segunda-feira, junho 30, 2014

LÍDER NACIONALISTA FRANCESA APROVEITA VIOLÊNCIA ARGELINA NAS RUAS PARA ATACAR DUPLA NACIONALIDADE

Marine Le Pen, líder da Frente Nacional francesa

«Há que eleger entre ser argelino ou ser francês, não se pode ser as duas coisas», disse Marine Le Pen depois dos distúrbios causados pelo apuramento da Argélia aos oitavos de final no Mundial de futebol no Brasil.
A líder da Frente Nacional,partido de extrema-direita francês, quer pôr fim à dupla nacionalidade e disse ainda que os distúrbios, em que foram detidas 74 pessoas, demonstram o fracasso da integração. 
«o Estado tem que recuperar a sua autoridade. Não há nenhum país no mundo que aceite suportar o que nós suportamos no nosso território», disse Le Pen, em declarações à emissora Europe 1 e ao diário Le Monde. 
Amanhã será reforçada a segurança para a partida disputada entre Argélia e Alemanha, a contar para os quartos de final.
***
Fonte: http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=486471

E no caso das duplas nacionalidades luso-francesa, franco-alemã, franco-italiana, por exemplo... que dirá Marine Le Pen? 
Eu diria que a Europa é uma coisa, o mundo não europeu é outra. É óbvia a muito maior proximidade entre europeus do que entre europeus e não europeus - racial, cultural, e, por conseguinte, civilizacional. Dupla nacionalidade entre europeus sim - dupla nacionalidade com componente estranha à Europa, não.

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Ela disse que o que une o FN a Putin na Russia e que este defende as "raizes cristas" da Europa. Base, segundo ela, da cultura europeia. Nada mais falso, considerando, conforme eu ja citei aqui, que muitos na Russia sequer se julgam "europeus". O papel da sua e de flagrante hostilidade a Europa, nao so em termos de geoestrategia como tb cultural. A Russia e autoritaria e autocratica. Os russos rejeitam a democracia e, portanto, a cultura ocidental.

30 de junho de 2014 às 21:03:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Pois mesmo dupla nacionalidade entre Europeus, Não.

30 de junho de 2014 às 23:03:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Viva Marine Le Pen, Viva a Rússia.

1 de julho de 2014 às 16:57:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

A nacionalidade é sagrada, e portanto é não para qualquer tipo de dupla nacionalidade. Ou se é romano, ou se é bárbaro, não se pode ser as duas coisas.

4 de julho de 2014 às 01:11:00 WEST  

Publicar um comentário

<< Home