quarta-feira, outubro 23, 2019

INGLATERRA - AFRICANO COM BILHETE DE IDENTIDADE PORTUGUÊS ASSALTA IDOSO A TER ATAQUE CARDÍACO QUE VEIO MAIS TARDE A MORRER

Um emigrante português de 35 anos, que já foi duas vezes deportado para Portugal, foi detido, em Inglaterra, por ter assaltado um homem de 73 anos, quando o idoso estava a ter um ataque cardíaco num terminal de autocarros.
Charles Jackson, 73 anos, terá sido a última vítima de Danilo Furtado, português de 35 anos que foi detido, em Inglaterra, e condenado a 20 meses de prisão.
No passado mês de Agosto, Charles Jackson sofreu um ataque cardíaco no terminal de autocarros Bury Interchange, na região de Manchester. Danilo Furtado, em vez de auxiliar o idoso, roubou-lhe a carteira, o telemóvel e um fio e cruz de ouro.
Charles Jackson morreu 13 horas depois. Por não ter identificação, o contacto com a família do idoso foi mais difícil e aconteceu já após a morte do homem.
Segundo a imprensa britânica, Danilo Furtado é toxicodependente e já tinha no cadastro 32 crimes, como furtos em lojas, posse de arma branca e drogas. Foi deportado duas vezes de Inglaterra (2014 e 2017) mas acabou por voltar ao país.
Nichola Garton, filha de Charles Jackson, diz que a família sente que lhe foi roubada a hipótese de passar as últimas horas de vida com o pai. "O meu pai estaria provavelmente ainda semi-consciente quando ele passou no local e em vez de o ajudar decidiu roubar-lhe o fio e cruz de ouro, o telemóvel e a carteira. Não teve compaixão, nem humanidade, nem consciência. As suas acções inumanas são deploráveis, mas ainda mais importante, as consequências dessas acções resultaram na morte do nosso pai", frisou Nichola Garton, citada pelo "Daily Mail".
Foi um irmão de Nichola, preocupado pela ausência do pai, que decidiu ir à sua residência. Quando chegou, tinha dois agentes da polícia à espera para informar de que Charles Jackson tinha morrido.
Danilo Furtado e um cúmplice foram detidos depois de terem vendido o fio e cruz de ouro numa loja de produtos em segunda mão por 100 libras (116 euros). O português também tentou usar o cartão de multibanco da vítima.
Segundo o seu advogado, Paul Brynin, Danilo "pensou que a vítima estava apenas embriagada e aproveitou-se da situação para o roubar para comprar comida e drogas".
"O que fez foi vergonhoso, desprezível e totalmente vazio de humanidade", considerou o juiz que analisou o caso.
*
Fonte: https://www.jn.pt/mundo/portugues-detido-por-assaltar-idoso-a-morrer-de-ataque-cardiaco-11436427.html

* * *

Ainda bem que desta feita houve alguns jornais portugueses que tiveram a honestidade de publicar foto do dito «português», para que o povo saiba que espécie de «português» andou neste caso a dar mau nome a Portugal no estrangeiro...

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Em Londres é só zucaria a jurarem a pés juntos que são portugueses ..... vivemos no fim dos tempos.

24 de outubro de 2019 às 00:18:00 WEST  

Publicar um comentário

<< Home