world/770010/Police-shoot-rioters-violence-erupts-no-go-zone-PM-denies-Sweden-crisis

21 de fevereiro de 2017 às 15:13:00 WET  
Blogger CENSURADO AGAIN said...

ver a ue prospera como estado social despertou ira e inveja neoliberal do outro lado

21 de fevereiro de 2017 às 19:02:00 WET  

Enviar um comentário

<< Home