sexta-feira, novembro 16, 2007

PENDA, UM DOS ÚLTIMOS GRANDES REIS DA EUROPA


No dia 15 de Novembro de 655 morreu Penda, rei de Mercia, um dos últimos líderes pagãos europeus a enfrentar a onda totalitária da Cristandade que viria a cobrir todo o continente.

Mercia era um dos reinos anglos da região que mais tarde se unificou com o nome de Terra dos Anglos, isto é, Inglaterra.

Parte da Grã-Bretanha no século VII

Num mundo em que quase todos os reis e princípes tinham já cedido à invasão cristã, convertidos que foram ao credo do Judeu Morto, Penda brilhou pela sua pétrea lealdade aos Deuses ancestrais, combatendo múltiplos oponentes para salvaguardar a sua independência. A fortaleza de espírito e de braço permitiu-lhe manter-se altivo e indómito até ao momento da sua ascensão ao Valhalla, quando aos oitenta anos caiu em combate.

A única fonte histórica existente para conhecer a vida do monarca é a «História Eclesiástica da Nação Inglesa», escrita por Beda, monge que o pintou com as piores cores da crueldade e do barbarismo, como seria de esperar da parte de um cristão que apresenta a sua versão da vida de um pagão... Este texto foi depois integrado na Crónica Anglo-Saxã, a qual apresenta a genealogia do rei de Mercia da seguinte maneira: Penda filho de Pybba, filho de Creoda, filho de Cynewald, filho de Cnebba, filho de Icel, filho de Eomer, filho de Angeltheow, filho de Offa, filho de Wermund, filho de Wihtlaeg, filho de Woden, sendo Woden o Deus Máximo dos Germanos, Senhor da Sabedoria e da Morte em Combate (Wotan na Alemanha, Odin na Escandinávia).
Significa isto que os Anglos atribuiam uma ascendência divina aos seus reis, tal como os Godos (segundo Tácito em «A Germânia»). Neste caso, esta genealogia vai tão atrás no tempo que faz referência à época que antecede a migração anglo-saxónica do norte da Germânia para a Grã-Bretanha: o supracitado Offa filho de Wermund, foi de acordo com lenda antiga um grande herói dos Angeln, liderando-os com êxito na resistência contra os antigos Saxões, junto ao rio Eider, a norte da moderna cidade de Hamburgo. Note-se entretanto que uma descendente de Penda, Lady Ealhswyth, esposa do rei Alfredo (unificador dos Anglo-Saxões, fundador da Inglaterra), é considerada antepassada da actual família real inglesa.


Eis uma breve cronologia da sua época, mencionando alguns dos eventos mais importantes e os comentários que se justifiquem:
597 - chegada da missão augustiniana (cristã de Agostinho) ao reino de Kent (sudeste da Britânia, ver mapa acima). Penda teria nesta altura pouco mais de vinte anos; quando aos cinquenta se tornou rei, poucos seriam os reis anglos/saxões convertidos ao Cristianismo; quando Penda morreu, pelo contrário, já sou o reino de Sussex e a Ilha de Wright se mantinham pagãos.
627 - Edwin de Nortúmbria recebe o baptismo.
631 - O rei Sigibert de Ânglia Oriental (East Anglia) torna-se cristão.
633 - Edwin de Nortumbria é morto em combate por Penda na batalha de Hatfield Moor; nesta batalha, Penda contara com a aliança do rei cristão Cadwallon de Gynnedd (reino celta do norte de Gales); os sucessores de Edwin foram Osric em Deira (sul de Nortumbria) e Eanfrith em Bernicia (norte de Nortúmbria) , que receberam o baptismo mas que renunciaram ao Cristianismo assim que se tornaram reis.
634 - Oswald torna-se rei de Nortúmbria e repõe o domínio cristão.
635 - Penda derrota e mata Sigibert (que abdicara do trono para se tornar monge) e o rei Egric de Ânglia Oriental.
639 - O bispo Birinus baptiza o rei Cynegils do reino de Wessex.
642 - As forças de Nortúmbria lideradas por Oswald entram em confronto com as de Mercia, conduzidas por Penda. O combate dá-se em terras de Mercia, o que leva a pensar que resultou de uma ofensiva de Oswald. Oswald é derrotado e morto, a sua cabeça e braços são cortados e expostos; Bede considera que Penda vence as suas batalhas por meio de artes diabólicas enquanto a Igreja manda canonizar Oswald, visto que «Santo» Oswald esticou o pernil em batalha mas o seu braço direito permaneceu salvo da degradação dos corpos, o que para os cristãos foi um milagre.
643 - O filho de Cynegils, Cenwealh, chega ao trono e imediatamente repudia o Cristianismo. Cenwealh casara-se com a irmã de Penda.
645 - Cenwealh divorcia-se da irmã de Penda; estala a guerra entre Wessex e Mercia, em que Penda vence Cenwealh, que por sua vez se exila; dois anos depois, Cenwealh retorna ao Cristianismo.
653 - O rei Sigibert de Essex impõe o Cristianismo no seu reino.
654 - Penda derrota e mata o rei Anna de Ânglia Oriental.
655 - A Nortúmbria liderada pelo rei Oswy (que matara o seu irmão Oswine, mas nunca foi demonizado pela Igreja) vence Mercia e Penda morre em combate.

Mais informações aqui.

Apesar da fama de brutal e cruel, Penda mostrou-se sempre tolerante para com os cristãos, nunca mandou persegui-los ou sequer os proibiu de exercerem o seu proselitismo. Afigura-se pois como um típico europeu da Antiguidade (tal como a generalidade dos Romanos, por exemplo), partilhando de uma certa ingenuidade e boa vontade, motivo pelo qual não parece ter-se apercebido da ameaça que o Cristianismo representava para a ordem antiga...

29 Comments:

Anonymous estudante de historia said...

Sempre gostava de saber porque razão o cristianismo derrotou o paganismo.
Caturo, será que nos podes elucidar?

16 de novembro de 2007 às 19:11:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Os pagãos eram uma cambada de rabetas e o Caturo tenta emulá-los.

16 de novembro de 2007 às 19:15:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

E não, não sou cristão, seu filho de uma puta judia!

16 de novembro de 2007 às 19:16:00 WET  
Blogger Caturo said...

Pois não, tu és é um abafa-a-palhinha capado.

16 de novembro de 2007 às 19:28:00 WET  
Blogger Caturo said...

Estudante,
- massas escravas e desenraizadas do Império Romano;
- intimidação e uso da força;
- engano das populações.

16 de novembro de 2007 às 19:29:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

ZOG

16 de novembro de 2007 às 21:08:00 WET  
Anonymous anoc said...

"partilhando de uma certa ingenuidade e boa vontade, motivo pelo qual não parece ter-se apercebido da ameaça que o Cristianismo representava para a ordem antiga..."

parece que já é tipico dos europeus.
e também é tipico serem os judeus a espalhar tudo de mau. Religiao, multiculturalismo, propaganda anti-nazi, pró-imigração, etc..

por um lado os ingenuos e burros europeus, por outro lado os espertos e matreiros judeus que nos fodem.
O mal da Europa foi não ser uma ilha bem longe destes merdas, uma grande ilha isolada como o Japão.

16 de novembro de 2007 às 22:05:00 WET  
Anonymous estudante de historia said...

"Estudante,
- massas escravas e desenraizadas do Império Romano;
- intimidação e uso da força;
- engano das populações."

Será que entendi bem? O Império foi derrotado por bandos de indigentes?

17 de novembro de 2007 às 14:46:00 WET  
Anonymous Duarte said...

Será que entendi bem? O Império foi derrotado por bandos de indigentes?

Como diria o Doctor House, «that and some bad decisions...» (ex.: tolerância a mais, Édito de Milão, indecisão sobre o modo como lidar com eles patente desde Pilatos, etc.).

17 de novembro de 2007 às 21:47:00 WET  
Anonymous Duarte said...

também é tipico serem os judeus a espalhar tudo de mau. Religiao multiculturalismo

Multiculturalismo? Logo eles que sempre apoiaram a África do Sul no tempo do apartheid?

propaganda anti-nazi, pró-imigração

Propaganda anti-nazi seria de esperar, depois de terem sido chacinados pelos nazis. Pró-imigração não estou a ver: Israel, pelo que sei, é dos países do Mundo para onde é mais difícil emigrar.

17 de novembro de 2007 às 21:50:00 WET  
Anonymous camião tir said...

Há exactamente uma semana realizou-se a Assembleia Nacional da associação Terra, Identidade, Resistência. Um momento crítico que, certamente, muitos dos nossos opositores - da extrema-esquerda ultrapassada à extrema-direita bafienta - aguardavam com alguma ansiedade o desfecho. Pois bem, a assembleia culminou num momento de união dos militantes da TIR, ignorando os que muito falam e conspiram nos bastidores (tanto vale isto para os senhores dos partidos do sistema na Assembleia da República como para pretensos opositores dos mesmos que parasitam as iniciativas existentes) acordou-se que a união desta organização se efectua na acção, em movimento, nem todos pensamos de igual modo mas há quem prefira batalhar e fazer do que procurar desculpas para estagnar e conter.
É que nós, os verdadeiros revolucionários, entendemo-nos todos bem uns com os outros... temos problemas é com o sistema e os seus idiotas úteis! Mãos à obra, trabalho não falta!


Mas os TIR's agora são antifas? Quem é que saiu da associação? Quantos é que são agora os cromos? Sempre vão aderir em massa ao MRPP? As actividades revolucionárias nos concertos são para continuar? Quero saber tudo sobre a TIR, essa vanguarda do proletariado antifascista.

17 de novembro de 2007 às 22:44:00 WET  
Anonymous anti antifa said...

http://antifascista.pt.vu/

o flávio gonçalves é membro do forum antifa. os antifas já o desancaram mas o gajo não se manca e continua a lamber o cu aos comunas. ele é o Esquerda Nacional

17 de novembro de 2007 às 23:14:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Os tir são 4 ou 5 doentes que já correram quase todos os partidos (incluindo o cds) e que agora estão amantizados com o comunismo revolucionário. São tão ridiculos que levam para manifestações paninhos a dizer "pela nação socialista". Coitados , os que militaram com o General Kaulza de Arriaga no MIRN , deviam ter vergonha de agora andar com a boca cheia de socialismo e revolução. Em suma , uma cambada de atrasados mentais!

18 de novembro de 2007 às 11:41:00 WET  
Anonymous tuga universal said...

A QUEDA DO IMPÉRIO(Letra e música de Vitorino Salomé)

Perguntei ao vento
Onde foi encontrar
Mago sopro encanto,nau da vela em cruz
Foi nas ondas do mar do mundo inteiro
Terras de perdição
Parco império mil almas
Por pau-de-canela e Mazagão

Pátria de negreiros
Tira e foge à morte
Que a sorte é de quem a terra amou
E no peito guardou
Cheiro a mata eterna
Laranja,Luanda,sempre em flor


O I mpério já se foi...E agora,o que nos resta da glória antiga?
Ouro?Não.
Prata?Não.
Escravos?Não.
Especiarias?Também não.

Só nos resta uma coisa:a Língua Portuguesa,presente e viva no mundo através da Lusofonia.

"A MINHA PÁTRIA É A MINHA LÍNGUA"!

18 de novembro de 2007 às 16:01:00 WET  
Anonymous hobbit de melides said...

Fora com a Sol Azul!Queremos a TressureSeeker,The Lady of Ancient Tales.
Seràs a nossa rainha,bela como a Lua e terrível como os alicerces da Terra.Todos te desejarâo e todos desesperarâo!
Tenho dito.

18 de novembro de 2007 às 18:51:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Atão,ninguèm diz nada?

18 de novembro de 2007 às 20:20:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

fónix, o que eu digo é que esse flávio só tá fodido. anda a chibar-se do movimento nacionalista no forum antifa e é membro do movimento parem o pnr. perguntem-lhe quando o agarrarem e antes dele ficar sem os dentinhos todos.

18 de novembro de 2007 às 20:55:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

O que é que esperavas dum merdas desses?

18 de novembro de 2007 às 21:01:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

o caturo não é um europeu típico da antiguidade, demoniza os cristão e, se não fosse um monte de esterco inútil e impotente, persegui-los-ia.

18 de novembro de 2007 às 22:20:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

Independentistas em Portugal suspeitos de pôr bomba na Galiza

A da Galiza voltou, ontem, a ser alvo de um ataque bombista, que não causou vítimas, sendo já o terceiro caso registado naquela comunidade espanhola desde Maio, suspeitando as autoridades do envolvimento de um grupo independentista galego que opera a partir de Portugal.

A explosão da madrugada de ontem (02.30, hora local) ocorrida no município de Cangas (Pontevedra), fez "numerosos danos materiais" nas instalações de uma imobiliária, que ficou "completamente destruída", anunciou a polícia espanhola. Tudo aponta para que se trate de um engenho composto por "quatro a cinco quilos de material explosivo", apesar de ainda se esperar a confirmação através do relatório final de peritagem. A explosão provocou ainda danos nos edifícios mais próximos, alguns dos quais foram evacuados, mas não foi recebido nenhum telefonema a reivindicar o atentado.

A 25 de Setembro um outro artefacto explodiu na localidade de Mugardos, que provocou também avultados danos em várias vivendas próximas. A autoria desta acção foi reivindicada mais tarde através de um comunicado anónimo escrito em "galego luso", como descrevem as autoridades locais, mas sem especificar a autoria. Já a 09 de Maio, no município de Cangas, a Guardia Civil procedeu à detonação controlada de uma bomba, cuja autoria foi reivindicada pelo grupo independentista Resistência Galega, conhecido por operar a partir do norte de Portugal.

Junto aos explosivos as autoridades encontraram panfletos reivindicativos do auto-denominado grupo "Resistencia Galega", onde se podia ler: "Os inimigos do noso povo non devem durmir tranquilos. Ningunha agressom sem resposta". Segundo um relatório da Europol, divulgado em Abril pelo DN, é crescente a actividade de grupos separatistas galegos no Norte de Portugal

19 de novembro de 2007 às 01:52:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

The horror , the horror...

19 de novembro de 2007 às 09:14:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

horror é apelido.....

19 de novembro de 2007 às 10:20:00 WET  
Blogger Caturo said...

O mal da Europa foi não ser uma ilha bem longe destes merdas, uma grande ilha isolada como o Japão

Mesmo o Japão também teve de lidar com as hordas cristãs. Mas fê-lo mais duramente... e resultou.
Aí, não houve, como os cristãos gostam de dizer, «decadência do Paganismo e vitória do Cristianismo»...

19 de novembro de 2007 às 12:34:00 WET  
Blogger Caturo said...

Será que entendi bem? O Império foi derrotado por bandos de indigentes?

Sim, de certa maneira. Foi como um vírus que se infiltrou e a pouco e pouco tomou conta do organismo (o Império). Posteriormente, usou esse mesmo organismo, o Império, para se disseminar, contaminando outros Povos.

19 de novembro de 2007 às 12:35:00 WET  
Blogger Caturo said...

Como diria o Doctor House, «that and some bad decisions...» (ex.: tolerância a mais, Édito de Milão, indecisão sobre o modo como lidar com eles patente desde Pilatos, etc.).

Correcto.

19 de novembro de 2007 às 12:36:00 WET  
Blogger Caturo said...

também é tipico serem os judeus a espalhar tudo de mau. Religiao multiculturalismo

Multiculturalismo? Logo eles que sempre apoiaram a África do Sul no tempo do apartheid?


Ora bem... o Judeu não é assim tão multiculturalista como isso. E os Judeus mais puramente judeus, ou seja, os ortodoxos, elegem como principal inimigo precisamente a misturada, a absorção dos Povos numa massa anónima única.



propaganda anti-nazi, pró-imigração

Propaganda anti-nazi seria de esperar, depois de terem sido chacinados pelos nazis. Pró-imigração não estou a ver: Israel, pelo que sei, é dos países do Mundo para onde é mais difícil emigrar.


Ora nem mais...

19 de novembro de 2007 às 12:38:00 WET  
Blogger Caturo said...

Só nos resta uma coisa:a Língua Portuguesa,presente e viva no mundo através da Lusofonia.

"A MINHA PÁTRIA É A MINHA LÍNGUA"!


Por essa ordem de ideias, Cabo Verde também era Portugal... e nem o é nem nunca o será.

Além da língua, resta-nos pois a raça, a memória e a etnia, expressa no folclore.

19 de novembro de 2007 às 12:43:00 WET  
Blogger Caturo said...

o caturo não é um europeu típico da antiguidade, demoniza os cristão

O Caturo é um europeu que aprendeu com a História e que, antes de mais nada, sabe que mesmo na Antiguidade havia quem percebesse a ameaça cristã, como por exemplo o filósofo Celso e o imperador Juliano. Além disso, não demoniza os cristãos, pura e simplesmente expõe o Cristianismo como ele é, e aguarda que alguém venha desmentir o que afirma...

Depois há por aí uns merdas impotentes e capados que bem queriam que o Caturo perseguisse os cristãos, para que desse modo se dividissem as fileiras do Nacionalismo, mas estão sem sorte. A sua provocaçãozinha infantil só resultaria com merdas ainda mais imbecis do que eles próprios (difícil), motivo pelo qual aqui não pega.

19 de novembro de 2007 às 12:56:00 WET  
Anonymous Anónimo said...

I found this site using [url=http://google.com]google.com[/url] And i want to thank you for your work. You have done really very good site. Great work, great site! Thank you!

Sorry for offtopic

7 de novembro de 2009 às 09:03:00 WET  

Enviar um comentário

<< Home