sexta-feira, abril 28, 2006

INCOMPATIBILIDADE ABISSAL

Há quem julgue que os internacionalistas, anti-racistas, universalistas, podem um dia «ver a razão», entendendo o que os Nacionalistas dizem.

Mas a verdade é que essa gente entende muito bem o que o Nacionalistas dizem - e quanto mais entendem, maior é a sua discordância.

Esta gente está de tal modo (de)formada na mentalidade internacionalista militante que nem a tiro.

A tropa intelectual internacionalista acredita piamente, com devoção quase religiosa, que a fraternidade universal é o maior dos deveres éticos.
A tropa intelectual internacionalista acredita piamente, com devoção quase religiosa, que tem o dever de fomentar o fim de todas as barreiras entre os homens.
A tropa intelectual internacionalista acredita piamente, com devoção quase religiosa, que o fim de todas as identidades significará o fim de todas as guerras.
A tropa intelectual internacionalista acredita piamente, com devoção quase religiosa, que pretender manter os povos separados é o mal.

Eu usei a palavra «quase» a respeito da devoção religiosa, mas quando Le Pen aplicou o termo «religião» à moda anti-racista (porque o anti-racismo tem o seu clero, os seus beatos e os seus autos de fé) não estava a exagerar.

Para esta gente internacionalista, a misturada não é sequer uma questão de bom ou mau funcionamento da sociedade; não é uma questão pragmática - é uma questão moral.

Por isso, dizer-lhes que as sociedades multirraciais não funcionam, é igual a falar para as paredes.
Podemos dizer isso ao povo comum, isso sim, porque o cidadão médio, com pouca ou nenhuma formação política, só quer é viver bem e não levar na cara. Esse, pode mudar de opinião, se vir que as caldeiradas étnicas são um pote de lama.

Mas os intelectuais militantes, não.

Não, simplesmente.

A sua natureza é inteiramente diversa da nossa, a um nível tal que poderia dizer-se espiritual. São traidores sim, mas de uma espécie diferente, eventualmente inédita - são visceralmente traidores.

Foram feitos contra nós. Feitos. Criados. Construídos.

Mais facilmente se conseguia fazer um cão treinado para matar tornar-se num pacato animal de estimação do que fazer essa gente vir para o nosso lado.

Não admitem, não podem admitir, que em parte alguma do globo exista um povo que recuse a sua «boa nova» cosmopolitista. A sua vocação é intrinsecamente totalitária.

Contra tal espécie, só a guerra total é viável. Numa mítica (talvez não tão mítica como possa parecer) batalha final, estariam sem dúvida ao lado dos alienígenas inimigos.

5 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Diário Digital:
" A União Europeia decidiu hoje que suspenderá as negociações de adesão da Sérvia-Montenegro se o antigo chefe militar sérvio na Bósnia, Ratko Mladic, não for detido «nos próximos dias», anunciou o comissário do Alargamento, Olli Rehn. "


Os europeus são os maiores mete-nojo do planeta!
Mais nenhum povo do planeta trocava um dirigente nacionalista por fundos comunitários.

28 de abril de 2006 às 23:00:00 WEST  
Anonymous SPQR said...

Ratko Mladic não é nacionalista nenhum.
É um oportunista recauchutado que foi um porco comunista a vida toda e, quando lhe se lhe tornou conveniente, deu uma cambalhota mal amanhada.
Tanto ele como Karadzic são membros do Partido Socialista (Esquerda) da Sérvia.
Assim como o era Slobo.

Vejo muita preocupação com os sérvios, mas nunca vi solidariedade com a Croácia (nação tão antiga como a Sérvia), selvaticamente atacada pela Sérvia.
Ou será que só a Sérvia é que tinha direito à independência?

29 de abril de 2006 às 00:42:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

A questão não é ser sérvio
O que está em causa é o acto de vender um compatriota.

29 de abril de 2006 às 03:48:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

A Croacia expulsou os servios da krajina, onde viviam á mil anos.
Croacia antiga aliada dos nazis.

29 de abril de 2006 às 10:39:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Excelente artigo Caturo, analisas-te bem como funciona esta merda de sociedade.
Estou de acordo, é impossivel mudar esta gente, por isso não ha esperanças para os povos europeus. A extinsão e modificação é o que se segue..

29 de abril de 2006 às 16:34:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home