terça-feira, maio 16, 2006

CRIME COM «SOTAQUEZINHO GOSTOSO»...

BURLÕES BRASILEIROS ATACAM NA LINHA DE CASCAISUm esquema de vinhetas falsas para passes combinados, alegadamente envolvendo imigrantes brasileiros, está a defraudar em largos milhares de euros por mês a CP e a empresa ScottUrb, na linha de Cascais (artigo publicado em O Crime)(…….)As vinhetas falsas são, posteriormente, vendidas por menos de metade do preço real a imigrantes brasileiros e também a utentes portugueses.(……)Um dos cidadãos brasileiros recentemente conduzido ao departamento policial, depois de apanhado no comboio com um passe falso, tinha em seu poder documentos de cão identidade que não correspondiam à sua identidade. (…) Três identidades para uma só pessoa.(….) Segundo apurou O Crime, investigações desenvolvidas até ao momento pelas autoridades revelaram, pelo número de série, que a vinheta genuína a partir da qual os burlões reproduzem as falsas, é habitualmente adquirida na estação ferroviária de S. João do Estoril, localidade onde, à semelhança de outras áreas de Cascais, a Comunidade brasileira tem vindo a ganhar grande expressão.(…)

Lisboa - Brasileiros ilegais atacaram durante seis meses à mão armadaJudiciária caça assaltantesOrganizados e violentos, cinco brasileiros traçaram os alvos, estudaram horários e atacaram durante seis meses, de armas em punho, no centro de Lisboa. Entre os dois supermercados e três carrinhas de transporte de valores semearam o pânico, roubaram mais de 100 mil euros e fugiram, de carro e de moto, sem deixar rasto. Foram quarta-feira apanhados pela Polícia Judiciária (PJ).Os cinco homens têm entre 28 e 40 anos e atacavam juntos ou separados, consoante o golpe. Conheciam os horários das carrinhas, esperavam que estas parassem e apanhavam os seguranças sozinhos, de pistolas apontadas, quando abriam as portas blindadas.“Normalmente de moto”, conforme o Correio da Manhã apurou junto de fonte policial, atacaram carrinhas, desde Dezembro de 2005, entre a Gare do Oriente, Praça de Londres e a Avenida António Augusto Aguiar (junto ao El Corte Inglés).Sempre encapuzados e armados com pistolas, os cinco brasileiros, ilegais no País, assaltaram ainda dois supermercados, “à hora do fecho”, com algumas dezenas de clientes lá dentro. Um deles foi na zona do Arco do Cego e o outro, a 8 de Março, foi o Modelo de Entrecampos, conforme o CM noticiou na altura.Nesse dia, eram 21h20 quando dezenas de clientes e empregados foram apanhados de surpresa por dois dos brasileiros. Chegaram de moto e, em menos de cinco minutos, ‘limparam’ caixas, semearam o pânico e fugiram sem deixar rasto.Os cinco brasileiros foram ontem presentes ao Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa mas, à hora de fecho desta edição, ainda não eram conhecidas as respectivas medidas de coacção. PORMENORESILEGAIS SEM REGISTOOs cinco brasileiros foram apanhados pela Direcção Central de Combate ao Banditismo da PJ. O facto de serem imigrantes ilegais, sem qualquer registo no nosso país, dificultou as investigações.ARMAS ENCONTRADASSeis meses de investigação e “recolha de vários indícios e informações” resultaram nas cinco detenções e apreensão de duas pistolas de calibre proibido, 7,65 milímetros, três automóveis e uma moto.Henriqhttp://www.correiodamanha.pt/noticia.asp?id=201368&idCanal=10ImigraçãoFalsificação de documentosCinco brasileiros foram detidos nas ilhas espanholas de Gran Canária e Lanzarote por falsificação de documentos portugueses com vista à regularização de imigrantes.A rede operava em Maiorca, mas tinha ramificações em Madrid e nas Canárias.http://www.correiodamanha.pt/noticia.asp?id=200708&idCanal=21

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

What a great site, how do you build such a cool site, its excellent.
»

1 de julho de 2006 às 00:22:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

I find some information here.

20 de julho de 2006 às 20:08:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home