sábado, junho 25, 2016

QUANDO A HOLANDA QUIS TOMAR POSSE DE TERRITÓRIO DO NORTE DA ALEMANHA

O plano Bakker-Schut foi um plano de anexação de territórios da Alemanha esboçado pelos Países Baixos após a Segunda Guerra Mundial.
O nome do plano provinha do nome dos membros da comissão neerlandesa encarregada de redigir este projecto. Consistia numa série de reparações económicas mas também incluía a anexação de alguns territórios alemães. Na sua forma mais ambiciosa incluía cidades como Colónia, Aachen, Münster ou Osnabrück. A ser realizado, o plano daria aos Países Baixos um aumento de mais de 30% do seu território.
Muitos alemães que viviam nos Países Baixos foram considerados "sujeitos inimigos" e internados em campos de concentração na chamada operação Black Tulip. Destes, 4000 foram deportados dos Países Baixos. Como resposta a esta operação, o Alto Comissariado Aliado expulsou milhares de cidadãos neerlandeses residentes na Alemanha. O plano Bakker-Schut previa também a expulsão de toda a população local à excepção dos alemães que falavam o dialecto baixo alemão, língua semelhante à língua neerlandesa.
Em 1947, o Alto Comissariado Aliado de Alemanha rejeitou o projecto neerlandês. Os aliados estavam incomodados pela chegada de refugiados alemães à Alemanha (entre 12 e 14 milhões[1] ) e não estavam dispostos a que houvesse mais deslocações populacionais.
A conferência de Londres de 23 de Abril de 1949 permitiu não obstante realizar pequenos ajustes fronteiriços a favor dos Países Baixos. Nesse mesmo dia, tropas neerlandesas ocuparam zonas correspondentes a uma versão reduzida do plano C do Plano Bakker-Schut. A maioria dos territórios ocupados foram-lhe devolvidos logo a Alemanha em 1 de Agosto de 1963, excepto uma pequena colina no pequeno povoado de Wyler.
*
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Plano_Bakker-Schut

* * *

Um bom projecto para um futuro possível em que a Europa se torne cada vez mais numa Europa das Nações.

5 Comments:

Anonymous Anónimo said...

sera que essas partes terao mais identidade holandesa que alema?
antes da 1 guerra mundial penso que ja eram alemas.

e sendo assim, teriamos de expulsar os russos do enclave kaninegrado e devolver aos alemaes a prussia.
expulsar os polacos da parte que era alema e devolver aos polacos a parte leste retirada pelos russos.

Enfim so se fez merda depois da guerra e hoje em dia continua-se a fazer.
Os europeus podem ser bons em criar riqueza, mas destroem-se a eles proprios e sao injustos uns com os outros. E agora a machadada final, o multiracialismo em todo o seu esplendor a acabar com a existencia dos europeus.

26 de junho de 2016 às 00:34:00 WEST  
Blogger CENSURADO AGAIN said...

O NORTE DA ALEMANHA TA MUITO MAIS PERTO DO SUL DA JUTLANDIA COMO ETNOS OU SEJA DA DINAMARCA DO SUL

26 de junho de 2016 às 01:32:00 WEST  
Blogger CENSURADO AGAIN said...

A LINGUA HOLANDESA PARECE TRANSIÇÃO ENTRE ALEMÃO E NORDICO

26 de junho de 2016 às 01:33:00 WEST  
Blogger CENSURADO AGAIN said...

OU SEJA A PROPRIA HOLANDA TA MAIS PERTO DOS JUTOS QUE DOS ALEMÃES

26 de junho de 2016 às 01:33:00 WEST  
Blogger Caturo said...

Antes da primeira guerra eram alemãs, mas que alemãs?, alemãs de língua do Baixo Alemão, ou seja, do mesmo grupo que o Holandês, enquanto o Alemão da Alemanha é o Alto Alemão. Salientei a vermelho no texto a passagem relativa ao tema.

26 de junho de 2016 às 17:35:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home