quarta-feira, dezembro 07, 2016

LÍDER DO MAIS PODEROSO PAÍS DA UE PROMETE A PROIBIÇÃO DO VÉU ISLÂMICO

A chanceler alemã Angela Merkel foi reeleita presidente da União Democrata-Cristã (CDU) esta terça-feira com 89.5% dos votos de quase 1000 delegados. A votação decorreu durante o congresso do partido em Essen. Como nos anos anteriores, a líder dos democratas-cristãos não teve concorrentes e vai agora iniciar novo mandato de dois anos.
No seu discurso de intervenção no congresso antes da sua eleição, Merkel assumiu uma posição mais dura em relação à política de imigração. "Uma situação como a do Verão de 2015 não deve e não pode repetir-se", referiu a chanceler, citada pelo jornal britânico “The Guardian”, que acrescentou ainda que cada pedido de asilo deverá merecer uma análise mais profunda porque “nem todos podem ficar”.
A chanceler quer ainda proibir o uso do véu islâmico que cobre a cara nos locais públicos “onde seja legalmente possível”. Uma proibição total, no entanto, violaria a Constituição alemã. Como justificação, Merkel aponta que “o véu que cobre a cara inteira é inapropriado” e que não faz parte da cultura alemã. De acordo com o “The Guardian”, a moção com a proposta da proibição está prevista ir a votos esta semana. Em França, o uso do véu integral foi proibido em espaços públicos em 2011.
Merkel enfrenta também um duro desafio com a ascensão do novo partido anti-imigração de Extrema-Direita, Alternativa para a Alemanha (AfD). A Chanceler tem sofrido uma onda de impopularidade pela sua política generosa de asilo a refugiados, que permitiu a entrada de cerca de um milhão de refugiados na Alemanha. Não obstante, Merkel já prometeu que os números-recorde de entrada de refugiados na Alemanha no ano de 2015 não se vão repetir.
A líder dos democratas-cristãos, partido de Centro-Direita, está no poder desde 2005. Será candidata pela CDU a um quarto mandato nas eleições alemãs previstas para Setembro de 2017, as quais considera que “não vão ser um passeio” e que vão mesmo ser as “mais difíceis”, porque o país está dividido, escreve a Lusa.
*
Fonte: http://expresso.sapo.pt/internacional/2016-12-06-Alemanha-Merkel-e-reeleita-presidente-da-CDU-e-quer-proibir-o-uso-de-veu-islamico

* * *

É assim, a Democracia - conduz naturalmente ao poder as perspectivas mais «racistas», «xenófobas» e, neste caso, «islamófobas»... a chanceler alemã acaba por ser «forçada» a tomar medidas que a Extrema-Direita tem no seu próprio programa, porque é isso que o povo quer. Constitui isto mais uma confirmação de que a Democracia é uma aliada natural do Nacionalismo.

1 Comments:

Blogger CENSURADO AGAIN said...

TATICA CUCK PRA NÃO DEIXAR SONDAR O ESTAGIO REAL DE DECADENCIA

8 de dezembro de 2016 às 00:03:00 WET  

Enviar um comentário

<< Home