domingo, dezembro 06, 2015

OPERAÇÃO DO SEF NA ZONA CENTRO DETECTA REDE HINDUSTÂNICA DE TRANSPORTE DE TRABALHADORES ILEGAIS PELAS MESMAS VIAS DA VINDA DE ALEGADOS REFUGIADOS PARA A EUROPA


Uma operação do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) realizada ontem em Penamacor, Castelo Branco, na sede de uma empresa detida por um indiano com nacionalidade portuguesa, permitiu consolidar uma suspeita: a rede de traficantes que trazia imigrantes da Índia e do Paquistão para trabalhar naquela empresa usava uma das rotas que servem para transportar os refugiados sírios para a Europa.
Segundo apurou o DN com fonte do SEF, os imigrantes entraram no espaço europeu de forma fraudulenta, com vistos dados por consulados europeus que a legislação normalmente define como situações excepcionais. Pagaram aos contrabandistas alguns milhares de euros e depois viajaram por rotas aéreas em companhias low-cost (onde não há controlo sistemático), dispersas por destinos como Grécia, Zurique, Roma e Barcelona. No caso da Grécia, a mesma rota usada para transportar refugiados sírios. Depois de chegarem a cidades como Zurique (Suíça) ou Barcelona (Espanha), os trabalhadores hindustânicos seguiam de autocarro para Portugal.
*
Fonte: https://www.facebook.com/PNR.Partido.Nacional.Renovador/photos/a.116919651674158.11367.116915155007941/1090280757671371/?type=3&theater


1 Comments:

Blogger tvranivs nostratorvm said...

Pois agora sabemos por ke tantos pakis "sirios" hehe

7 de dezembro de 2015 às 03:07:00 WET  

Enviar um comentário

<< Home