quarta-feira, agosto 31, 2016

ECOS DE RELIGIOSIDADE EM CERTO TIPO DE MÚSICA MODERNA



«Curiosamente, no Ocidente moderno, a música que apresenta certas características que se aproximam das da música extática já não se encontra nos lugares de culto mas sim noutros lugares mui distintos, como as discotecas, onde os que bailam experimentam essa espécie de isolamento hipnótico, necessário para a experiência mística que, se fosse mais bem dirigida, poderia levar à percepção de realidades supra-sensoriais. Os Deuses estão muito mais próximos das sessões de rock que dos insossos cânticos das igrejas e dos seus coros bem disciplinados, do mesmo modo que os hippies vagabundos estão muito mais próximos dos místicos errantes, dos loucos de Deus, que os monges frustrados enclaustrados em ricos mosteiros.»

In «O Xivaísmo e a Tradição Primordial», de Alain Daniélou


* * *


Já dizia Mircea Eliade, a religião está em tudo: o homem moderno tem em si resquícios da religiosidade antiga mesmo que disso não esteja consciente. A sacralidade acaba por brotar, aqui e ali, onde «menos» se espera, porque a religiosidade em si é inerente ao humano.



1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

http://br.sputniknews.com/mundo/20160830/6188783/alemanha-continura-mesma-apesar-refugiados.html

31 de agosto de 2016 às 03:46:00 WEST  

Publicar um comentário

<< Home