domingo, maio 15, 2016

DISTRIBUEM-SE PASTILHAS DE IODO À POPULAÇÃO BELGA - PREVENÇÃO PARA ACIDENTE NUCLEAR E/OU POSSÍVEL ATENTADO MUÇULMANO?

Fonte: http://katehon.com/es/news/pastillas-de-yodo-para-todos-belgica-toma-medidas-ante-un-posible-atentado-nuclear
*
 Toda a população da Bélgica receberá do Estado pastilhas de iodo como prevenção para qualquer acidente nuclear que ocorra numa das centrais nucleares do país. A ministra da Saúde, Maggie De Block, decidiu ampliar o âmbito da distribuição das pastilhas para cem quilómetros em torno das centrais nucleares belgas, enquanto até agora a medida só se aplicava à população que se encontrasse a vinte quilómetros destes problemáticos centros energéticos. A referida ampliação deu-se a conselho do Conselho Superior de Saúde e da Agência Federal de Controlo Nuclear.
Em caso de desastre, as pastilhas podem aliviar os efeitos do iodo-131, um dos elementos radioactivos mais perigosos para a saúde, embora se mantenha no ar por apenas oito dias. O iodo-131 causou cerca de cinco mil mortes por cancro de tiróide depois do desastre nuclear de Chernóbil em 1986.
Esta decisão dá-se escassas semanas depois de se ouvirem advertências sobre a possibilidade de o califado da Síria e do Iraque fabricar uma «bomba suja» (artefacto criado para disseminar material radioactivo sobre a população) depois do sequestro de um especialista em energia nuclear. Os temores sobre as centrais nucleares focam-se na eventualidade de haver um «acidente em que alguém detone uma bomba no interior de uma central», afirma Sébastien Berg, porta-voz da agência federal da Bélgica para o controlo nuclear.
De notar que em finais de Março soube-se que os muçulmanos que cometeram os atentados em Bruxelas, matando trinta e uma pessoas, planeavam originalmente atacar centrais nucleares mas mudaram de objectivo quando foi preso um dos seus cúmplices. Entretanto, a 26 de Março, um agente de segurança da central nuclear de Charleroi foi assassinado e o seu cartão de acesso roubado.

* * *

Sempre fui contra a existência de centrais nucleares... centrais nucleares com muçulmanos ao pé em país não muçulmano, isso então parece quase um bilhete para a desgraça. 
Convém entretanto lembrar que perto da fronteira portuguesa e junto ao Tejo há um central nuclear, que por acaso já devia ter sido desactivada há anos e de vez em quando tem umas fugazitas de radiação...




1 Comments:

Blogger João José Horta Nobre said...

As centrais nucleares poderiam ser bastante mais seguras, se fossem construídas debaixo do solo, onde a terra funcionaria como uma barreira natural à radiação. Claro que mesmo assim continuaria a haver riscos, mas sempre era menos arriscado do que ter centrais a céu aberto como acontece hoje.

15 de maio de 2016 às 19:14:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home