quarta-feira, maio 16, 2018

TERRORISTA MUÇULMANO QUE ASSASSINOU EM PARIS ERA CONHECIDO PELA POLÍCIA

As fontes da emissora Europe 1 afirmaram que o agressor, que esfaqueou várias pessoas em Paris no final do sábado, era um cidadão francês nascido em 1997 na Chechénia, Rússia.
De acordo com o portal de notícias France Info, seu nome era Khamzat Azimov, que se tornou-se cidadão francês em 2010. O terrorista não tinha documentos, no entanto, a polícia conseguiu identificar o homem usando as suas impressões digitais.
No final do dia, os média informaram que os serviços policiais franceses detiveram um amigo e os pais do suspeito.
A rádio RTL informou, citando uma fonte judicial, que os pais do suspeito estão detidos para interrogatório pela polícia.
O ministro do Interior francês afirmou que uma vítima, um homem de 34 anos, foi operada, e as outras três estão fora de perigo.
Entretanto, a Europa 1 relatou que o agressor era conhecido pelos serviços policiais franceses como um defensor do terrorismo.
O suspeito foi supostamente morto a tiro pela polícia.
Separadamente, os média informaram que o grupo terrorista Daesh assumiu a responsabilidade pelo ataque.
*
Fonte: https://br.sputniknews.com/europa/2018051311209273-terrorista-paris-chechenia-russia-daesh/

* * *

Mais uma vez, mais outra, sempre mais outra, constata-se que o mal não está no funcionamento das forças de segurança mas sim na ideologia da elite reinante que criminosamente não expulsa islamistas a viver em território europeu.

11 Comments:

Blogger Pedro said...

Conhecido assim como os nacionalistas que estão a trazer os gangs de motociclistas para Portugal ?

16 de maio de 2018 às 16:15:00 WEST  
Blogger Da Serra said...

O habitual.
Conhecem-nos todos!

16 de maio de 2018 às 18:54:00 WEST  
Blogger Caturo said...

«Conhecido assim como os nacionalistas que estão a trazer os gangs de motociclistas para Portugal ?»

Quais «nacionalistas»?

16 de maio de 2018 às 20:55:00 WEST  
Blogger Pedro said...

Por exemplo, Mário Carvalho, grande Hammerskin, ex-capanga dos skins de Almada, ex-quadro do PNR, depois fundador de dois movimentos nacionalistas sendo o ultimo o Nova Ordem Social - mais uma data de amiguinhos nacionalistas.

Este pessoal, mais uns parecidos em grupos rivais, estão trazer gangs de motards, como os Bandidos e Hells Angels - conhecidos por fabrico e tráfico de droga, assaltos, extorsão, redes de prostituição, tráfico de armas etc.

A de tráfico de armas é especialmente fofinho, porque toda a gente sabe que os terroristas islâmicos estão com dificuldades em arranjar armamento de guerra, estando muito limitados a facadas e atropelamentos.

Pelo que será mesmo espetacular ter gangs de bikers a traficar armamento de guerra para o submundo onde os grupos locais do Isis se poderão equipar devidamente.

Obrigado movimento nacionalista !

18 de maio de 2018 às 12:16:00 WEST  
Blogger Caturo said...

Nada disso tem a ver com o Movimento Nacionalista propriamente dito, que é democrático e estritamente dentro da lei - aliás, quando não está dentro da lei vai dentro a toda a velocidade, que aos «nazis» ninguém perdoa nada, diferentemente do que acontece com os criminosos dos partidos «mainstream», a estes primeiro que os prendam é um caso sério...

18 de maio de 2018 às 23:15:00 WEST  
Blogger Pedro said...

Estou a falar das actividades dos grupos nacionalistas mais conhecidos do país e dizem-me que não tem nada a ver com o movimento nacionalista. Vejo que reina a franqueza...

Quanto á facilidade com que esse pessoal vai parar á prisão, a nível puramente ilustrativo vou contar uma história de fição, demasiado estúpida para ser verdadeira. Acho eu...

Imaginemos um grupo a percorrer as ruas vestido de skin, calças puxdas para cima para se ver bem as doc, aos gritos de oi skinhead, esmagar a cabeça de um black com um bloco de cimento em plena rua e á frente de toda a gente e em seguida ir calmamente beber um copo no bar mais próximo...estão á espera de quê ?

Até o polícia e juíz mais molenga, dorminhoco, incompetente, negligente e sem vontade nenhuma de se mexer não teria outro remédio, mesmo contra vontade, senão encaná-los e condená-los enquanto o diabo esfrega um olho...

Claro que isto é fição. Ninguém é tão estúpido ao ponto de fazer uma bacorada destas.

Ou será que há alguém ?

Ná, é impossível...

Equivalente a isto seria o Ferro Rodrigues publicar na sua página de facebook filmes dele próprio a enrabar putos, ou o Sócrates declarar na tv que se fartou de roubar e dizer onde estão escondidas as provas...

Nesse caso até o polícia mais renitente seria obrigado a levá-los de cana, exatamente como os burros da minha história.

Mas ninguém é tão burro assim...

19 de maio de 2018 às 05:48:00 WEST  
Blogger Caturo said...

Não sei de todo que história é essa. No único caso em que sei de um negro morto num confronto de rua, tinha havido violência também contra nacionalistas nessa noite, ou será que não? Não sei, não aposto e nada disso compromete o PNR.

De resto, é curioso que se saiba tantos e tantos pormenores do que fazem os skins nas suas vidas privadas e nas suas coboiadas sem qualquer significado político e não se saiba por exemplo, só por exemplo, que a esmagadora maioria dos skins não apoia o PNR, nem sequer se digna juntar-se aos eventos do PNR, fica só a vê-los a uma distância suficientemente «segura» para não engrossar o pessoal desse evento, havendo entretanto gente nesse meio que até ameaça descaradamente membros da Direcção Nacional deste partido... mas esta parte pelos vistos não interessa, o que interessa é meter tudo o que é nacionalista no mesmo saco que é para melhor queimar o Nacionalismo todo, pois 'tá claro, há que ser «prático».

Claro que se a escumalha-à-espreita quiser aproveitar a «deixa» para ir perturbar violentamente as acções do PNR, pode ser que tenha uma surpresa, porque os tais skins com as calças puxadas para cima são capazes de aproveitar eles próprios a oportunidade, não para defender o Partido da Chama, mas para pôr certa ralé infecta no lugar, como aconteceu em 2005 quando andavam uns bácoros mal lavados a ameaçar um evento da C.I., houve um destes infra-humanos que teve o despudor invertebrado de escrever «vai ser fácil, isto da C.I. é só betos, não há lá skins», mas depois quando lá chegaram viram que afinal havia mesmo skins, que não eram da C.I. mas resolveram fazer uma visita de cortesia porque ouviram dizer que ia haver festa brava e quiseram ver como era... nessa altura os ameaçadores «antifas» resolveram permanecer a uma distância segura e afinal não só nunca avançaram como até foram postos a correr pela bófia em carga...

Haja cuidado e respeito, nem que seja só respeitinho, que é para não haver chatices, e tudo correrá bem.

21 de maio de 2018 às 00:01:00 WEST  
Blogger Pedro said...

Kurti.

Portanto skins como o Carvalho, que pertenceu ao PNR e é hoje líder de uma organização nacionalista não terão nada a ver com o movimento nacionalista.

E os skins em geral não terão nada a ver com o PNR embora você diga que afinal eles se mantenham a vigiar as actividades e actuem como serviço de ordem do mesmo.

E no fim uma ameaça lirica, não percebendo vocês que se uma força esquerdista radical a "sério" como por exemplo o PCP descesse a esse nível, tanto o PNR como os skns eram varridos em dois minutos.

Tecnicamente não custava nada a uma organização como o PCP arranjar umas largas centenas ou até uns milhares de voluntários, tipo ex-tropas especiais, estivadores e pessoal das obras e do trabalho braçal da agricultura para vos dar caça nas ruas. Para eles era um gozo e vocês não passariam de sacos de pancada.

Só não o fazem para não terem fama de arruaceiros, má publicidade.

Até gurpúsculos radicais como os que deram origem ás FP 25 davam conta do serviço com uma perna ás costas. Esses não o fazem porque foram dissuadidos pelo regime de empregar meios violentos - a polícia democrática de que vocês tanto se queixam protege a sociedade, vocês incluidos. Vocês estão a ser protegidos pelo regime.

23 de maio de 2018 às 01:01:00 WEST  
Blogger Caturo said...

Não sei se será assim... nem sei quem está a ser mais protegido pelo regime (o mesmo regime que nos ameaça ao virar da esquina a cada palavra que digamos fora da «linha»); afinal de contas, o PCP sempre foi uma minoria em Portugal, no norte (área mais densamente povoada) não se atrevia a levantar muito a grimpa, ficou com sedes incendiadas e calou a bocarra, no sul falhou de armas na mão em Novembro de 75, meteu a viola no saco e quem queria irritar comunagem era dizer-lhe «olha que vem aí o Jaime Neves...». O PNR é de facto um partido pequeno, mas não faltam ex-militares ou militares no activo que gostariam de um bom pretexto para pegar fogo a comunistas (e nos Comandos, em particular, o clima é bem de anti-comunismo, diz-se...). De resto, não sei a que propósito vem o PCP, mas alguém falou no PCP?, ou alguém do PCP enfiou a carapuça?, eu falei simplesmente em antifas à espreita que de facto fizeram o que fizeram e continuam com ameaças. É um facto real. Esses estão por acaso a mando «secreto» do PCP?...

Acresce que eu em momento algum disse que os skins actuam como «serviço de ordem» do PNR, aliás, eu disse bem o contrário. Se lhes oferecerem pretextos violentos para actuarem, isso é outra conversa, e a ideia não será proteger o PNR, como eu também disse... Para que é que insiste em invocar «demónios», para depois a coisa correr mal e nessa altura poder gritar que «a culpa é dos Nacionalistas!!!»? Deve estar carente de argumentos... ou se calhar com medinho de vir a perder «largas centenas ou até uns milhares de voluntários, tipo ex-tropas especiais, estivadores e pessoal das obras e do trabalho braçal da agricultura», que são todos potenciais eleitores do PNR, e tal como em França a FN esvaziou o PC francês, que hoje está nas ruas da amargura enquanto a formação nacionalista constitui o maior partido operário de França, nada impede que o mesmo possa acontecer em Portugal com o PNR e o PCP...

24 de maio de 2018 às 01:31:00 WEST  
Blogger Pedro said...

Ok.

Portanto, os skins não terão nada a ver com o PNR.

Mas acontece irem sempre a passar na rua, na rua em que houver actividades do PNR, e aproveitarem o pretexto para intervir em favor do PNR. Só porque sim.


E tem a certeza que um tipo como o Jaime Neves estaria a vosso favor ?

Então não sabe que o homem participou no 25 de Abril e foi um defensor do actual regime?

Tanto o Neves como a esmagadora maioria dos que lutaram contra o comunismo são a favor do regime actual e gostam ainda menos de vocês do que dos comunas.

E eu não sou comuna. Foi apenas uma observação "técnica".

Apesar das vossas farroncas, das doc exibicionistas e das agressões a pessoas isoladas, regra geral pessoas inofensivas, qualquer força esquerdista média tinha capacidade para correr com vocês em dois minutos.

O PCP encolheu-se no passado porque teria de enfrentar muitos regimentos como o dos comandos - embora pudesse levantar os seus próprios regimentos.

Não seriam com certeza umas dezenas de skins que iriam parar uma força como o PC. Nem sequer atrasar...

Quanto aos antifas, em Portugal não passam de um gurpúsculo.

Quanto ao crescimento de forças como a frente nacional francesa, devem-se mais á merda que o regime neoliberal anda a fazer que a mérito próprio.

E mesmo assim até um merdoso como o Macron conseguiu eliminar a FN na primeira volta.

Apesar de estarem fartos destes, as pessoas ainda se lembram do inferno que era a Europa nacionalista, com uma ou duas gandes guerras em todas as gerações.





27 de maio de 2018 às 07:19:00 WEST  
Blogger Caturo said...

As pessoas estão é cada vez a perceber melhor o inferno em que a elite multiculturalista - tanto a capitalista como a esquerdista - quer mergulhar a Europa e por isso mesmo é que votam cada vez mais nos Nacionalistas, tal como alguns percebem cada vez melhor que não foram os Nacionalismos a criar as grandes guerras mundiais mas sim os imperialismos, incluindo o soviético, que oprimiu Nações diversas. Se não é do PCP, melhor, não precisa de enfiar a carapuça...

No que respeita ao Macron, não eliminou coisa nenhuma na primeira volta, ele teve foi de disputar a SEGUNDA volta das eleições presidenciais com Marine Le Pen, a qual, MESMO tendo contra si a imprensa em peso, e até as igrejas, conseguiu um terço do eleitorado francês - incluindo, note-se, a maioria dos votos do operariado.

Quanto aos skinheads em Portugal, de facto é raríssimo intervirem a favor do PNR seja no que for, aliás, não me lembro de uma só ocasião em que isso tenha acontecido, pelo que continua o interlocutor a insistir uma falsidade.
Não sei se Jaime Neves se voltaria contra o PNR, o que sei é que o PNR não defende o Estado Novo, enquanto o PCP por seu turno defende ou defendeu abertamente a URSS. Sei também que Jaime Neves e outros puseram a comunagem a piar e a planar baixinho e que os «seus regimentos», do PCP, se ficaram por aí. Não seriam pois necessárias as dezenas, ou centenas, de skins, para pararem uma força como o PC - todo o resto do País iria parar uma força como o PC, o que de facto aconteceu.

Outras forças esquerdistas, médias ou não, não fizeram nada contra isso, levaram foi na corneta em manifestações ocorridas nos anos oitenta e hoje não correm com ninguém das ruas, mas se o tentassem se calhar voltavam só por isso a chamar a essas mesmas ruas os veteranos e se calhar alguns ex-comandos que andam em pulgas para caçar esquerdistas e não perderiam essa oportunidade. Talvez por isso tais farronqueiros esquerdistas não tenham até agora feito nada mais do que trocas de ameaças.

28 de maio de 2018 às 04:00:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home