segunda-feira, Maio 31, 2010

COMANDOS DO MAGEN DAVID TRAVAM FLOTILHA «PACIFISTA»

As tropas israelitas atacaram esta segunda-feira a ‘Frota da Liberdade’, um conjunto de seis navios que transporta cerca de 750 pessoas dispostas a prestar ajuda humanitária à Faixa de Gaza, matando pelo menos dez pessoas e fazendo várias dezenas de feridos.
O número de mortos e de feridos varia consoante os órgãos de comunicação social, chegando a perta de duas dezenas de vítimas mortais, mas está certo que o ataque foi realizado em águas internacionais.
Um dos navios com nacionalidade turca trazia cerca de dez toneladas de ajuda humanitária, deputados e militantes pró-palestinianos que procuravam furar o bloqueio imposto por Israel àquela região do Médio Oriente.
Os comandos desceram de helicópteros através de cordas e começaram os confrontos contra os passageiros do navio. O exército de Israel confirmou quatro militares feridos, devido à defesa dos activistas, que teriam armas de fogo ligeiras, machados e facas.
Familiares e companheiros dos trabalhadores humanitários espanhóis que viajavam no barco refutaram qualquer uso de armas nos navios.
As tropas israelitas afirmaram em comunicado que “não atacaram” e apenas “cumpriram a ordem do governo israelita para impedir a entrada não autorizada na Faixa de Gaza”.
Mais tarde, o ministro da Defesa, Ehud Barak, lamentou as mortes mas responsabilizou os organizadores da 'Frota da Liberdade', descrevendo-os como "apoiantes de uma organização terrorista", numa referência ao Hamas.
Israel confirmou que os feridos foram transportados para hospitais através de helicóptero.
Entre várias condenações internacionais, o presidente francês Nicolas Sarkozy apontou o dedo à "desproporcionalidade" do uso de força contra a frota. Por seu lado, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban-ki Moon, disse ter ficado "chocado com as imagens".


A União Europeia condenou também Israel pelo sucedido.


A cambada jihadista conseguiu pois mais uma ter sucesso nas suas acções de propaganda contra Israel: os seus «pacifistas» - que são tão pacifistas que até foram armados e dispararam contra tropas de um Estado soberano que defendia o seu direito... - iam, ou para entrar na faixa de Gaza, que está longe de «morrer à fome», ou para alcançar o martírio em nome de Alá.

Aquando do ataque, os «pacifistas» cantavam «Lembrem-se de Caibar, Caibar, ó Judeus, os exércitos de Maomé retornarão!»

Caibar foi a última cidade judaica em zona árabe a cair perante as tropas do profeta muçulmano Maomé. Os judeus que aí viviam foram chacinados, inclusivamente as crianças; as mulheres judias foram escravizadas, tudo por ordem do criador da «religião da paz».


Adenda - agradecimentos ao leitor que aqui trouxe o seguinte vídeo, a mostrar a reacção pacífica dos pacifistas barbaramente assassinados pelas tropas judaicas:

114 Comments:

Anonymous Anónimo said...

os pacifistas receberam os israelitas com armas... pacifistas?? LOL

os muslos andaram a encontrar-se ultimamente... portanto já se estava à esper de mais taqyiia para lorpos.

31 de Maio de 2010 às 21:41:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Meu caro, dê uma olhada nisto.
http://www.youtube.com/watch?v=0LulDJh4fWI

31 de Maio de 2010 às 21:45:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

foram avisados para não invadirem a costa de israel, a cambada de antifas e muslos não quiseram saber! israel disse que se havia ajuda, teria de ser entregue usando os canais habituais, mas já sabe que esta corja queria espetar mais taqyiia nos media.

31 de Maio de 2010 às 21:58:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

turcalhame filhodaputa! esta gente na UE seria uma autêntica merda!

31 de Maio de 2010 às 21:59:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

o turcalhame tem andado a prender as pessoas que defendem o secularismo na turquia

31 de Maio de 2010 às 22:16:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

GO GO ISRAEL!

PRÓ CARALAHO COM O ISLÃO!

31 de Maio de 2010 às 22:18:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

os antifas e os muslos tentaram agredir os militares com bastões, facas e armas de fogo quando os militares chegaram para fazer uma vistoria sobre o que realmente levavam no barco...

31 de Maio de 2010 às 22:22:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

OS MUSLOS VÃO CONSTRUIR UMA MESQUITA PRÓXIMA DO LUGAR DAS TORRES (NEW YORK CITY), PRETENDEM INAUGURÁ-LA NO ANIVERSÁRIO DO ATAQUE!

O iSLÃO METE NOJO!

31 de Maio de 2010 às 22:25:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

In the night of 30 on May 31, Israeli commandos boarded the ships of the “Free Gaza” fleet on their way from Turkey to Israel.

Despite repeated requests to the captains of these ships to divert the course to Ashdod — the major port in southern Israel — the ships kept on sailing towards the coast of Gaza.


é só filhadaputice islâmica

31 de Maio de 2010 às 22:27:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Israel has repeatedly stated that the Navy would not allow this action and had asked the leadership of the action to simply offload the humanitarian goods destined for Gaza in Ashdod. Also, an offer was rejected to give the Free Gaza organization supervision of the delivery of the goods into Gaza

With the departure of ships from Turkey repeatedly chants were raised like “Death to the Jews” (“Yitbakh Al Yahoed”)



filhadaputice islâmica

31 de Maio de 2010 às 22:30:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

From the start of the operation “Free Gaza” there was cooperation between Hamas and the organizers. (Source: Right Side News)

The boarding of five smaller ships of the Free Gaza fleet went smoothly without any significant violence. The largest boat “Mavi Marmara” contained the most activists, including many members of the IHH, a Turkish Islamist organization that collaborates with Hamas and Al Qaeda.

Also the leader of the extremist Islamic Movement in Israel, Raed Salah, was aboard that ship.

At the time that the Israeli commandos boarded the vessel they were attacked by a group of activists with knives and iron bars. The soldiers were also shot at with guns, and one of the soldiers was robbed of his weapon.


filhadaputice islâmica!

31 de Maio de 2010 às 22:33:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

caturo,
roubaram a arma a um soldado israelita:
http://www.nrg.co.il/online/1/ART2/114/294.html?hp=1&loc=2&tmp=2454

ataques com facas:
http://elderofziyon.blogspot.com/2010/05/video-of-peace-activists-ambushing.html

31 de Maio de 2010 às 22:37:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

In the firefight that subsequently arose, 10 of the attackers were killed and 10 commandos were wounded. The wounded were treated by Israeli army doctors and transported by helicopter to hospitals in Israel.

The Israeli navy still has — at the time of publication of this report — no complete control over the ship Mavi Marmara, some activists have entrenched themselves in their huts.

The Israeli decision to conduct this action in international waters, was justified according to international law. According to the “San Remo Manual on International Law of conflict at sea” it is allowed to attack “neutral ships on the high seas when there is reason to believe that they are carrying contraband or intend a blockade. However, not until after they receive warnings, and willfully or intentionally refuse to stop or intentionally oppose a search, is of boarding and seizure of the ship allowed.

As had been indicated above and demonstrated with video images, the Israeli navy met these conditions. The organizers of the Free Gaza fleet had made known earlier that they intended to break through the Israeli sea blockade of Gaza (AFP, Greta Berlin May 27, 2010).

The leader of the IHH, Bulent Yildirim, gave several interviews in which he announced they would “resist” any Israeli attempt to search the ship.

The IHH secured the presence of some EU parliamentarians on board the Mavi Marmara, which they saw as an insurance policy in case of intervention by the Israeli navy.

31 de Maio de 2010 às 22:37:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

«And military co-operation between Israel and Turkey seems to be at an end, at least for the time being:


The Ankara government has today decided to cancel three joint military operations with Israel that have been scheduled for some time, following last night’s attack by Israeli marines on a six-ship convoy carrying passengers and humanitarian aid to Gaza… “The Turkish ambassador in Tel Aviv, Oguz Celikkol, has been recalled to Turkey and all military exercises due to be carried out with Israel have been cancelled. Turkey has also called for all international organisations to intervene in this situation. We want our citizens to be sent back to Turkey. We want true information from Israel that removes any doubt over the attack on the ships”.»


o descaramento da turquia

31 de Maio de 2010 às 22:39:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

«The European Union has asked Israeli authorities to open an inquiry into the attack on ships bringing humanitarian aid to Gaza which resulted in a number of deaths. Reports were from EU Foreign Minister Catherine Ashton, who also underscored that Israeli must ensure the unrestricted flow of humanitarian aid to the Gaza Strip. Moreover, Ashton demanded that Israeli authorities respect the unobstructed transit of flotillas carrying humanitarian aid, asking for an “immediate and unconditional reopening of transit for the transport of goods and people from and to Gaza”.»


mais merda

31 de Maio de 2010 às 22:41:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

There was no humanitarian crisis and nobody is dying with hunger in the Gaza Strip, where the real problem is the fact that control of the territory is in the hands of a terrorist organisation (Hamas).

31 de Maio de 2010 às 22:43:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

só faltava esta do obongo soetoro:

Obama’s Terroroist Pal Bill Ayers & Top Bundler Jodie Evans Are Top Activists With Gaza Flotilla Group

está no site
GatewayPundit

31 de Maio de 2010 às 22:46:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Turkey is calling a meeting of NATO, ISLAM=TERRORISTS!

31 de Maio de 2010 às 22:47:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

para quem não sabe, luxo em gaza:

http://gatesofvienna.blogspot.com/2010/05/haute-cuisine-in-gaza-strip.html

31 de Maio de 2010 às 22:58:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

boat “Mavi Marmara” contained the most activists, including many members of the IHH, a Turkish Islamist organization that collaborates with Hamas and Al Qaeda.

Also the leader of the extremist Islamic Movement in Israel, Raed Salah,




o cabrão raed salah:


«Sheikh Salah: Western Wall belongs to Muslims


Leader of the Islamic Movement in Israel says Jews invented history with their holiest site, claims it belongs to Muslims and the al-Aqsa compound. Study of a rising star in the Muslim leadership arena»


http://www.ynetnews.com/articles/0,7340,L-3366266,00.html

31 de Maio de 2010 às 23:02:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

OS MUSLOS VÃO CONSTRUIR UMA MESQUITA PRÓXIMA DO LUGAR DAS TORRES (NEW YORK CITY), PRETENDEM INAUGURÁ-LA NO ANIVERSÁRIO DO ATAQUE!

VAI VER DERRUBARAM AS TORRES JA PREVENDO QUE O CERNE CRISTÃO IRIA PERDOA-LOS E EM TROCA DEIXA-LOS COLOCAR UMA MESQUITA ALI..!!

1 de Junho de 2010 às 01:45:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

OS JUDEUS SÃO CURIOSOS; NO OESTE SUA MIDIA METE O PAU NO OESTE EXIGINDO "DEMOCRACIA", MAS ELES EM ISRAEL JA NÃO ACEITAM NENHUMA OPINIÃO DIVERGENTE DA DELES EM PLENO MAR INTERNACIONAL - E PROS QUE VEM DIZENDO QUE ISRAEL E OS JUDEUS DE FORA SÃO DIFERENTES, A GRANA QUE É MANDADA PRA ISRAEL SAI DO NE DOS EUA VIA REMESSAS, OU SEJA, A PARTIR DOS MESMOS JUDEUS QUE NA MIDIA FINGEM CRITICAR TUDO O QUE O OESTE FAZ E PASSAM A MÃO EM TUDO O QUE ISRAEL FAZ NO ENTANTO..!!TER "ALIADOS" COMO OS JUDEUS É PIOR QUE TER O PROPRIO DEMONIO DO NOSSO LADO..LOL!!

1 de Junho de 2010 às 01:49:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Anónimo disse...
para quem não sabe, luxo em gaza:

http://gatesofvienna.blogspot.com/2010/05/haute-cuisine-in-gaza-strip.html

31 de Maio de 2010 22h58min00s WEST

PARECE RESTAURANTE DE CLASSE B; ALIÁS JÁ VI DE CLASSE C PARECIDO - NÃO CHEGA NEM A SER CLASSE A, DIRÁ AA..!!

1 de Junho de 2010 às 06:33:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

«VAI VER DERRUBARAM AS TORRES JA PREVENDO QUE O CERNE CRISTÃO IRIA PERDOA-LOS E EM TROCA DEIXA-LOS COLOCAR UMA MESQUITA ALI..!!»


caps, não delires!

1 de Junho de 2010 às 09:41:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

a invasão do islão na europa começou em 1922

é a muslim brotherhood, organização terrorista

1 de Junho de 2010 às 10:28:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

«PARECE RESTAURANTE DE CLASSE B; ALIÁS JÁ VI DE CLASSE C PARECIDO - NÃO CHEGA NEM A SER CLASSE A, DIRÁ AA..!!»


é um país do terceiro mundo que passa a vida a dizer que está na miséria

1 de Junho de 2010 às 10:38:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Anónimo disse...
OS JUDEUS SÃO CURIOSOS; NO OESTE SUA MIDIA METE O PAU NO OESTE EXIGINDO "DEMOCRACIA", MAS ELES EM ISRAEL JA NÃO ACEITAM NENHUMA OPINIÃO DIVERGENTE DA DELES EM PLENO MAR INTERNACIONAL - E PROS QUE VEM DIZENDO QUE ISRAEL E OS JUDEUS DE FORA SÃO DIFERENTES, A GRANA QUE É MANDADA PRA ISRAEL SAI DO NE DOS EUA VIA REMESSAS, OU SEJA, A PARTIR DOS MESMOS JUDEUS QUE NA MIDIA FINGEM CRITICAR TUDO O QUE O OESTE FAZ E PASSAM A MÃO EM TUDO O QUE ISRAEL FAZ NO ENTANTO..!!TER "ALIADOS" COMO OS JUDEUS É PIOR QUE TER O PROPRIO DEMONIO DO NOSSO LADO..LOL!!

1 de Junho de 2010 01h49min00s WEST



ok, wesley, já percebi, quando os milhares de muslos que há no brasil começarem a armar bagunça no teus país, e grupos islâmicos terroristas se dirigirem ao teu país armados para dar um ajudinha, acho que vais querer que o teu governo os deixe passar.

1 de Junho de 2010 às 10:58:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

O sionista Caturo escreve ele próprio a maior parte dos comentários anónimos.

E quando isto é denunciado, que faz o apologista da democracia?

APAGA!

É a sua ideia de liberdade de expressão.

1 de Junho de 2010 às 11:06:00 WEST  
Blogger Caturo said...

O anónimo dimiesco, raivoso por ver expostos factos e argumentos que lhe desagradam, mas não tendo capacidade de contra-argumentar, opta muito simplesmente por lançar calúnias, e, para cúmulo da merdice de carácter, mentiras. Infelizmente para tal escumalha, não preciso de escrever sob o anonimato, ao contrário dessa mesma escumalha, que não se atreve a dar o nome nem a mostrar a abjecta fuça. E nunca apago comentários de crítica ou de «denúncia», pelo contrário, publico-os todos, e CONFRONTO-OS como a merda que são - e isto é mais uma lição para tal escumalha cobarde, que passa a vida nas encolhas, pelas esquinas, a fazer intrigas e a inventar aldrabices cobardes que, por nunca serem confrontadas, ficam sempre «no ar».

E depois quer merda desta ter credibilidade quando fala sobre os seus «conhecimentos» das «conspirações sionistas-Bilderberg». Que súcia mentalmente indigente esta, que, peganhenta e prejudicial, não há maneira de desamparar a loja do Nacionalismo.

1 de Junho de 2010 às 11:13:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

«O sionista Caturo escreve ele próprio a maior parte dos comentários anónimos.»

O islamófilo anónimo não consegue perceber que o estilo dos vários comentadores que frequentam este espaço é perfeitamente inconfundível.

«E quando isto é denunciado, que faz o apologista da democracia?

APAGA!»

Deve ser por isso que o teu comentário aparece aqui.

«É a sua ideia de liberdade de expressão.»

Este também deve achar que liberdade de expressão é o que existe no blogue do ex-ariano...

Até me custa a acreditar que, nesta situação (auto-defesa de um país), ainda haja nacionalistas que se opõem a Israel sob o pretexto de combater os judeus!...

De facto, tem alguma razão quem diz que o Islão consegue a proeza de juntar a extrema-esquerda e a extrema-direita a seu favor....

1 de Junho de 2010 às 11:17:00 WEST  
Blogger Thor said...

"O sionista Caturo escreve ele próprio a maior parte dos comentários anónimos.

E quando isto é denunciado, que faz o apologista da democracia?

APAGA!"



lol e novidades, tens?

já tinha reparado que o Caturo escreve muito como anónimo lol

1 de Junho de 2010 às 11:20:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

«E depois quer merda desta ter credibilidade quando fala sobre os seus «conhecimentos» das «conspirações sionistas-Bilderberg». Que súcia mentalmente indigente esta, que, peganhenta e prejudicial, não há maneira de desamparar a loja do Nacionalismo.»

Nem mais!... Que merda de nacionalistas, incapazes de perceber que aquilo que se está a passar em Israel poderá muito bem vir a ser o futuro da Europa.

O lugar dos judeus é LÁ, no Médio Oriente. Não entendo como é que um nacionalista pode discordar desta premissa, sabendo-se de antemão que o fim de Israel implicaria a vinda de mais judeus para o Ocidente sobretudo. Estes "nacionalistas" que parecem adorar o Islão e querer que o Islão vença a todo o custo naquela região não deixam de me surpreender!

1 de Junho de 2010 às 11:21:00 WEST  
Blogger Caturo said...

É, além de miopia, uma mistura de estupidez com raivinha e odiozinho antigo contra os Judeus. Aliás, muitos desses anti-sionistas estão-se a borrifar para o que aconteça à Europa, o que querem é ver a destruição dos Judeus, dê lá por onde der.

1 de Junho de 2010 às 11:26:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Anónimo disse...
O sionista Caturo escreve ele próprio a maior parte dos comentários anónimos.

E quando isto é denunciado, que faz o apologista da democracia?

APAGA!

É a sua ideia de liberdade de expressão.

1 de Junho de 2010 11h06min00s WEST




o maomé era pedófilo, assassino, pilhador, incendiário, necrófilo...

1 de Junho de 2010 às 11:31:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Nem mais!... Que merda de nacionalistas, incapazes de perceber que aquilo que se está a passar em Israel poderá muito bem vir a ser o futuro da Europa.


a corja já disse que quer pôr as patas na peninsula, se se atreverem, espero que sejam executados!

1 de Junho de 2010 às 11:34:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

«Aliás, muitos desses anti-sionistas estão-se a borrifar para o que aconteça à Europa, o que querem é ver a destruição dos Judeus, dê lá por onde der.»

Havia uma altura em que eu não queria acreditar nisto. Achava que era falta de ponderação por parte destes "nacionalistas" ou simples obsessão pelos judeus decorrente de um saudosismo ou romantização excessiva do III Reich.

Mas começo a acreditar que, para esta malta, o importante é destruir os judeus onde quer que eles se encontrem, o resto é conversa ou logo se vê, à boa maneira irresponsável e inconsequente daqueles que não se preparam adequadamente para o futuro.

«a corja já disse que quer pôr as patas na peninsula, se se atreverem, espero que sejam executados!»

O grande problema é que muitos dos nossos políticos e empresários vêem isso com bons olhos. Veja-se o caso de Zapatero, que afirmou publicamente que o Al-Andaluz faz parte não apenas da história mas também da cultura contemporânea de Espanha.

Eu também não gosto de judeus e sei perfeitamente que eles fazem sempre jogo duplo (ou não fossem eles os precursores do multiculturalismo), mas é como digo sempre: os judeus na Europa têm que sair, os judeus em Israel têm que ficar!

1 de Junho de 2010 às 11:40:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Zapatero, que afirmou publicamente que o Al-Andaluz faz parte não apenas da história mas também da cultura contemporânea de Espanha.


O ZAPATERO É UMA PUTA DO iSLÃO!

1 de Junho de 2010 às 12:44:00 WEST  
Blogger Thor said...

"Eu também não gosto de judeus e sei perfeitamente que eles fazem sempre jogo duplo (ou não fossem eles os precursores do multiculturalismo),"


muito bem. entendeste...


mas, então, isso choca de frente com a tua asserção anterior:

"Mas começo a acreditar que, para esta malta, o importante é destruir os judeus onde quer que eles se encontrem, o resto é conversa ou logo se vê, à boa maneira irresponsável e inconsequente daqueles que não se preparam adequadamente para o futuro."




nota: eu não me preocupo minimamente em destruir ou não os judeus.
quero que eles se lixem, é-me indiferente. se morrerem todos, não vou verter uma única lágrima, mas também não vou mexer uma palha para os "destruir".

eles são inimigos da Europa? são. (palavras tuas, ali em cima)
logo, porquê ficar preocupado com Israel??? porque carga de àgua??
o futuro da Europa passa por nos defendermos a nós mesmos, e não por defendermos terra alheia nem por servirmos de "escudo" como faz a U.E., por exemplo...

1 de Junho de 2010 às 13:15:00 WEST  
Blogger Thor said...

"É, além de miopia, uma mistura de estupidez com raivinha e odiozinho antigo contra os Judeus."


e se fosse? qual era o drama disso?
por acaso eles são Europeus ou Indo-Europeus?
não. são extra-europeus.
e, em cima disso, são também inimigos dos Europeus...

não pertencem à nossa identidade...
qual é o problema em não gostar de judeus?
por acaso, temos todos que defender os interesses de Israel ou passamos todos automaticamente a ser uns "miopes" e "atrasados mentais"?

esta tentativa de "apelo emocional" a favor dos judeus - dizendo que são odiados, perseguidos, etc - já mete mas é nojo aos porcos...

porque se fosse um judeu a falar assim...enfim, era compreensivel.

agora, um (suposto) nacionalista europeu????

é uma vergonha.

1 de Junho de 2010 às 13:20:00 WEST  
Blogger Thor said...

lol e o truque mais mentecapto de todos, consiste em dizer que quem não gosta de judeus, é automaticamente um islamófilo, que adora os muçulmanos e o islão :D

lol

1 de Junho de 2010 às 13:21:00 WEST  
Blogger Thor said...

em vez de cagarem para essa merda desse conflito (os que criticam tanto o meu blogue, decerto já perceberam que quase nem toco nesse assunto, por motivos óbvios) preferem dar um ênfase e um destaque enorme a essa merda desse conflito alheio, como se aquilo fosse connosco LOL

1 de Junho de 2010 às 13:23:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

O ZAPATERO É UMA PUTA DO iSLÃO!

1 de Junho de 2010 12h44min00s WEST

INFELIZMENTE ESSE DAÍ É PUTA DE TODO MUNDO, NÃO SÓ DO ISLÃO - JA VI FOTOS DELE COM ANARCAS SUBSIDIADOS PELO PARTIDO DO MESMO..!!

1 de Junho de 2010 às 14:58:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

caps, não delires!

CARA, QUANDO A GENTE QUER CONSTRUIR ALGO NO LUGAR DERRUBA PRIMEIRO NÉ??

1 de Junho de 2010 às 14:59:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

ok, wesley, já percebi, quando os milhares de muslos que há no brasil começarem a armar bagunça no teus país, e grupos islâmicos terroristas se dirigirem ao teu país armados para dar um ajudinha, acho que vais querer que o teu governo os deixe passar.

NÃO É ISSO O QUE ESTOU QUESTIONANDO E SIM POR QUE OS JUDEUS POSSUEM UM DISCURSO PRO OCIDENTE E OUTRO PRA ISRAEL..!!DAVA PRA RESPONDER..??

PS: FREFIRO WAGNER A WESLEY..LOL!!

1 de Junho de 2010 às 15:02:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

os judeus na Europa têm que sair, os judeus em Israel têm que ficar!

1 de Junho de 2010 11h40min00s WEST

AO MENOS FOSTES RAZOAVEL..!!

1 de Junho de 2010 às 15:05:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

a corja já disse que quer pôr as patas na peninsula, se se atreverem, espero que sejam executados!

SÓ NA PENINSULA..??

1 de Junho de 2010 às 15:05:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

«NÃO É ISSO O QUE ESTOU QUESTIONANDO E SIM POR QUE OS JUDEUS POSSUEM UM DISCURSO PRO OCIDENTE E OUTRO PRA ISRAEL..!!DAVA PRA RESPONDER..??

PS: FREFIRO WAGNER A WESLEY..LOL!!»


wagner da pipa, depois de israel ter impedido os terroristas de avançarem, o governo canadiano pôs o chefe de estado israelita do canada pra fora e recebeu um muslo da soft-jihad.

1 de Junho de 2010 às 15:40:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

wagner da pipa, já há mais de um milhão de muslos no brasil, é o que eles dizem. o governo diz que são 27239. como é que é?

1 de Junho de 2010 às 15:43:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

«(...)o governo canadiano pôs o chefe de estado israelita do canada pra fora e recebeu um muslo da soft-jihad.»

Governo Canadiano = Bando de dimiescos islamófilos

1 de Junho de 2010 às 15:57:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

«AO MENOS FOSTES RAZOAVEL..!!»

"Ao menos" parece implicar uma crítica... também és daqueles que defende a destruição do estado hebraico?

1 de Junho de 2010 às 15:57:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

«The mosques are our barracks, the domes our helmets, the minarets our bayonets
and the faithful our soldiers... » - erdogan





uma turca levou o bebe dela na flotilha e depois pôs-se a dizer aos media que espera que a criança não tenha ficado traumatizada. ESTA GAJA É NORMAL????

os palestinianos fazem exactamente a mesma coisa!!!

aliás, os palestinianos não são palestinianos, são arabizados armados em palestinianos.


há videos em que se vê os terroristas a empurrar soldados israelitas para dentro de agua...

1 de Junho de 2010 às 16:54:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

a administração do obongo soetero já recebe o tariq ramadam, outro terrorista da soft jihad.

1 de Junho de 2010 às 16:55:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Anónimo disse...
wagner da pipa, já há mais de um milhão de muslos no brasil, é o que eles dizem. o governo diz que são 27239. como é que é?

1 de Junho de 2010 15h43min00s WEST


já li que são muito mais do que esse milhão e tal, com o islão é assim, é só tretas.

1 de Junho de 2010 às 16:57:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

israel permitiu que o barco chega-se a haifa para ser inspeccionado, os do barco recusaram.

israel permite o fornecimento de alimentos, medicamentos e provisões básicas. Os bazares em gaza estão fornecidos exacatamente como em machne yehuda, a unica diferença é que o bazar machne yehuda foi bombardeado em varias ocasiões por arabes.

1 de Junho de 2010 às 17:21:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

o capitão da flotilla devia ser processado por colocar os passageiros em perigo e por tentativa de assassinato de soldados israelitas.

1 de Junho de 2010 às 17:25:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

os turcos armaram essa merda toda

1 de Junho de 2010 às 17:26:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

«os turcos armaram essa merda toda»

Não tenho a menor dúvida. E agora as organizações "humanitárias" já perceberam que, se mandarem mais uns barquinhos para aquela região, Israel ficará completamente encavada!

1 de Junho de 2010 às 17:39:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Anónimo disse...
«os turcos armaram essa merda toda»

Não tenho a menor dúvida. E agora as organizações "humanitárias" já perceberam que, se mandarem mais uns barquinhos para aquela região, Israel ficará completamente encavada!

1 de Junho de 2010 17h39min00s WEST



mas acho que não são os unicos que armaram isso, os arabes e a muslim brotherhood também devem estar metidos.

1 de Junho de 2010 às 18:18:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

os arabes andam a comprar percentagens de acções nas cadeias de tv, o numero minimo suficiente que lhes permite interferir no conteudo das noticias.

1 de Junho de 2010 às 18:31:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

os muslos já conseguiram instalar-se na ex-yuguslávia..., a turquia invadiu o chipre e pelos vistos não quer sair de lá, já invadiu o espaço aereo da grécia, a espanha está infestada de soft-jihad (há organizações soft-jihad que nunca mais acabam), ma frança as organizações muslas estão todas ligadas como no reino unido etc, em portugal também se vai ligar todas, etc...


DEPORTAÇÃO!

1 de Junho de 2010 às 18:36:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

os arabes têm andado a financiar as mesquitas que têm sido construidas na europa

1 de Junho de 2010 às 18:43:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

caturo,


Netherlands: Groenlinks: Minorities a Separate Category in Criminal Law

http://www.nisnews.nl/public/010610_2.htm

1 de Junho de 2010 às 19:26:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Middle East: Aid organisers tied to 'terrorists'


Jerusalem, 31 May (AKI) - Deputy Israeli foreign minister Danny Ayalon on Monday sought to justify an attack on an aid flotilla bringing supplies to Gaza by saying the organisers of the blockade-breaking effort had ties to international terrorists. News reports said that at least 19 people were killed by Israeli forces when they boarded a ship.

"We couldn't allow the opening of a corridor of smuggling arms and terrorists," Ayalon said during a news conference at the foreign ministry.

The Israeli military said commandos came under attack.

"During the incident the soldier's lives were in danger," said a statement from the Israel Defense Forces. "They were attacked with severe physical violence, including live fire, weapons, knives and clubs."


http://www.adnkronos.com/AKI/English/Politics/?id=3.1.473229543

1 de Junho de 2010 às 19:36:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

...the Turkish government-supported NGO behind the operation is IHH. As the US government, the Turkish government in the 1990s, the Investigative Project on Terrorism and countless other sources have proven, the IHH is a terrorist organization. It has direct links to al Qaida and Hamas. Its members have been involved in terrorist warfare from Chechnya and Bosnia to Iraq and Israel. The notion that IHH organizers would behave like radical leftist anti-Israel demonstrators on university campuses is simply ridiculous.


Moreover, there is Turkey's behavior to consider. Since Obama took office, Turkey's gradual slide into the Iranian axis has sped up considerably. Turkey's leading role in the flotilla, and the Erdogan government's ostentatious embrace of IHH which just a decade ago Turkey banned from earthquake relief efforts in light of its violent, jihadist mission made clear that the Erdogan regime would use the violence on board the ships as a way to strike a strategic blow at Israel's international standing.

1 de Junho de 2010 às 20:12:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Islamists want to destroy Israel, takeover the Middle East, replace Western Civilization with a global caliphate. For now, Leftist allies of Islamists are merely tolerated until they are eventually forced to convert to Islam or die.

1 de Junho de 2010 às 20:25:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Last month Russian commandoes boarded a ship and captured dozens of Somali pirates.

You can see them on YouTube, handcuffed, cowering, helpless. 24 hours later they were all dead. The world yawned, rolled over and went back to sleep.

Why? Because the Russians don't give a rat's as what the world thinks of Russians.

And the world knows Russia can't be brow beaten, cowed, manipulated and conned into apologizing for acting in their own interest.

Do you think any pirates will try to hijack a Russian ship any time soon?

The world dumps on Jews and Israel because it knows Jews are obsessed with proving how liberal, humane and caring they are.

The more they try to prove it, the more the world relishes dumping on them.

Jews couild learn a thing or two from the Russians.

1 de Junho de 2010 às 20:47:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Why was there no emergency session of the Security Council when Muslims killed more than 90 fellow Muslims last week while they were praying in a Mosque ?

1 de Junho de 2010 às 20:51:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

If Turkey financed this operation, then it has engaged in an act of war against Israel.

If this turns out to be the case, it is yet more evidence that Turkey does not belong in NATO or in the EU.

1 de Junho de 2010 às 20:54:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

1) This is a humanitarian aid convoy.

No it wasn't. Those were terrorists and terrorist sympathizers. It's purpose is to break the blockade so as to be able to freely import weapons for the next planned attack.

2) 9 or 19 were killed, these were civilians.

They were civilian terrorists trying to kill Israeli soldiers.

3) The ship was still in the international waters, Israelis had no right to board the ship

Israel was well within its legal rights under International law.

4) People or mankind or human being are dying in Gaza because of the lack basic necessities as a result of the blockage.

No, people are dying in Gaza because of Hamas and the Palestinian people's religious hate. Plenty of food, medicine, etc. is entering Gaza through Israel.

5) Israeli is occupying Palestinian lands.

Not so. Historically (WWI), legally and by Islam's own standards, the Israeli's have an absolute right to the land.

1 de Junho de 2010 às 20:58:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Obongo run from Hezbollah and abandoned many of our allies.

Obongo sent a religious military group knowingly into a trap at Sultan Yakub causing dozens of casualties and missing soldiers.

Obongo abandoned many wounded soldiers at Tzehilim.

Obongo abandoned a Druze soldier in Kever Yoseph. He bled to death. Alone.

His fabricated aura is just as false as his day to day actions.
Now he sent our kids to a War situation "armed" with paint guns!!!

1 de Junho de 2010 às 21:02:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Here is INTERNATIONAL LAW: San Remo Manual on International Law Applicable to Armed Conflicts at Sea, 12 June 1994:
SECTION V :
67. Merchant vessels flying the flag of neutral States may not be attacked unless they:
(a) are believed on reasonable grounds to be carrying contraband or breaching a blockade, and after prior warning they intentionally and clearly refuse to stop, or intentionally and clearly resist visit, search or capture;


A blockade is perfectly legitimate act of war, and running a blockade is illegitimate, making its perpetrators a combatants partaking in conflict and thus legitimate targets for our soldiers, lawful to kill. A blockade is enforced in international waters, by definition.

As for the raid - looks like a bright idea of Barak kind, and looks like he is playing to lose, intentionally. His conduct was made to look like that of a war criminal - showing up on TV only 7-8 hours after the fact, not speaking in English and refusing to take questions, as if he had something to hide.

Looks like Barak is setting Israel up to lose. Normal people, loyal to their country, just can't be THAT stupid. Paintball guns... how's that the Army didn't know what IHH is,and many pundits knew it very well? In what kind of isolation our generals operate, or are they in it with Barack too?

And this is nothing new. The Orr commission's conclusions are well known - going in with insufficient force is a sure-fire recipe for a deadly shooting by soldiers forced to save their lives.

1 de Junho de 2010 às 21:08:00 WEST  
Blogger Caturo said...

«1) This is a humanitarian aid convoy.

No it wasn't. Those were terrorists and terrorist sympathizers. It's purpose is to break the blockade so as to be able to freely import weapons for the next planned attack.»


Boa súmula.

1 de Junho de 2010 às 21:16:00 WEST  
Blogger Caturo said...

«Moreover, there is Turkey's behavior to consider.»

O Turcalhame já anda aliado ao Irão há muito tempo, inclusivamente na cooperação militar para esmagar os Curdos, como já foi noticiado no Gladius.

1 de Junho de 2010 às 21:17:00 WEST  
Blogger Caturo said...

«
Jews couild learn a thing or two from the Russians.»

«Jews», e claro, «Westerners».

1 de Junho de 2010 às 21:18:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

IHH Has a History of Supporting Terrorism and Anti-Western Senitiment

After the events of the flotilla to the Gaza Strip, there has been misinformation about who these “peace activists” are. The IHH, which plays a central role in organizing the flotilla to the Gaza Strip, is a Turkish humanitarian relief fund with a radical Islamic anti-Western orientation. Besides its legitimate philanthropic activities, it supports radical Islamic networks, including Hamas, and at least in the past, even global jihad elements.

More information here (www.terrorism-info.org.il/malam_multimedia/English/eng_n/html/hamas_e105.htm):

1 de Junho de 2010 às 21:21:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

4. IHH’s orientation is radical-Islamic and anti-American, and it is close to the Muslim Brotherhood (Hamas’ parent movement). IHH supports Hamas and does not hide the connection between them. Hamas also considers its links to IHH and Turkey to be extremely important, and regards Turkey as a target audience for its propaganda network (Palestine-Information, Hamas’ main website, has a Turkish version, and as of the end of 2009, the website of its military wing, the Izz al-Din al-Qassam Brigades, has also appeared in Turkish).

5. In recent years, especially since Hamas took over the Gaza Strip, IHH has supported Hamas’ propaganda campaigns by organizing public support conferences in Turkey. At those conferences, which featured the participation of senior IHH figures, the heads of IHH expressed their support for Hamas and its strategy (including the armed struggle it favors), in defiance of the Palestinian Authority, Hamas’ rival.

1 de Junho de 2010 às 21:23:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

6. IHH is a member of the Union of Good, an umbrella organization of more than 50 Islamic funds and foundations around the globe, which channels money into Hamas institutions in the Palestinian Authority-administered territories. As a Union of Good member IHH has connections with other worldwide Islamic funds and foundations which support Hamas. Among other things, the support includes initiating and conducting joint projects whose objectives are to bolster the de facto Hamas administration in the Gaza Strip and Hamas’ civilian infrastructure in Judea and Samaria, which also supports terrorism (the infrastructure is under pressure from the Palestinian Authority security services). IHH, which has become an important factor in global fund-raising for Hamas, transfers significant amounts of money to Hamas institutions in Judea and Samaria, including the Islamic Charitable Society in Hebron and the Al-Tadhamun Charitable Society in Nablus (Hamas’ two central “charitable societies,” both outlawed by Israel).

7. IHH operates widely throughout the Gaza Strip. To promote its activities it opened a branch there, headed by Muhammad Kaya, who recently stated that IHH intended to send other aid flotillas to the Gaza Strip (See below). In January 2008 an IHH delegation met with Ahmed Bahar, a senior Hamas activist who is acting chairman of Hamas’ council in the Gaza Strip. At the meeting the delegation revealed the extent of the aid it had given Hamas in the Gaza Strip during the preceding year and said it intended to double the sum in the future. In January 2009 IHH head Bülent Yildirim met with Khaled Mashaal, chairman of Hamas’ political bureau in Damascus, and Mashaal thanked him for the support of his organization.

1 de Junho de 2010 às 21:23:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

http://cubachi.com/2010/05/31/ihh-has-a-history-of-supporting-terrorism-and-anti-western-senitiment/

1 de Junho de 2010 às 21:27:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Palestinians = Muslim terrorist gangs who employ a constructed identity as Palestinians to leverage international support for their killing sprees.

1 de Junho de 2010 às 21:37:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Left does have a special animus for Israel

Of course the left does have a special animus for Israel. And that animus came to the surface when liberalism gave way to the radical left. Because while liberals have been Zionist, the left has been notoriously anti-Zionist. The split goes back to 19th/20th century Europe, where left wing organizations competed with Zionist groups for Jewish support. Both had very different visions of the future. The left wanted to see Jews join in working to create Communism and Socialism in their home countries, before assimilating into them. The Zionists wanted a separate Jewish state. When the left won in Russia, they made Zionism into a crime and the entire Hebrew language was banned as “counterrevolutionary”.

1 de Junho de 2010 às 21:42:00 WEST  
Blogger Caturo said...

Muitíssimo bem observado, é exactamente isso - a Esquerda a sério odeia tudo o que seja étnico, pelo que não pode aceitar a existência de um Povo que recusa dissolver-se no colectivo universal e desenraizado.

Quanto ao caso de Estaline, pode haver aí a interferência do velho ódio anti-semita que era muito forte na Rússia...

1 de Junho de 2010 às 22:44:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

wagner da pipa, depois de israel ter impedido os terroristas de avançarem, o governo canadiano pôs o chefe de estado israelita do canada pra fora e recebeu um muslo da soft-jihad.

É MANUEL, MAS TU SE ESQUECES QUE OS JUDEUS FORAM BURROS - ERAM PRA TER ESPERADO ELES ENTRAREM EM AGUAS ISRAELENSES E SÓ AÍ TERIAM ALGUMA LEGITIMIDADE..!!

2 de Junho de 2010 às 06:33:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

wagner da pipa, já há mais de um milhão de muslos no brasil, é o que eles dizem. o governo diz que são 27239. como é que é?

MANUEL DO ALENTEJO ORIENTAL, NÃO SEI, MAS ACHO QUE SÃO POUCOS POR QUE SÓ SE VE MUITOS MUSLOS POR AQUI LA EM FOZ DO IGUAÇU E UM POUCO EM SP, MAS NO RESTO DO PAÍS QUASE NEM SE VE NADA..!!

2 de Junho de 2010 às 06:35:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

aliás, os palestinianos não são palestinianos, são arabizados armados em palestinianos.

NA VERDADE ELES SÃO COMO BERBERES; NATIVOS CANANEUS QUE QUEREM SER ARABES..!!

2 de Junho de 2010 às 06:36:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

os arabes andam a comprar percentagens de acções nas cadeias de tv, o numero minimo suficiente que lhes permite interferir no conteudo das noticias.

DEVEM TER APRENDIDO COM SEUS PRIMOS JUDEUS..LOL!!

2 de Junho de 2010 às 06:39:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

O Turcalhame já anda aliado ao Irão há muito tempo, inclusivamente na cooperação militar para esmagar os Curdos, como já foi noticiado no Gladius.

1 de Junho de 2010 21h17min00s WEST

CURIOSAMENTE OS CURDOS AJUDARAM OS TURCOS A ELIMINAREM OS ARMENIOS E ASSIRIOS; MAL SABIAM QUE SERIAM OS PROXIMOS DA LISTA DE GENOCIDIOS..!!

2 de Junho de 2010 às 06:44:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

os turcos vão outra vez tentar entrar na costa de israel. tipica islamice. filhosdaputa!

2 de Junho de 2010 às 08:21:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Dois navios de ajuda humanitária voltam a testar Israel



Ataque à frota da liberdade deixa Israel sob pressão. NATO pede libertação imediata de activistas e Egipto abre fronteira com Gaza


Apostados em furar o bloqueio imposto por Israel a Gaza, mais dois navios com ajuda humanitária deverão rumar a território palestiniano nas próximas 48 horas. Israel mostra-se irredutível e teme-se que a tensão diplomática no Médio Oriente escale mais um nível. Isto depois de a "frota da liberdade" - organizada pelo Movimento Gaza Livre, composta por seis embarcações de pavilhão turco, 679 activistas de 40 países e dezenas de mantimentos - ter sido interceptada pela marinha israelita em águas internacionais na madrugada de segunda-feira. A tripulação e os militares envolveram-se em violentos confrontos dos quais resultaram 10 mortos e mais de três dezenas de feridos. Vários membros da tripulação estão sob custódia israelita na prisão de Beersheva, do deserto de Nagev. "Quando os próximos navios chegarem, Telavive tem uma de duas opções: ou faz a mesma coisa, sujeitando-se a maiores pressões internacionais; ou deixa os navios aportar e descarregar, mostrando ao mundo que as mortes da madrugada de domingo foram desnecessárias", explica ao i Thomas W. Lippman do Council on Foreign Relations.


Ontem, os canais diplomáticos continuaram bastante congestionados, com Israel a sofrer forte pressão internacional. Nos dias que correm, "processo de paz é uma expressão sem qualquer sentido na região", diz Carlos Gaspar, director do IPRI (Instituto Português de Relações Internacionais) .

Depois de muitas horas de reunião no Conselho de Segurança ONU, e com o texto disputado à palavra, com os Estados Unidos tentarem suavizar a retórica contra Telavive, lá se chegou a uma versão final onde é exigido um inquérito "imediato, imparcial, credível e transparente" ao raide israelita. Anders Fogh Rasmussen, secretário-geral da NATO, - da qual a Turquia faz parte -, pediu ao estado judaico que liberte os activistas e as embarcações depois de uma reunião de emergência da Aliança Atlântica.


Na vizinhança de Israel rebentou uma nova onda de violência com vários relatos de mortes em Gaza. No Cairo, o presidente egípcio Hosni Mubarak ordenou a abertura temporária da fronteira com a Faixa de Gaza para permitir a passagem de ajuda humanitária - na sequência da chegada ao poder do Hamas, em 2007, o Egipto participa com Israel no bloqueio a Gaza.

2 de Junho de 2010 às 08:27:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

continuação......




Entretanto, informações veiculadas pela imprensa israelita revelam como os comandos da unidade de forças especiais Shayetet 13, a que abordou o navio mais problemático, o Mavi Marmara, cometeram erros tácticos graves. Os relatos não confirmados sugerem que os militares altamente rotinados em operações hostis estavam equipados com espingardas de paintball e munições de fogo real para armas semiautomáticas. Na opinião dos analistas da "Stratfor", estas notícias mostram duas coisas: o objectivo primário do raide não era "um ataque imoral a civis desarmados" e, por outro lado, os comandos israelitas subestimaram a resistência que iriam encontrar.


Poderia Israel ter agido de outra maneira? Podia. "A missão "humanitária", absurda nos propósitos anunciados, tinha como objectivo conseguir uma resposta violenta do exército israelita. Não deixa de ser surpreendente a forma desastrada e expedita como Israel satisfez totalmente os desejos dos promotores políticos da expedição. Israel mordeu o isco e comeu a cana", aponta Fernando Gabriel, investigador universitário.


As implicações para o estado judaico são potenciais e significativas, explica Gabriel: "Internacionalmente, a frota pretendia acentuar o isolamento de Israel, utilizando para isso uma acção de propaganda destinada a alterar a percepção da opinião pública internacional sobre o estatuto moral dos intervenientes. Internamente, a frota quis criar divisões no governo israelita, enfraquecendo-o no apoio parlamentar e junto da opinião pública nacional. Ambos os objectivos foram plenamente conseguidos." Há também uma dimensão simbólica neste episódio que nada tem de inocente, defende o investigador: "A intenção deliberada é utilizar o célebre precedente da viagem, do Exodus 1947, virando-o contra os israelitas e reforçando a imagem dos palestinianos como vítimas do 'império sionista'".


No apoio à frota da liberdade esteve o governo de Ancara. A Turquia, até há pouco tempo o maior aliado muçulmano de Israel, acusa o estado judaico de ter dado luz verde a um "massacre sangrento" e Recep Tayyip Erdogan, o chefe de governo, mostrou-se "enjoado e cansado" das mentiras israelitas. Restam poucas dúvidas que as relações israelo-turcas atingiram um ponto de ruptura. Ancara tem ambições regionais e quer distanciar-se de Telavive. Na opinião de Fernando Gabriel, "se é verdade que através da frota a Turquia conseguiu criar um foco de instabilidade no estado israelita, também é perfeitamente possível que Israel opte por responder na mesma moeda. Aliados de circunstância não faltam, a começar pelos curdos". Nota-se, aliás, que no mesmo dia da tragédia em alto mar, seis soldados turcos morreram num ataque à base de Iskenderun.

2 de Junho de 2010 às 08:30:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

iSLÃO = TERRORISTAS!

2 de Junho de 2010 às 08:32:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

continuação.......


Mas até onde é que os termómetros podem subir? Fernando Gabriel não crê que os turcos optem pela escalada do conflito, mas salienta a "longa e triste tradição de erros graves" entre os países islâmicos que procuram ser o rosto da oposição político-militar a Israel. "Pelo sim pelo não, convém ir aumentando a reserva estratégia de petróleo."


http://www.ionline.pt/conteudo/62617-dois-navios-ajuda-humanitaria-voltam-testar-israel

2 de Junho de 2010 às 08:32:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Hundreds Rally in Support of Israeli Raid on Flotilla at L.A. Turkish Consulate

About 1,000 people protest[ed] in front of the Turkish Consulate in Mid-Wilshire on Tuesday evening in support of Israel’s…raid of a protest flotilla that tried to break through a blockade of the Gaza Strip.

The L.A. activists, members of StandWithUs and other groups, said that the vessel boarded by Israeli commandos was carrying weapons intended for members of Hamas. They said the ship was flying under a Turkish flag.

“We’re very concerned about Hamas and weapons coming to Hamas,” Roz Rothstein, chief executive of StandWithUs [www.standwithus.com/], said in a telephone interview. “What you saw was Israel trying to protect its citizens.”

She said “hundreds and hundreds” of people had gathered in front of the consulate in the 6300 block of Wilshire Boulevard. Los Angeles police estimated the crowd size at about 1,000 protesters.

The raid prompted a firestorm of international condemnation of Israel’s actions against the flotilla, which reportedly was trying to deliver humanitarian aid to the Gaza Strip.

A spokesman for the consulate was not immediately available.


http://latimesblogs.latimes.com/lanow/2010/06/protest-at-turkish-consulate-.html

2 de Junho de 2010 às 08:37:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

2

The Hamas supporters on board the Gaza flotilla called themselves the Freedom Flotilla. A brilliantly Orwellian name, considering that they were headed to support an organization that had eliminated what little freedom there had been in Gaza. Hamas had banned music, outlawing the piano, the flute and the violin because they weren’t in the Koran. It banned mixed sex music festivals and jeans. It imposed a curfew on public gatherings It banned male hairdressers and women riding on motorcycles. Its morality police have carried out brutal murders of women they decided were immoral. The lack of freedom in Gaza had one common denominator. Hamas. And the Anti-Freedom Flotilla were there to give Hamas a propaganda victory.

Israel sent aboard soldiers armed with paintball guns and stun grenades expecting token resistance from entitled Western left wing protesters. Instead the Westerners were serving as beards for Turkish Islamic radicals. The IDF force functioned under strict rules of engagement that prevented them from defending themselves until the situation escalated so badly that soldiers were suffering serious injuries including gunshot wounds. Only then did the Israeli soldiers return fire with live ammunition. Long after any military or police force would have done so.


Turkey’s Islamist regime of Erdogan which recently vowed to repeat the Armenian Genocide, if the Armenians continued to protest about it, lost no time in staging protest rallies and delivering self-righteous condemnations. Over a violent encounter that their own people deliberately staged with exactly this intended outcome. And the hypocritical double standard of a world community that gave Erdogan a pass for openly threatening ethnic cleansing, even as he seeks to join the EU, will now begin their usual howls of hypocritical outrage. “Massacre”. “Genocide.” “Human Rights.”

The truth is that there is hardly a regime in the Muslim world that could spell “Human Rights” if those magic words weren’t a useful weapon against those damned infidels. Turkey’s Erdogan in addition to his genocidal threats is busy jailing opposition politicians, raiding synagogues and imposing religious and racial segregation. And Turkey is still one of the freer countries in the Muslim world. What would Iran, which jailed Western backpackers for being in the wrong place at the wrong time, have done to a ship filled with radicals trying to kill its soldiers? What would Saudi Arabia do, which doesn’t even allow Westerners into Mecca unless they’re there to suppress a domestic uprising? Both countries are Hamas backers. And this is how Hamas treats resistance. By throwing them off roofs.

2 de Junho de 2010 às 09:37:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

1

The "People of Gaza" is a euphemism for Hamas



“The Day of Judgment will not come about until Muslims fight the Jews (killing the Jews), when the Jew will hide behind stones and trees. The stones and trees will say O Muslims, O Abdullah, there is a Jew behind me, come and kill him.”—Al Bukhari, quoted in the Hamas Charter


Let there be no mistake about it. This is about genocide. This is what it has always been about generations back, when Hamas forefather, Hassan al Banna was writing fan letters to Hitler.

This in a single paragraph is Hamas. This is what it stands for. And this is what anyone who talks about “the People of Gaza” really supports. The “People of Gaza” is a euphemism for Hamas which won the last PA election and rules with popular support in Gaza. Israel responded to this takeover by a genocidal terrorist group by closing its border with Gaza. Hamas cynically responded by lying and claiming to be out of power and starving. That allowed their supporters to try and pass off their pro-Hamas agenda as a humanitarian agenda.

But real humanitarians don’t sympathize with only one side in a conflict where civilians on both sides are dying. Real humanitarians don’t bring guns and knives on a humanitarian mission. And real humanitarians don’t chant calls for the murder of Jews calling themselves “The Army of Mohammed”. That’s what the pack of racist Islamist killers hiding behind their Western useful idiots did. And the Western useful idiots conducting a propaganda mission on behalf of a terrorist organization are no better than the murderers who exploited them.

The Hamas charter begins with a quote from Hassan al Banna calling for the destruction of Israel. Hassan al Banna was an ally of Hitler whose movement distributed Arabic translations of Mein Kampf to its followers. Al Banna’s organization, the Muslim Brotherhood, played a key role in creating Hamas and Al Queda. The guiding idea of Hamas, like every other arm of the Brotherhood, is to impose a totalitarian Islamic state by force. The Gaza Flotilla was as cynical an expedition as if a bunch of Nazi supporters had gotten in a boat to bring supplies to Berlin in 1944.

2 de Junho de 2010 às 09:37:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

3


But genocide and massacres don’t even merit a sigh when carried out by Muslim regimes. But when those countries arm and fund a genocidal Islamist group inspired by the Nazis, the liars and phonies demand that Israel open up its borders to its terrorists. And when Israel intercepts a ship carrying out a mission of propaganda for Hamas, those same liars and phonies start shrieking, “Massacre,” “Genocide” and “Human Rights”. You want to see massacres, genocide and human rights—take a weekend trip to Tehran, try to buy a bus ticket to Mecca, run for office in Ankara or try to be a Christian in Karachi.



This is about genocide. The Muslim massacre and ethnic cleansing of Jews. A history that goes back to Mohammed, who ethnically cleansed Jews from the Arabian Peninsula. When the “non-violent killers” on board the flotilla chanted, “Remember Khaibar, Khaibar, Oh Jews. The Army of Mohammed will Return!”, they were invoking an ugly history of over a thousand years of Muslim oppression and butchery of the region’s Jews. Those non-Muslims on board were collaborators in the latest phase of that genocide.


There is no such thing as the non-violent murder of Jews. Supporting the murder of Jews is not a “humanitarian mission”, unless your ideas of humanitarian mission match those of Hitler, Hassan al Banna and Hamas. This is indeed about our freedom and genocide. Our right to be free of those who carry out their fanatical dreams of mass murder, whether they happen to be Austrian painters, Hamas politicians or Irish Nobel Prize winners. The State of Israel will not serve the same purpose that Jews have always served for 2000 years, to be the whipping boy of hypocritical moralists. Nor will we apologize for refusing to be murdered. And if you want to kill us, expect us to fight back. Fight us with words, and we will fight back with words. Fight us with knives and guns, and we will do the same. We will not be murdered. We will not be driven into the sea. We will not die. Get used to it.


http://canadafreepress.com/index.php/article/23792

2 de Junho de 2010 às 09:40:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

O iSLÃO È NOJENTO!

2 de Junho de 2010 às 09:57:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Vatican Says Israeli Occupation Unjust

(ANSAmed) — Vatican City, June 1 — The Vatican believes the Israeli occupation of the Palestinian Territories to be unjust, Pope Benedict XVI will reiterate to Middle East bishops later this year. Benedict will present the working document for the October synod in Cyprus on Sunday. According to an excerpt which ANSA has obtained, it calls the Israeli occupation a “political injustice imposed on the Palestinians”. “The Israeli occupation of the Palestinian Territories makes daily life difficult in terms of freedom of movement, the economy and religious life (access to Holy Places, conditioned by military permits issued to some and refused to others, for security reasons),” the document reads. “Furthermore, certain fundamentalist Christian groups justify the political injustice imposed on the Palestinians by referring to Holy Scripture, which makes the position of Arab Christians all the more delicate”. The 40-page document also says the Christians in the region are confronted by Islamic terrorism which is a threat to all, including Muslims, and regional conflicts, against the backdrop of the Palestinian question. (ANSAmed).


http://www.ansamed.info/en/news/ME01.XAM18285.html

2 de Junho de 2010 às 09:59:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

caturo,
o video:
http://www.humanevents.com/article.php?id=37281

2 de Junho de 2010 às 10:01:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

2 --


During the past year, the Investigative Project on Terrorism has chronicled the Hamas-ties of relief convoy participants, led by Galloway. In March 2009, he defiantly handed a bag of cash directly to a Hamas minister and announced that:

“By Allah, we carried a lot of cash here. You thought we were all fat. We are not fat. This is money that we have around our waists … We are giving you now 100 vehicles and all of the contents. And we make no apology for what I am about to say: We are giving them to the elected government of Palestine; to the Prime Minister Ismail Haniyeh.”

After the January convoy, a Palestinian media outlet reported that Hamas political and militant leaders were fighting for control of $1 million delivered in the Viva Palestina/IHH convoy. And last week, before the confrontation on the Mediterranean, Palestinian political scientist Talal Okal told the Christian Science Monitor that Hamas controls anything that comes in from the relief efforts. Hamas activists were even seen driving ambulances the convoy left behind:

“They want to show that they dominate everything, and that everything in Gaza passes under their eyes. So, if these boats arrive, Hamas will receive it [the aid] and distribute it how they want, to their supporters and according to their policies.”

With that in mind, Israel’s concern that the flotilla might carry goods Hamas could use in weapons and explosives isn’t so far-fetched.

2 de Junho de 2010 às 10:18:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

1 --


Violence and Humanitarian Aid

Condemnations of Israel’s commando raid on the flotilla trying to break a blockade on Gaza are pouring in after 10 people were reported killed in the violence at sea early Monday.

Egypt announced Tuesday that it would open its border with Gaza, which Reuters describes as “a major boost for Hamas and a blow to efforts by Israel and its Western allies to cripple the Islamists.” Turkey is threatening to send more ships, escorted by its own navy, while there are fears Hizballah will use the incident to justify a new wave of rocket attacks toward Israel.

Was it, as some suggest, the plan of flotilla organizers all along?

It’s worth remembering why the aid was being transported by sea in the first place. A convoy led by then-British MP George Galloway ended in violence at the Egyptian-Gaza border in early January after authorities delayed their entry into Gaza.

An Egyptian police officer was shot and killed by Hamas gunmen. Egypt deported Galloway, made it clear he was unwelcome there again, and told the convoy it could no longer enter through its crossing. Galloway’s partner in that convoy was the Turkish-based International Humanitarian Relief Foundation (IHH), which helped lead the flotilla.

IHH was a key player in the Free Gaza Movement flotilla. Israeli officials say IHH is tied to Hamas, and even to al Qaeda, and it was banned in Israel in 2008 for being “part of Hamas’s fundraising network.” Court papers in the U.S. prosecution of Abdurahman Alamoudi also tie it to terrorist activity, citing French intelligence expert Jean Louis-Bruguiere’s assessment that IHH played “[a]n important role” in the Millennium bomb lot.

IHH also is part of the Union of Good, a collection of charities run by Muslim Brotherhood spiritual leader Yusuf al-Qaradawi. The union was designated by the U.S. Treasury Department in 2008 as a terrorist entity due to its fund-raising activities on behalf of Hamas and Hamas-controlled organizations in the West Bank and Gaza.

2 de Junho de 2010 às 10:18:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

read it all:

http://www.investigativeproject.org/1982/violence-and-humanitarian-aid

2 de Junho de 2010 às 10:19:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Anónimo disse...
aliás, os palestinianos não são palestinianos, são arabizados armados em palestinianos.

NA VERDADE ELES SÃO COMO BERBERES; NATIVOS CANANEUS QUE QUEREM SER ARABES..!!

2 de Junho de 2010 06h36min00s WEST



são arabes a fazerem-se passar por palestinianos.

3 de Junho de 2010 às 13:33:00 WEST  
Anonymous Anónimo said...

Anónimo disse...
os arabes andam a comprar percentagens de acções nas cadeias de tv, o numero minimo suficiente que lhes permite interferir no conteudo das noticias.

DEVEM TER APRENDIDO COM SEUS PRIMOS JUDEUS..LOL!!

2 de Junho de 2010 06h39min00s WEST



vai pró caralho, libanês!

3 de Junho de 2010 às 13:35:00 WEST  
Blogger Caturo said...

«em vez de cagarem para essa merda desse conflito (os que criticam tanto o meu blogue, decerto já perceberam que quase nem toco nesse assunto, por motivos óbvios)»

Pois... como também não tiveste tomates para dizer que desaprovavas um comentário prói-islâmico de Hitler, foi preciso obrigar-te, como quem afocinha um cão nas fezes que deixou na alcatifa...


«preferem dar um ênfase e um destaque enorme a essa merda desse conflito alheio, como se aquilo fosse connosco»

Não é «como se aquilo fosse connosco». É como aquilo já está a ser ou vai ser connosco, um dia, na Ibéria. E não só na Ibéria.

18 de Junho de 2010 às 04:14:00 WEST  
Blogger Caturo said...

«o truque mais mentecapto de todos, consiste em dizer que quem não gosta de judeus, é automaticamente um islamófilo,»

Nunca ninguém aqui disse nada de sequer parecido com isso – quem aqui foi acusado de islamófilo foi quem não teve coragem de condenar as afirmações islamófilas de Hitler.



«por acaso, temos todos que defender os interesses de Israel ou passamos todos automaticamente a ser uns "miopes" e "atrasados mentais"?»

Quem mete a colher a bater nos Judeus, desviando o assunto do que realmente está a ser focado, é, realmente, míope e atrasado mental, sem aspas.


«esta tentativa de "apelo emocional" a favor dos judeus - dizendo que são odiados, perseguidos, etc - já mete mas é nojo aos porcos»

O que mete nojo aos porcos, e aos cães, é a constante deturpação do que é dito, derivada da mistura de falta de argumentos com mentecapta má fé. Aqui ninguém apelou emocionalmente a favor dos Judeus, dizendo que são odiados e etc., isso é mais uma mentira do ex-ariano porque mais uma vez ficou entalado e deixou que a sua estupidez ficasse à mostra.

Mas enfim, como agora só escreve uma vez por semana, não tem tantas hipóteses de desviar as conversas com a sua imbecilidade que é um autêntico atraso de vida, literalmente, uma merda de uma lapa que só serve para fazer baixar o nível cognitivo e ideológico das conversas.

«agora, um (suposto) nacionalista europeu????
é uma vergonha. »

Diz isto um sujeito que pela sua conduta demonstra não ter um pingo de vergonha nas fuças.

18 de Junho de 2010 às 04:15:00 WEST  
Blogger Caturo said...

“O sionista Caturo escreve ele próprio a maior parte dos comentários anónimos.
E quando isto é denunciado, que faz o apologista da democracia?
APAGA!"

lol e novidades, tens?
já tinha reparado que o Caturo escreve muito como anónimo lol »

Dois capados mentirosos a juntar-se na mesma mentira, de resto amplamente desmentida pelos factos – e, entretanto, um deles julga que consegue desviar de si as atenções depois de se ter indicado a sua extraordinária semelhança com um «outro» comentador que serve para que o seu blogue não fique às moscas, ehehhehehhh...

18 de Junho de 2010 às 04:15:00 WEST  
Blogger Thor said...

"e, entretanto, um deles julga que consegue desviar de si as atenções depois de se ter indicado a sua extraordinária semelhança com um «outro» comentador que serve para que o seu blogue não fique às moscas, ehehhehehhh..."


em primeiro lugar, o meu blogue nunca esteve às moscas, nem sequer desde o 1º dia, nem tu tens nada a ver se o blogue está às moscas ou não. é coisa que nem te diz respeito.
e depois, se é por causa da "semelhança" entre eu e o Vag que o blogue não fica "às moscas", então estás outra vez a ir mal, porque a esmagadora maioria dos comentários que lá apareceram, não eram do "Vag".
talvez nem 10% sequer...

e depois, se o blogue estiver ou não às moscas (nunca esteve) o problema é meu.

22 de Junho de 2010 às 01:26:00 WEST  
Blogger Thor said...

"«esta tentativa de "apelo emocional" a favor dos judeus - dizendo que são odiados, perseguidos, etc - já mete mas é nojo aos porcos»

O que mete nojo aos porcos, e aos cães, é a constante deturpação do que é dito, derivada da mistura de falta de argumentos"



sim??? hmmm

retirado da mensagem original do tópico:

"A União Europeia condenou também Israel pelo sucedido.
A cambada jihadista conseguiu pois mais uma ter sucesso nas suas acções de propaganda contra Israel
: os seus «pacifistas» - que são tão pacifistas que até foram armados e dispararam contra tropas de um Estado soberano que defendia o seu direito... - iam, ou para entrar na faixa de Gaza, que está longe de «morrer à fome», ou para alcançar o martírio em nome de Alá.Aquando do ataque, os «pacifistas» cantavam «Lembrem-se de Caibar, Caibar, ó Judeus, os exércitos de Maomé retornarão!» Caibar foi a última cidade judaica em zona árabe a cair perante as tropas do profeta muçulmano Maomé. Os judeus que aí viviam foram chacinados, inclusivamente as crianças; as mulheres judias foram escravizadas, tudo por ordem do criador da «religião da paz»."


bom, e não se venha argumentar que o foco está nos crimes dos muçulmanos, porque também há aí referências à União Europeia.

bom, mas se quisesse mais provas, daquilo que disse, não me faltariam...

então aquela de dizer noutro tópico que os judeus são atacados em Paris, logo os judeus não são inimigos nem dominam nada...essa foi demais. por demais escandalosa!


e nem era preciso ir às mensagens dos tópicos.
como interpretar esta frase, senão como um "apelo" a favor dos judeus?

"É, além de miopia, uma mistura de estupidez com raivinha e odiozinho antigo contra os Judeus.


tu chamas o que quiseres, podes dizer que é "deturpado", diz o que te apetecer.
mas eu sei bem que nome é que isto tem.

22 de Junho de 2010 às 01:33:00 WEST  
Blogger Thor said...

"Aqui ninguém apelou emocionalmente a favor dos Judeus, dizendo que são odiados e etc.,"


"Blogger Caturo disse...
É, além de miopia, uma mistura de estupidez com raivinha e odiozinho antigo contra os Judeus. Aliás, muitos desses anti-sionistas"

1 de Junho de 2010 11h26min00s"




pois...
bate certo.

22 de Junho de 2010 às 01:35:00 WEST  
Blogger Thor said...

"«o truque mais mentecapto de todos, consiste em dizer que quem não gosta de judeus, é automaticamente um islamófilo,»

Nunca ninguém aqui disse nada de sequer parecido com isso – quem aqui foi acusado de islamófilo foi quem não teve coragem de condenar as afirmações islamófilas de Hitler."


mentir é feio. fui acusado de "islamófilo", logo à partida, só por ter aberto a boca contra os judeus e ter dito que vocês são sionistas (e são. quem defende o estado de Israel é sionista em qualquer lado).
o resto veio apenas por acréscimo. a razão principal foi aquela que eu disse.
quanto ao Hitler, não concordo com tudo o que ele faz (era só o que faltava) e já o disse. até falei desse episódio.
condenar, não condeno. mas discordar discordo.
ah fui também acusado de islamófilo por "só" ter 4 ou 5 tópicos no meu blogue sobre o Islão e não viver do "jihad watch".

ah e por não defender o estado multi-étnico da Sérvia LOL
(por acaso existem islâmicos na Sérvia e cristãos no Kosovo)






"«por acaso, temos todos que defender os interesses de Israel ou passamos todos automaticamente a ser uns "miopes" e "atrasados mentais"?»

Quem mete a colher a bater nos Judeus, desviando o assunto do que realmente está a ser focado, é, realmente, míope e atrasado mental, sem aspas."

traduzindo: eu decretei que o foco é apenas aquilo que eu quero. só aquilo que eu decido é que é importante e interessa, e se eu decidi que os muslos são os únicos maus/inimigos, e os judeus são "bons" ou, pelo menos, são pacificos, então é porque é, e acabou-se! quem não achar isto, ou quiser alertar para o jogo duplo de Israel ou simplesmente disser que eles são tão alienigenas como os muslos é um atrasado mental.

pois...

22 de Junho de 2010 às 01:44:00 WEST  
Blogger Thor said...

"«preferem dar um ênfase e um destaque enorme a essa merda desse conflito alheio, como se aquilo fosse connosco»

Não é «como se aquilo fosse connosco»."

não é, "para ti". mas fala por ti, porque eu sou português e ibérico. não sou israelita.





"É como aquilo já está a ser ou vai ser connosco, um dia, na Ibéria. E não só na Ibéria."


então, quando (se) chegar essa altura, vamos defender-nos dos ataques muçulmanos.
os israelitas que se preocupem com eles e nos deixem. e nós devemos fazer o mesmo em relação a eles. eles até têm armas nucleares, pelos vistos.
tudo o resto são tretas. Israel nada nos diz. não fica na Europa nem é Europeia etnicamente. ponto!
e nem é nossa "aliada", sequer.

e duvido que os muçulmanos lancem ataques militares à ibéria, por causa daquilo que já está farto de ser explicado: eles nem precisam disso, já estão a conquistar tudo sem armas.

a defesa da Europa passa por nós mesmos, passa por "acordar" os povos Europeus, por lutarmos (politicamente sobretudo) e não por prestar atenção ao que se passa lá em Israelixo ou apoiá-los.
será tão dificil assim, perceber isto???

22 de Junho de 2010 às 01:53:00 WEST  
Blogger Caturo said...

preferem dar um ênfase e um destaque enorme a essa merda desse conflito alheio, como se aquilo fosse connosco»

Não é «como se aquilo fosse connosco»."

«não é, "para ti". mas fala por ti,»

Falo por mim e por todos os Ocidentais conscientes, sobretudo os da Europa, e sobretudo os da Ibéria, que estão na calha da ameaça islâmica, a seguir a Israel.




"É como aquilo já está a ser ou vai ser connosco, um dia, na Ibéria. E não só na Ibéria."

«então, quando (se) chegar essa altura,»

Não é «quando/se chegar a essa altura», é estar pronto para o confronto antes de ele se dar ou ser declarado. É uma questão de sobrevivência vital.



«duvido que os muçulmanos lancem ataques militares à ibéria,»

E nem precisam. Podem fazer o que também têm feito em Israel desde há colhões, que é o terrorismo de rua, para depois se auto-vitimarem quando as suas crianças são atingidas. E é pela iminvasão que podem fazer isso.



«a defesa da Europa passa por nós mesmos, passa por "acordar" os povos Europeus, por lutarmos (politicamente sobretudo) e não por prestar atenção ao que se passa»

Autistamente errado, mais uma vez. É importante prestar atenção ao que se passa fora, mas à beira das nossas fronteiras para começarmos a acordar os povos Europeus para a ameaça que se avizinha.
Do mesmo modo que houve quem dissesse que é preciso pensar globalmente e agir localmente, eu digo melhor: é preciso VER globalmente para melhor defender localmente.

29 de Junho de 2010 às 14:55:00 WEST  
Blogger Caturo said...

«o truque mais mentecapto de todos, consiste em dizer que quem não gosta de judeus, é automaticamente um islamófilo,»

Nunca ninguém aqui disse nada de sequer parecido com isso – quem aqui foi acusado de islamófilo foi quem não teve coragem de condenar as afirmações islamófilas de Hitler."

«mentir é feio»

E não perceber o que está escrito com simplicidade é estúpido. Vejamos como:

«fui acusado de "islamófilo", logo à partida, só por ter aberto a boca contra os judeus»

Foste acusado de islamófilo, nunca por ter falado contra os Judeus, mas por receares discordar do teu dono Hitler, isto para além das tuas estranhas omissões no teu blogue em atacar, por «imagens», o Islão, tendo sido preciso que to lembrassem.



«(e são. quem defende o estado de Israel é sionista em qualquer lado).»

Olha, Hitler também era sionista, ehehheheh...



«ah fui também acusado de islamófilo por "só" ter 4 ou 5 tópicos no meu blogue sobre o Islão»

Dizes tu... ehehehheh...


«e não viver do "jihad watch"»

Pois - tu vives é de um site que baseia boa parte dos seus artigos em artigos do Jihad Watch, ehehheheh...


«ah e por não defender o estado multi-étnico da Sérvia»

Essa foi outra - foste acusado de islamófilo por estares A FAVOR do Kosovo islâmico.

Porra, são coincidências a mais...

29 de Junho de 2010 às 14:56:00 WEST  
Blogger Caturo said...

Quem mete a colher a bater nos Judeus, desviando o assunto do que realmente está a ser focado, é, realmente, míope e atrasado mental, sem aspas."

«traduzindo: eu decretei que o foco é apenas aquilo»

Traduzindo: o gajo pode bem querer falar dessas cenas de religião e dos muslos lá longe, mas eu quero é mostrar que sou um bom hitleriano e vai daí vou falar do que me apetece, mesmo que não tenha muito a ver, não interessa, eu cá só falo do que eu quero, a mim ninguém me põe a falar doutras coisas, eu é que sei, e agora quero mostrar que o Hitler se fosse vivo tinha imenso orgulho em mim, e se calhar até me deixava dar-lhe o Orkut e oito tostões.

Pois é, o costume.


"Aqui ninguém apelou emocionalmente a favor dos Judeus, dizendo que são odiados e etc.,"

"Blogger Caturo disse...
É, além de miopia, uma mistura de estupidez com raivinha e odiozinho antigo contra os Judeus. Aliás, muitos desses anti-sionistas"

1 de Junho de 2010 11h26min00s"

«pois...bate certo.»

Sim, para quem sabe interpretar o que lê. O que exclui forçosamente o ex-ariano.



O que mete nojo aos porcos, e aos cães, é a constante deturpação do que é dito, derivada da mistura de falta de argumentos"

«sim???»

Sim.


«hmmm»

Lá está o tal som de gorila... bate certo.



«retirado da mensagem original do tópico:

"A União Europeia condenou também Israel pelo sucedido.
A cambada jihadista conseguiu pois mais uma ter sucesso nas suas acções de propaganda contra Israel : os seus «pacifistas» - que são tão pacifistas que até foram armados e dispararam contra tropas de um Estado soberano que defendia o seu direito... - iam, ou para entrar na faixa de Gaza, que está longe de «morrer à fome», ou para alcançar o martírio em nome de Alá.Aquando do ataque, os «pacifistas» cantavam «Lembrem-se de Caibar, Caibar, ó Judeus, os exércitos de Maomé retornarão!» Caibar foi a última cidade judaica em zona árabe a cair perante as tropas do profeta muçulmano Maomé. Os judeus que aí viviam foram chacinados, inclusivamente as crianças; as mulheres judias foram escravizadas, tudo por ordem do criador da «religião da paz»."»

Sim, bem citado. E agora... algum argumento contra?

«bom, e não se venha argumentar que o foco está nos crimes dos muçulmanos, porque também há aí referências à União Europeia.»

Claro. E?...


«bom, mas se quisesse mais provas,»

Ahahahahh... mas quais provas é que foram apresentadas?

Isto dialogar com iletrados é mesmo assim...


«então aquela de dizer noutro tópico que os judeus são atacados em Paris, logo os judeus não são inimigos nem dominam nada...»

São atacados em Paris, constantemente, e NADA DISSO é referido, sequer ao de leve, na imprensa? Pois, deve ser porque os Judeus dominam os mérdia, ehehehh...



«tu chamas o que quiseres, podes dizer que é "deturpado", diz o que te apetecer.
mas eu sei bem que nome é que isto tem.»

E eu sei bem que tu nada sabes daquilo que pensas que sabes.


"e, entretanto, um deles julga que consegue desviar de si as atenções depois de se ter indicado a sua extraordinária semelhança com um «outro» comentador que serve para que o seu blogue não fique às moscas, ehehhehehhh..."

«em primeiro lugar, o meu blogue nunca esteve às moscas,»

Não, eras tu e o Varg, e mais o brasuca, ehehehhehhh... isso é realmente estar às moscas, que só as moscas é que posam nessa merda. :)


«nem tu tens nada a ver se o blogue está às moscas»

Chhhiu, aguenta e não chora. Levaste uma vez e voltas a levar, se fores armar-te em chorão de cada vez que levares, já vês...


«talvez nem 10% sequer...»

Olha ele a dizer que eu não tenho nada com isso, mas a querer dar satisfações, ehhehehehh...


«e depois, se o blogue estiver ou não às moscas (nunca esteve) o problema é meu»

Ai é problema teu de certeza, ahahahahh... sobretudo quando to atiram às fuças :)

29 de Junho de 2010 às 14:56:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home