segunda-feira, agosto 31, 2015

EM FRANÇA - LÍDER DA FRENTE NACIONAL VENCERIA A PRIMEIRA VOLTA DAS PRESIDENCIAIS SE ESTAS SE REALIZASSEM HOJE



Agradecimentos a quem aqui trouxe esta notícia: http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=4746644&page=-1   (artigo originariamente redigido sob o acordo ortográfico de 1990 mas corrigido aqui à luz da ortografia portuguesa)
*
Estudo de opinião realizado pelo instituto IFOP para a revista Paris Match concluiu que a líder da Frente Nacional recolheu 26% a 27% das intenções de voto, superando Sarkozy e o actual presidente Hollande.
A líder da extrema-direita francesa, Marine Le Pen, venceria a primeira volta das presidenciais se a votação, prevista para 2017, se realizasse agora, segundo uma sondagem divulgada hoje.
O estudo de opinião, realizado pelo instituto IFOP para a revista Paris Match, concluiu que a líder da Frente Nacional (FN) recolheu 26% a 27% das intenções de voto, superando o ex-presidente conservador Nicolas Sarkozy (24%) e o atual presidente, o socialista François Hollande (20%).
Se o adversário socialista fosse o primeiro-ministro, Manuel Valls, Marine Le Pen mantinha os mesmos 26%, vencendo, embora por uma margem menor, com Valls a registar 22%.
Num terceiro cenário, em que o candidato socialista fosse o ex-ministro da Economia Arnaud Montebourg, a vantagem de Le Pen subia para os 27%, com o ex-ministro a recolher apenas 8% das intenções de voto.
O instituto de sondagens destacou que, tendo em conta a margem de erro, Valls e Hollande registariam resultados semelhantes numa votação, o que deixaria a segunda volta para Le Pen e Sarkozy.
Nas presidenciais realizadas em França em 2012, vencidas por François Hollande, o socialista obteve 51,62% dos votos na segunda volta, em que defrontou Nicolas Sarkozy, que obteve 48,38%.
Marine Le Pen ficou-se então pela primeira volta, com 17,9%.
A sondagem foi realizada entre 17 e 19 de Agosto através de entrevistas a 950 pessoas.

* * *

Mais uma vez, e mais outra, e mais outra, e mais outra ainda, e outra, e outra, e outra, se confirma, e mais outra, digo, se confirma, dizia, o que tenho afirmado à saciedade ao longo de anos: a Democracia é uma aliada natural do Nacionalismo. Quanto mais tempo os Nacionalistas falem em discurso directo ao povo, mais o povo vota nos Nacionalistas, tão somente porque o Nacionalismo é, no essencial, o instinto de salvaguarda do Nós vertido em forma organizada, sistematizada, política. O Nacionalismo é, por isto mesmo, a tendência ideológica com mais potencial de crescimento no seio do povo. Por conseguinte, quanto mais democrático for o regime, isto é, quanto mais a vontade do povo se exercer, mais força terá, a médio ou longo prazo, a presença política nacionalista.
O sucesso da Frente Nacional é disto mesmo uma testemunha. Não se fez num dia, nem num ano, nem numa década, nem em duas ou três, mais tem crescido, a passo e passo, com avanços e recuos, recuos e avanços. É um trabalho de longo fôlego, combate para uma vida inteira. E faz-se, evidentemente, com o povo, ao lado do povo, não virando as costas ao povo nem ficando à espera de líderes iluminados ou de meia dúzia de atrofiados anti-democratas que acham graça a ler sobre o Hitler e, na sua mediocridade pretensiosa e ridícula, meteram nos cornos que constituem alguma elite de cavalaria pós-apocalíptica ou similar merda. 
O combate continua.

7 Comments:

Anonymous Anónimo said...

A filha dela eh muito amiga da filha de alexander dugin.

31 de agosto de 2015 às 21:45:00 WEST  
Anonymous Arauto said...

Olha-me para esta, Caturo:

http://observador.pt/2015/08/31/refugiados-sirios-estao-entrar-na-europa-bicicleta-pelo-artico/

31 de agosto de 2015 às 21:48:00 WEST  
Blogger Caturo said...

Tal é o desespero.

31 de agosto de 2015 às 22:14:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

tem sido assim, ja nas ultimas eleiçoes tavam a frente. Mas depois começa a campanha e a coisa muda, descem para 3 ou 2.

1 de setembro de 2015 às 19:40:00 WEST  
Blogger Caturo said...

Esta é a primeira vez que se dá a vitória, em sondagem, a Marine Le Pen. De resto, há que insistir, insistir, insistir, que água mole em pedra dura tanto dá até que fura. E que não desse, o combate é, em si, um dever.

1 de setembro de 2015 às 19:58:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

a democracia é tão boa q quase não a mais tempo para mudar, quero ver vc defender a democracia quando os imigrantes estiverem votando a seu favor como ja fazem nos EUA e Europa.

1 de setembro de 2015 às 20:46:00 WEST  
Blogger Caturo said...

Pois, mas isso já não será Democracia, será o resultado da falsificação da mesma.

2 de setembro de 2015 às 00:32:00 WEST  

Publicar um comentário

<< Home