domingo, fevereiro 27, 2011

NÃO AO RACISMO ANTI-BRANCO

19 Comments:

Anonymous Tuga do Tugal said...

Quando um skinhead ou outro nacionalista europeu violento bate num imigrante português, como já tem acontecido (assim de repente lembro-me de casos particularmente graves ocorridos na Irlanda do Norte, França e Alemanha)
isso é um caso de racismo anti quê?
Para o skinhead/nacionalista atacante não se trata de racismo anti branco, já que quase de certeza não vê no imigras tuga de pinta aciganada/magrebina (aos olhos do skin) que está a atacar um verdadeiro branco europeu.
Digo-te uma coisa caturo. Se um tuga daqueles com pinta aciganada/arabizada, como tantos tugas têm, for á Russia e der de caras com um grupo de Skins, é bom que se despache a saír dali, porque não é o facto de gritar que a base genética dos povo tuga é semelhante á de não sei quantos países europeus, que o vai livrar de receber o tratamento destinado pelo skins russos á escumalha não branca que anda pela Russia.
Seria giro organizar uma excursão de tugas do PNR á Russia de deixá-los lá ás mãos de grupos da extrema direita racial russa. Tudo o que fosse tuga "branco mediterranico" (como tu chamas aos tugas de pinta a fazer lembrar os magrebinos), levava no focinho, sem mais contemplações.

27 de fevereiro de 2011 às 07:57:00 WET  
Blogger Titan said...

"isso é um caso de racismo anti quê?"

Anti-estrangeiro, não?

27 de fevereiro de 2011 às 18:19:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

O skins em Portugal só são violentos com os próprios portugueses.

27 de fevereiro de 2011 às 21:37:00 WET  
Blogger Caturo said...

«Seria giro organizar uma excursão de tugas do PNR á Russia de deixá-los lá ás mãos de grupos»

Não sei se seria como dizes, o que sei é que quando por exemplo o camarada Mário Machado (a quem alguns antifas cá do burgo chamaram «skinhead libanês», pretendendo com isso negar o carácter europeu do seu aspecto físico) ia à Alemanha, dava-se com os skinheads ns mais radicais, sendo muitos deles, senão a maioria, de tipo marcadamente nórdico, e não consta que alguma vez tenha levado na tromba, além de que até o puseram a discursar...

Mas considerando a pior das possibilidades, a que colocas relativamente ao que na Rússia se passaria - pois muito bem, esse é só mais um motivo para sermos racialistas. E o motivo é óbvio, já o expliquei, mas repito-o: significa isso que, se algum dia a Europa Ocidental ficar totalmente iminvadida e mulatizada e os nacionalistas europeus tiverem de abandonar, provisoriamente (?...) o território, tal como outrora os nossos antepassados hispano-gótico-romanos se viram forçados a retirar para as Astúrias, e se estas novas «Astúrias» forem, por exemplo, a terras da Sibéria, então é possível que enquanto os nacionalistas alemães, holandeses, ingleses, flamengos, sejam aí aceites, os nacionalistas portugueses, espanhóis, italianos, gregos sejam pelo contrário rejeitados, ou só possam entrar numa condição de cidadãos de segunda ou coisa assim...

Quer isto dizer que os nacionalistas da Europa meridional correm o sério risco de não terem mesmo para onde ir se a Europa meridional for submergida numa maré demográfica do terceiro-mundo. Se a Europa Ocidental for dominada por hordas não europeias, os nacionalistas «mais morenos» terão pois muito mais a perder do que os «mais clarinhos», por assim dizer. O empenho dos nacionalistas europeus do Sul no combate pela terra branca tem por isso mesmo de ser «ainda mais total» do que o dos outros todos, que é outra maneira de dizer que temos de fazer não apenas os possíveis, mas também os impossíveis para que Portugal, e o resto da Europa do Sul, continue a ser propriedade dos Povos áricos meridionais.

27 de fevereiro de 2011 às 21:43:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

"O skins em Portugal só são violentos com os próprios portugueses."

Não inventes, pá.

27 de fevereiro de 2011 às 23:18:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Um ladrão(condenado)pode ser teu"camarada",meu não é de certeza.

28 de fevereiro de 2011 às 19:49:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Ladrão onde??? Não inventes, pá.

28 de fevereiro de 2011 às 21:57:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Quando um skinhead ou outro nacionalista europeu violento bate num imigrante português, como já tem acontecido (assim de repente lembro-me de casos particularmente graves ocorridos na Irlanda do Norte

_______________

Só por acaso, esse emigrante "português" era nada mais que um cabo verdiano, naturalizado português, portanto atenção a essas noticias mentirosas dos jornalistas, que querem fazer chantagem com os portugueses nativos.

Portugal aos portugueses
Europa aos europeus

1 de março de 2011 às 02:19:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Digo-te uma coisa caturo. Se um tuga daqueles com pinta aciganada/arabizada, como tantos tugas têm, for á Russia e der de caras com um grupo de Skins, é bom que se despache a saír dali,

_______________

ciganos não são portugueses e portugueses" com pinta arabizada são poucos, ao contrário de alguns dos russos que têm pinta de mongol.

Já agora, tanto Portugal, Espanha, Polónia, Sérvia, quanto a Rússia são países brancos europeus na maioria esmagadora da sua população.

1 de março de 2011 às 02:22:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Alguns portugueses gostam mesmo de se ajoelhar, fodasse, nós somos brancos europeus e nada temos que demonstrar a ninguém///////

O nosso sangue fala por nós___ Porque será que todas as organizações racialistas internacionais de renome têm capítulos - portugueses? todas elas Hammerskin Nation, Volksfront, Blood and Honour, Stomfront, todas elas. Pensem antes de escrever e isto é para ti, tuga de tugal, que deves é ser um preto.

1 de março de 2011 às 02:27:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Tudo o que fosse tuga "branco mediterranico" (como tu chamas aos tugas de pinta a fazer lembrar os magrebinos), levava no focinho, sem mais contemplações.

_______________

Tipo quem? tipo os nacionalistas portugueses que todos os anos vão a Dresden? tipo o Mário Machado convidado de honra a discursar perante 10.000 nacionalistas/skins europeus, não me faças rir

http://www.youtube.com/watch?v=ZVU1SuPAifw&feature=related

E olha que o Mário Machado é branco mediterrânico, tão branco como um báltico ou um nórdico.
Sem contemplações levavas era tu na tromba por escreveres tanto calabote

1 de março de 2011 às 02:32:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

não ligue para que este caturo fale,és um mestiçoide como ja exposto por um anti-fa.

nós brancos -de fato -não devemos permitir que metiçoides venham nos dizer o que é ou o que não é branco.

1 de março de 2011 às 03:46:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

nem mesmo os brasucas do stormfront consideram o mario machado branco,hehehehehe.mas não é ,e isto tem que ser dito.o pior e vim com essa de branco do mediterrãneo,caracteristica de xabi alonso,alonso(F1).IKER CASILIAS ETC

2 de março de 2011 às 01:29:00 WET  
Blogger Caturo said...

Mas que é que isso quer dizer «nem os brasucas»? É bem sabido que a brasucagem que por aí anda tem rancor aos Portugueses, e a malta brasuca dita nacionalista-racialista não é excepção (embora haja brasucas porreiros, mas poucos) - toda essa cambada está sempre ansiosa para qualificar os portugueses como não brancos.

2 de março de 2011 às 16:30:00 WET  
Blogger Caturo said...

«não ligue para que este caturo fale,és um mestiçoide»


Ahahahah, o primarismo mentecapto com que o favelado «anti-sionista» e dimiesco me tenta descredibilizar...


«como ja exposto por um anti-fa.»

Um só? Vários, nabo... mas levaram sempre a devida resposta, inclusivamente o brasuca burro que foi perguntar isso ao Yahoo e as respostas não o ajudaram nada, antes pelo contrário.


«nós brancos -de fato -não devemos permitir que metiçoides venham nos dizer»

Esta então é o cúmulo do descaramento favelado. Mas quem é que veio dizer a quem, ó anormal, este blogue é meu, e os percevejos como tu é que vêm aqui dizer asneiras. Ainda por cima nem és de cá. EU é que digo, jumento dos trópicos: era o que faltava que um favelado nos venha dizer quem é ou quem deixa de ser branco europeu a sério.

2 de março de 2011 às 16:34:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

a inveja anti-branca é o maior racismo das ultimas decadas via demonização sistemica dos brancos..

2 de março de 2011 às 18:15:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

tão branco como um báltico ou um nórdico.

isso é falso..é quase tão quanto, mas não tão quanto..

2 de março de 2011 às 18:18:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

não ligue para que este caturo fale,és um mestiçoide como ja exposto por um anti-fa.

nós brancos -de fato -não devemos permitir que metiçoides venham nos dizer o que é ou o que não é branco

_____________

Sim brasuca macaco, nós não vamos ligar ao que diz o Caturo, que além de ser português e racialmente branco (branco med e e cromag)é um grande nacionalista, que defende o sangue, a raça e a história de Portugal. Mas vamos ligar ao que um macaco sul americano como tu diz, looool
morre longe zuca

3 de março de 2011 às 00:53:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

nem mesmo os brasucas do stormfront consideram o mario machado branco,hehehehehe.mas não é ,e isto tem que ser dito.o pior e vim com essa de branco do mediterrãneo,caracteristica de xabi alonso,alonso(F1).IKER CASILIAS ETC
___________________

A opinião de burros complexados e de escumalha por aqui nada vale (ainda por cima se vir do terceiro mundo, ainda menos vale). O Mário Machado obviamente que é branco, e quem coloca isso em causa, uma de duas coisas, ou é desonesto e mentiroso, ou não faz a mínima ideia do que diz.

3 de março de 2011 às 00:55:00 WET  

Enviar um comentário

<< Home