sexta-feira, abril 08, 2016

ESQUERDISTA ANTIRRA NORUEGUÊS É VIOLADO POR SOMALI - E DECLARA SENTIR-SE CULPADO PELA DEPORTAÇÃO DO AFRICANO...

Agradecimentos ao Arauto por ter aqui trazido esta notícia: http://dailycaller.com/2016/04/06/leftist-norwegian-politician-gets-raped-by-somalian-begs-for-him-not-to-be-deported/
*
Um político de Esquerda norueguês, Karsten Nordal Hauken, foi violado por um alegado refugiado somali. O somali foi preso e será deportado. O político está triste, sente-se culpado: «é por minha causa que o somali vai ser expulso», diz ele. 

 Para além da gravíssima falta de Justiça na sua «confissão» de complexo de culpa - e um político tem de ter noção das coisas que diz em público, pelo menos quando tem tempo para pensar no que diz... - uma vez que a culpa da deportação do somali é só do somali, há ainda a total falta de consideração para com os seus compatriotas noruegueses, que com facilidade poderiam ser igualmente vítimas do mesmo africano ou doutros que tais. Acresce que o fulano devia pelo menos ter algum cuidado com o efeito que as suas palavras de auto-culpabilização terão na mente de muitos jovens muçulmanos a viver em solo norueguês e doutros países europeus...
É a este extremo de doença profunda que o anti-racismo militante chega, um estado terminal da sida civilizacional, que só pode mesmo ser combatido pelo antídoto: o Nacionalismo, que cria glóbulos brancos necessários à salvaguarda do Organismo Europa.

1 Comments:

Blogger SHTF and Preparation said...

Esses brancos-brancos do Norte sem dúvida são mais sujeitos a níveis patológicos de altruísmo do que nós, de raízes ibéricas. Não é simplesmente possível, enquanto racista, desconsiderar o fator genético no comportamento mais patológicamente acentuado destes povos mais brancos.

8 de abril de 2016 às 14:25:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home