domingo, julho 03, 2016

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ DESTROEM PIRÂMIDE PAGÃ NO MÉXICO

Seguidores da religião fundamentalista Testemunhas de Jeová destruíram recentemente um templo milenar no México com o argumento de que o local é onde os índios adoram o diabo. 
Trata-se do Santuário de Makonikha, do sítio arqueológico de San Bartolo Tutotepec, que fica no Estado de Hidalgo. 
O santuário foi levantado há cerca de 7 mil anos pelo povo indígena Otomi, que ali reverenciava a terra, a água e fogo e faziam oferendas à natureza. 
O local é usado para cerimónias religiosas por índios da Sierra Madre Oriental.
Luis Pérez Lugo, secretário da territorialidade da nação Otomi, disse que as Testemunhas de Jeová assumiram que demoliram cerca de uma dúzia de estruturas de pedras de altares de Makonikha. Os fanáticos religiosos moram nas proximidades do sítio arqueológico, na comunidade El Pinal.
“Eles [os Testemunhas de Jeová] disseram que as cerimónias [pré-hispânicas] não estavam na Bíblia e que foram lá limpar o local de um lixo ofensivo a Deus.”
Com informação do site Criterio Hidalgo e imagem de reprodução do Youtube.
*
Fonte: http://www.paulopes.com.br/2016/07/testemunhas-de-jeova-destroem-no-mexico-templo-milenar.html#ixzz4DLmznAuO 

* * *

Dois mil anos depois do início deste credo, a intolerância que lhe é inerente continua a fazer das suas... apesar das ondas de modernização ocidentalista que lhe caíram em cima na Idade Contemporânea, na qual, recorde-se, o próprio papa chegou a pronunciar-se por duas vezes contra a tolerância religiosa, em documentos oficiais do Estado Papal...

1 Comments:

Blogger CENSURADO AGAIN said...

ABSURDO ESSAS PIRAMIDES SÃO UM PATRIMONIO INCALCULAVEL A HISTORIA DO NOVO MUNDO ABRAAMICOS TEM QUE MORRER

4 de julho de 2016 às 01:01:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home