terça-feira, fevereiro 26, 2013

ATÉ OS IMIGRANTES ROMENOS DESACONSELHAM AS ÁREAS BRITÂNICAS COM MAIS IMIGRANTES NÃO BRANCOS...

Romenos que se preparam para emigrar para o Reino Unido andam na Internet a dizer mal deste país setentrional, enquanto por outro lado falam igualmente mal dos outros imigrantes, afirmando até que não querem viver ao pé de indianos, árabes, chineses e negros... um ou outro já nutre vagas esperanças de poder entretanto viver à custa do Estado britânico...
É a chamada lata do caraças, talvez acicatada pela raiva de terem de ir viver para outro país que «sacanamente» é mais rico, de qualquer modo isto dá uma ideia sobre a natureza de alguma imigração, que não vem parar aos países europeus por destes gostar muito... por cá, entretanto, é conhecido o exemplo de certa brasucagem que cá vive e odeia os Portugueses...
Vá lá que estes romenos, embora descarados, pelo menos têm algum bom gosto étnico...
 
Um porta-voz do partido UKIP mostrou-se furioso com essa troca de impressões romenas sobre o seu país, argumentando que «é irónico que quando as pessoas da Grã-Bretanha expressam preocupação a respeito da imigração em massa para o Reino Unido (RU) são frequentemente rotuladas com acusações de xenofobia. A Grã-Bretanha orgulha-se de ser uma sociedade acolhedora e tolerante e é nada mais do que correcto que exijamos que as pessoas que vêm para cá adiram a estes valores.
Todavia aqui estão pessoas a querer vir para a Grã-Bretanha a não querer claramente integrar-se na nossa sociedade, com base nos seus preconceitos.
Isto mostra porque é que a migração em larga escala falha na integração.
No passado o governo do RU movimentou pessoas de comunidade para comunidade com o intuito de forjar grupos separados de modo a impedir tensões sociais entre as culturas. Aquilo com que ficas é com nichos de intolerância onde não se pode viver lado a lado, o que leva à segregação e à guetização da sociedade
 
Eis um exemplo claro do que é o discurso anti-imigração de uma «Direita» não nacionalista - nesta perspectiva, a imigração a seu ver só é má se falhar no funcionamento prático da sociedade...
Do ponto de vista nacionalista isto é uma no cravo e outra na ferradura - um aparente ataque à imigração mas com um pressuposto ideológico pró-integração que ao fim ao cabo é como pular da frigideira para o fogo. Efectivamente, a longo prazo é mais prejudicial para a identidade nacional o alógeno «bem integrado» do que o marginal, porque enquanto o segundo será eventualmente rechaçado e marginalizado, o primeiro irá fundir-se com a população indígena, contribuindo para a diluição identitária da mesma.

 
 
 
 
 

3 Comments:

Anonymous Direita said...

"Eis um exemplo claro do que é o discurso anti-imigração de uma «Direita» não nacionalista - nesta perspectiva, a imigração a seu ver só é má se falhar no funcionamento prático da sociedade...
Do ponto de vista nacionalista isto é uma no cravo e outra na ferradura - um aparente ataque à imigração mas com um pressuposto ideológico pró-integração que ao fim ao cabo é como pular da frigideira para o fogo. Efectivamente, a longo prazo é mais prejudicial para a identidade nacional o alógeno «bem integrado» do que o marginal, porque enquanto o segundo será eventualmente rechaçado e marginalizado, o primeiro irá fundir-se com a população indígena, contribuindo para a diluição identitária da mesma."

infelizmente os democratas suecos estão na mesma linha ideologica do UKIP. realmente ,estes partidos fazem mais mal ao povo e ao nacionalismo do que os partidos de esquerda!


26 de fevereiro de 2013 às 20:18:00 WET  
Blogger Caturo said...

Não. Os Democratas Suecos falam em Identidade Nacional sueca.

26 de fevereiro de 2013 às 22:28:00 WET  
Blogger Caturo said...

Não. Os Democratas Suecos falam em Identidade Nacional sueca.

26 de fevereiro de 2013 às 22:28:00 WET  

Publicar um comentário

<< Home