segunda-feira, julho 30, 2012

FEIRANTES ESCRAVIZAM PORTUGUESES, LETÃO E UCRANIANO

Espancados, obrigados a dormirem com animais e a alimentarem-se de restos de comida. Foi assim que seis homens, com problemas psicológicos, viveram durante quatro anos às mãos de uma família de feirantes de Valongo. Carminda Anjos, 53 anos, e o genro, Mário Machado, de 44, estão acusados de seis crimes de tráfico de pessoas para fins laborais, seis de escravidão e posse de arma proibida. O julgamento começa a 5 de Setembro.
O sofrimento dos quatro portugueses, um ucraniano e um cidadão da Letónia só terminou a 13 de Julho de 2011 quando foram libertados pela PJ do Porto. Sogra e genro foram detidos e estão em prisão preventiva.
A primeira vítima a ser sequestrada foi um ucraniano, em 2007. Aliciado com um emprego numa sucata, com direito a casa e comida, receberia 500 euros mensais. No entanto, quando chegou ao local, em Balselhas, Campo, Valongo, foi violentamente agredido, ameaçado com uma arma e passou fome. Seguiu-se o recrutamento de mais ‘escravos’. As vítimas eram obrigadas a trabalhar de sol a sol, não só em Portugal mas também em Pontevedra, Espanha.

Que feirantes serão estes? Gente que vive de feira, a actuar em família... normalmente, costumam ser de etnia cigana... mas como o texto da imprensa «livre» não lhes identifica a estirpe, ficamos assim, sem saber mais que isto... fica portanto a suspeita.

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

os residuos no sul da asia destruiram a base genomica dos ex-aryas..

30 de julho de 2012 às 18:59:00 WEST  

Publicar um comentário

<< Home