quarta-feira, maio 20, 2015

EUROPEUS DESCENDEM MAIORITARIAMENTE DE TRÊS LINHAGENS DISSEMINADAS NA IDADE DO BRONZE

Estela da Herdade de Abóbada (Almodovar) 

Um estudo publicado pela revista Nature Communications indica que sessenta e quatro por cento (64%) de uma amostra de Europeus compartilha três linhagens ancestrais que datam desse período.
Esta comunidade de raízes poderia ter a sua origem numa explosão demográfica ocorrida entre há dois mil e há quatro mil anos, fenómeno este cuja causa se desconhece.
O trabalho académico foi dirigido pela Universidade de Leicester, em Inglaterra, e contou com a participação de especialistas da Universidade Complutense de Madrid (UCM) e da Universidade do País Basco.
Eduardo Arroyo-Pardo, investigador do grupo de Genética Forense e Genética de Povoações da faculdade de Medicina da UCM  e co-autor do estudo, afirma que «sessenta e quatro por cento das amostras dos homens estudadas procedem de três linhagens ancestrais. É uma estimativa derivada de certos modelos matemáticos.»
Os cientistas que participaram na pesquisa analisaram os cromossomas Y de trezentos e trinta e quatro indivíduos do sexo masculino (as mulheres não têm Y, como se sabe), distribuídos por várias populações europeias e  duas do Próximo Oriente: Espanha, Grécia, Sérvia, Hungria, Alemanha (Baviera), Holanda (Frísia), Dinamarca, Noruega, Itália (Toscânia), Finlândia (Sami), Inglaterra (Herefordshire e Worcestershire), Órcades e Irlanda, bem como Turquia e Palestina. Acrescentou-se-lhes um amostra genérica do norte europeu e outra proveniente do oeste.
Arroyo-Parda adianta que os resultados «parecem apoiar uma dupla contribuição neolítica a um substrato europeu caçador-recolector: uma primeira migração neolítica antiga procedente do Próximo Oriente e uma segunda migração neolítica originária do Mar Cáspio.» Posteriormente observa-se, na Idade do Bronze Antigo (entre há quatro e há cinco mil anos), um aumento da frequência das variantes de cromossoma Y introduzidos, segundo a mesma fonte.
O orientador do estudo, professor Mark Jobling (Leicester), explica que «a expansão da população acontece no contexto da Idade do Bronze, o que envolveu alterações em práticas funerárias, disseminação da montaria a cavalo e desenvolvimentos do armamento. Homens dominantes ligados a estas culturas podem ter sido responsáveis pelos padrões do cromossoma Y que vemos actualmente.»
*
Fontes: 
 - http://www.lavanguardia.com/vida/20150519/54431342130/mayoria-varones-europeos-linajes-comunes.html
 - http://www2.le.ac.uk/offices/press/press-releases/2015/may/most-european-men-descend-from-a-handful-of-bronze-age-forefathers

* * *

Salienta-se portanto, mais uma vez, um período histórico que em termos científicos costuma estar associado à grande indo-europeização da Europa. A centralidade dos Indo-Europeus na História do Ocidente revela-se, uma vez mais, notoriamente incontornável.


4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Acordos Brasil-China assinados em Brasília somam US$ 53 bilhões

Leia mais: http://br.sputniknews.com/brasil/20150519/1061054.html#ixzz3afowUK1Y

20 de maio de 2015 às 11:31:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Mais uma pérola das redes sociais.

Atentai a indignação geral dos comentadores! É a escandaleira nacional! O racismo existe, mesmo "em pleno século XXI"!

Claro que não faltam os arautos da Verdade que dizem lidar de perto com pretos e ciganos e que juram a pés juntos que estes nunca dão problemas e que são muito educados e respeitadores, para depois atribuírem todo o mau comportamento aos suspeitos do costume, os "brancos" (tem que se escrever com aspas porque nós, os politicamente correctos, não sabemos o que é um branco).

Não obstante, o que não falta e nunca faltou para aí é pandilhas de negros e grupos criminosos de ciganos a fazerem disparar a taxa de criminalidade e a criarem mau ambiente nas ruas. Mas isso, pá, é só do conflito de gerações, somos todos cegos no que toca a raças (aliás, não existem raças, a raça humana, cagari, cagaró), é a juventude irreverente de hoje em dia a fazer os seus inocentes e naturais disparates mas que acaba por crescer e tornar-se integrada e produtiva na sociedade. Isto só existem raças quando é para atribuir as culpas de tudo e mais alguma coisa aos "brancos" (que nem sequer sei o que isso é).

https://www.facebook.com/RabiscosdeumMaldisposto/videos/481566751993577/

20 de maio de 2015 às 18:08:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

De meter ainda mais nojo é o facto desses mesmos brancos defensores a todo o custo das minorias oprimidas se remeterem ao silêncio sempre que um cigano generaliza e diz que todos os brancos são pedófilos (só porque existem casos de pedofilia esporadicamente entre a comunidade branca; e isto dito por pessoas que pertencem a uma etnia para a qual o casamento com menores é convencional) ou um preto ou uma preta dizem cobras e lagartos dos brancos, defendendo-se em causa própria porque pertencem a uma minoria (cada vez mais protegida, diga-se de passagem...)! Não só se calam como até apoiam esses comentários!!!
Isto denota uma falta de amor-próprio e à estirpe a tanger o masoquismo étnico e uma preferência ao Outro que só mesmo por lavagem cerebral ao longo dos tempos pode ser explicada.

Quem não se manifesta são os que não papam cá as cantilenas politicamente correctas da praxe porque não querem, ou têm medo, entrar em desarmonia com os restantes. Quando o fazem, e por mais factual e lógico que seja a sua argumentação, são logo, imediatamente tachados de xenófobos, racistas, fascistas, etc e tal, sem que os seus argumentos lógicos sejam sequer ouvidos, quanto mais refutados, e perdem a credibilidade aos olhos da carneirada.

Continuem assim, a dar força ao Alienígena. Continuem que, quando se virem entregues à maioria alógena, logo verão com que tolerância e anti-racismo lhes gratificarão.

20 de maio de 2015 às 18:56:00 WEST  
Blogger KVRGANIVS NOSTRATORVM said...

20 de maio de 2015 às 18:56:00 WEST

POIS ELES FOGEM DELES PROPRIOS PRA PARASITAR A ESTABILIDADE BRANCA MAS DEPOIS ELES ENGOLEM TUDO E TRANSFORMAM EM DETROITS ATÉ QUE NÃO HA MAIS PRA ONDE IR É INSUSTENTAVEL

20 de maio de 2015 às 22:01:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home