quarta-feira, julho 27, 2016

APESAR DO TERRORISMO - PRESIDENTE DA COMISSÃO EUROPEIA QUER MANTER FRONTEIRAS ABERTAS E FOMENTAR A IMINVASÃO

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, declarou ontem à France 2 que por mais que o terrorismo piore, as fronteiras têm de permanecer abertas, porque sim, porque têm, porque a política das fronteiras abertas é uma das prioridades do seu projecto, diz ele: «Esta é uma das quatro liberdades fundamentais do Tratado de Roma. É um princípio inviolável.» Um dogma, portanto... Chega a dizer que ao contrário da sugestão de que talvez as fronteiras devam ser fechadas devido à onda terrorista, ele acha que é preciso fazer «exactamente o oposto», ou seja, exibir ainda mais os valores liberais das fronteiras abertas.

Entenda-se: dar ainda mais a outra face, expor-se mais e mais à violência alógena... e a isto o anti-racistame militante não chama «provocação», pois claro, só é «provocação» quando a Extrema-Direita quer que a alogenia em peso nos deixe em paz e fique à distância... e recebe o rótulo de «provocação» ou pior para que de algum modo se possa censurar a proposta, que é para o povinho não a ouvir demasiadas vezes, porque quanto mais o povinho a ouvir, mais nela vota, e lá se vai o projecto multiculturalista c'o caralho, assim não há condições de impingir ao povinho as maravilhas do mundo sem fronteiras nem identidades...

O gajo que manda na Comissão Europeia sem ter sido eleito disse também preferir a vitória de Hilary Clinton que a de Donald Trump, e que a Turquia tão cedo não entra na União Europeia; afirmou também que a Comissão Europeia está apostada não só em manter as fronteiras abertas, custe o que custar, mas também em favorecer a imigração como uma das suas prioridades de topo, tornando mais fácil e desejável a vinda e estabelecimento de famílias africanas na UE.

Falta pois mais, muito mais democracia na UE, para que fulanos destes não possam mandar no povo sem para isso terem sido escolhidos pelo povo... 

*

Fontes: 

https://www.jihadwatch.org/2016/07/juncker-no-matter-how-bad-migrant-crisis-jihadi-terrorism-get-well-never-give-up-on-open-borders
http://www.breitbart.com/london/2016/07/25/juncker-vows-eu-open-borders-always/

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

É a UE a ser boa para os países europeus. acclaim

27 de julho de 2016 às 15:36:00 WEST  
Anonymous pvnam said...

O Multiculturalismo Badalhoco vai ter que se aguentar
.
Ora, de facto, o multiculturalismo badalhoco teve triliões de oportunidades... optou por dedicar-se à bandalheira... vai ter que se aguentar: leia-se, vai ter que levar com aqueles que PURA E SIMPLESMENTE reivindicam o LEGÍTIMO Direito à sobrevivência da sua Identidade!
.
.
-» Nazismo não é o ser 'alto e louro', bla bla bla,... mas sim a busca de pretextos com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros!
-» Os 'globalization-lovers' nazis que andam por aí... buscam pretextos... para negar o Direito à sobrevivência das Identidades Autóctones.
-» Pelo contrário, os separatistas-50-50 { separatismo--50--50.blogspot.com/ } não têm um discurso de negação do Direito à sobrevivência de outros... mais, os separatistas-50-50 não são anti-imigração... isto é, os separatistas-50-50 apenas reivindicam o legítimo Direito à Sobrevivência das Identidades Autóctones!... LEIA-SE: os 'globalization-lovers', UE-lovers e afins... que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa!
.
.
.
P.S.
Exemplo: A vulgarmente designada Esquerda Multiculturalista (multiculturalismo badalhoco) não se preocupa com a construção duma sociedade sustentável (média de 2.1 filhos por mulher)... critica a repressão dos Direitos das mulheres... todavia, em simultâneo, para cúmulo, defende que... se deve aproveitar a 'boa produção' demográfica proveniente de determinados países {nota: 'boa produção' essa... que foi proporcionada precisamente pela repressão dos Direitos das mulheres - ex: islâmicos}... para resolver o deficit demográfico na Europa!?!?!

28 de julho de 2016 às 00:06:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home