quarta-feira, agosto 19, 2015

AINDA SOBRE O BATALHÃO PAN-ESLAVISTA «SVAROG», UNIDADE PARA-MILITAR RELIGIOSA QUE COMBATE NA UCRÂNIA

Agradecimentos a quem aqui trouxe a notícia donde se retira o seguinte vídeo sobre os praticantes da religião étnica eslava, Rodnovery, em Donbass, Ucrânia:


Com legendas em Português ainda não encontrei, paciência, mas assim já dá uma ideia. Trata-se de uma matéria que já tinha sido aqui referida numa publicação, esta: http://gladio.blogspot.pt/2014/10/um-certo-grupo-pagao-eslavista-russista.html

Até imaginei que de lá para cá estes já teriam esticado o pernil, mas não, lá continuam, entre altos e baixos, o que, no essencial, até é boa notícia. Diz a notícia em Castelhano, datada deste mês de Agosto de 2015, que o batalhão «Svarog» chegou a ter duzentos mil combatentes (?). O seu líder religioso-militar, Oleg Orchikov, foi entretanto preso, em Novembro, por homicídio e saque, mas o grupo continua a existir.
O porta-voz actual do batalhão, Vitaly Brednev, garante que as suas forças retornarão o seu vigor em pouco tempo. Conta ainda que tem havido atrito entre os do culto Rodnovery e a Igreja Ortodoxa, a qual, segundo Brednev, vê os pagãos Rodnovery como competidores. Pudera, o Cristianismo é igual em toda a parte e sempre se mostrou inimigo do que considera concorrência, ou por outra, artimanha do «diabo», porque na doutrina cristã o «Deus verdadeiro» é só um e foi revelado só aos Judeus, numa primeira fase, e à humanidade por intermédio dos Judeus, numa segunda, enfim, a ladainha totalitária que já se conhece. 

A página que o leitor aqui trouxe, esta, http://www.m-x.com.mx/2015-08-15/paganos-eslavos-nacionalistas-y-antisemitas-de-la-creencia-rodnovery-una-etnia-que-toma-parte-en-el-conflicto-de-ucranian-video/, diz no essencial o que se pode ler na sobre-mencionada publicação do Gladius.
Volto a lamentar, como na altura em que publiquei o artigo, o carácter anti-ucraniano do grupo e o seu anti-semitismo paranóico misturado com interpretações delirantemente etnocentristas da História, como a de que os Chineses «roubaram» o Yin/Yang aos Eslavos e fizeram a grande muralha da China para destes se protegerem. Ainda assim, por entre aquilo que, pessoalmente, me parece entulho, não deixa de brilhar o essencial - a noção da restauração do culto às antigas Divindades nacionais, ainda que entendidas talvez de um modo moderno, porventura semi-monoteísta, henoteísta, qualquer coisa assim, (a Rodnovira moderna começou assim mas tem-se politeistizado, por assim dizer) mas, na prática concreta, politeísta, a do culto a diversas Divindades da herança religiosa étnica, aquilo que constitui de facto a religião étnica, no caso a eslava, corolário de qualquer Nacionalismo integral, neste caso o dos Eslavos.

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Quero deixar claro que eu tenho antepassados eslavos, tenho um imenso amor pela minha herança eslava, tenho orgulho ser eslavo étnico (sem preconceito com as demais etnias brancas, somos antes de tudo irmãos de sangue),mas me dói muito ver outros irmãos eslavos e brancos brigam entre si, por meio de antigos ódios e rancores históricos por antigas disputas que herdamos dos nossos antepassados, quando isso os nossos inimigos de cor só reproduzem mais e mais, somente comemoram essa matança entre irmãos. Parem com isso, defendam sua raça tenha Orgulho ser branco, tenham Orgulho eslavo em todo o mundo!.

20 de agosto de 2015 às 14:41:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Entrevista com Pavel Tulaev que é líder da nova direita russa e do moderno paganismo eslavo no grande urso eslavo. (sem legendadas em português infelizmente.

http://www.youtube.com/watch?v=JWlTv0-FkIA

20 de agosto de 2015 às 16:25:00 WEST  
Blogger R. Vilhena said...

Pelo visto eles realmente tem um problema com esta coisa de im e iang. E mais nada.

O outro problema que você apontou certamente problema é que não o é.

20 de agosto de 2015 às 20:13:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home