terça-feira, maio 09, 2017

PRIMEIRO TEMPLO PAGÃO NA LETÓNIA MODERNA




Foi inaugurado na Letónia a seis de Maio de 2017 o primeiro templo moderno da religião Dievturiba, que é o paganismo letão. Situa-se junto ao rio Daugava perto da cidade de Lokstenės.
A cerimónia de abertura do templo começou às 11h e durou até ao anoitecer. O evento contou com a presença de representantes da comunidade religiosa lituana, a chamada Romuva. A dirigente deste grupo saudou assim os participantes:
«Os nossos antepassados deixaram-nos um espírito que temos em nós, que nos fortalece, ajuda a seguir o caminho dos antepassados; perguntam-nos todavia, constantemente, onde estão as suas escrituras?, onde está o seu livro?, onde é a sua casa?, onde está a sua chama eterna? Vivemos num período em que dizer que a resposta para tudo isto está aqui, nos nossos corações, não é suficiente. Nós e os nossos filhos e netos aqui e agora precisamos de escritos sagrados, precisamos de livros, hinos, e precisamos de um lugar onde possamos ficar juntos e constantemente louvando os nossos Deuses, e comunicar uns com os outros. E estamos satisfeitos e orgulhosos que a Dievturiba agora tem um lugar - o templo Lokstenės. Os antepassados podem estar orgulhosos de nós. Os Deuses bálticos têm o seu santo ofício.»
A Dievturiba é a moderna restauração do culto religioso nacional dos Letões que foi proibido pelo Cristianismo no século XIII. Foi fundada em 1922 pelo historiador amador, etnógrafo, folclorista e arqueólogo Ernests Brastiņš (1892 - 1942), que coligiu informação sobre templos, castelos e canções antigas da Letónia. Quando em 1940 a União Soviética ocupou a Letónia, a Dievturiba foi banida e Brastins morreu numa prisão russa. Mais recentemente foi consagrado aos pagãos assassinados pelos soviéticos um monumento na Floresta Cemitério, em Riga.
Na Dievturiba há um Deus supremo, Senhor do Céu, Dievs, bem como outras Divindades: Perkūnas, Deus do Raio e da Guerra, Laima, Deusa do Destino, do Nascimento, do Casamento e da Morte, Mara, Deusa-Mãe Terra, além de Jūros Motė, Vandens Motė, Upių Motė (estas três últimas são Deusas das Águas).
A Dievturiba considera que o homem é composto de corpo astral (Velis), forma física (Miesa) e Dvēsele (Alma).
(...)
*
Fontes: 
http://alkas.lt/2017/05/08/senojo-baltu-tikejimo-ispazinejai-dievturiai-iskilmingai-atidare-pirmaja-sventykla-nuotraukos-video/ (Centenas de fotos)
https://en.wikipedia.org/wiki/Dievtur%C4%ABba


https://www.youtube.com/watch?v=vRB6rUIEqnQ

Mais um rochedo na restauração da Europa integral. Uma identidade étnica só está completa quando está viva a sua Raça, a sua Língua e a sua Religião étnica. Isto sim, é Europa, e o que não é isto não é Europa.

1 Comments:

Anonymous Arauto said...

Uma notícia com o seu interesse, Caturo:

http://rr.sapo.pt/noticia/83157/cerca_de_300_migrantes_em_marrocos_tomam_de_assalto_a_fronteira_com_espanha

10 de maio de 2017 às 12:39:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home